Fórmula 1
R
GP de Portugal
30 abr
Próximo evento em
17 dias
06 mai
Próximo evento em
23 dias
20 mai
Próximo evento em
37 dias
R
GP do Azerbaijão
03 jun
Próximo evento em
51 dias
10 jun
Próximo evento em
58 dias
24 jun
Próximo evento em
72 dias
R
GP da Áustria
01 jul
Próximo evento em
79 dias
29 jul
Próximo evento em
107 dias
R
GP da Bélgica
26 ago
Próximo evento em
135 dias
02 set
Próximo evento em
142 dias
09 set
Próximo evento em
149 dias
23 set
Próximo evento em
163 dias
R
GP de Singapura
30 set
Próximo evento em
170 dias
07 out
Próximo evento em
177 dias
21 out
Próximo evento em
191 dias
28 out
Próximo evento em
198 dias
R
GP de Abu Dhabi
12 dez
Próximo evento em
243 dias

F1: Pintura da Haas é investigada por descumprimento de decisão de agência antidoping, entenda

Nova identidade da equipe levantou preocupações sobre o não cumprimento da proibição do Tribunal Arbitral do Esporte contra a Rússia

F1: Pintura da Haas é investigada por descumprimento de decisão de agência antidoping, entenda

A Agência Mundial Antidoping (WADA) está examinando as cores do novo carro da Haas para temporada de 2021 de Fórmula 1, que foi apresentado na última quinta-feira (04), em meio a questões sobre o não cumprimento da proibição do Tribunal Arbitral do Esporte contra a Rússia.

A Haas revelou nesta semana através de um evento virtual um design marcante para seu novo modelo VF-21, que apresentava as cores vermelho, branco e azul da bandeira russa para remeter ao novo patrocinador máster Uralkali, empresa do pai do piloto Nikita Mazepin.

Leia também:

No entanto, a nova identidade da equipe levantou preocupações sobre o cumprimento de uma decisão do Tribunal Arbitral do Esporte (CAS), que anunciou em dezembro do ano passado que os atletas russos seriam proibidos de competir em eventos de campeonatos mundiais pelos próximos dois anos.

A proibição estava relacionada ao doping e acobertamentos pelo estado nas Olimpíadas de Inverno de 2014, após investigações da WADA, que havia recomendado uma proibição de quatro anos.

A Federação Russa de Automobilismo confirmou em fevereiro que isso se estenderia aos campeonatos mundiais da FIA (Federação Internacional de Automobilismo), o que significa que a Mazepin não poderia correr sob a bandeira russa nesta temporada.

O estreante da F1 também está proibido de usar emblemas, bandeiras ou símbolos nacionais, bem como a palavra "Rússia" ou "russo", em suas roupas ou equipamentos.

A Haas afirmou que sua pintura não foi projetada para contornar a decisão do CAS, mas, de qualquer maneira, a WADA revelou que está investigando o assunto. 

"A WADA está ciente deste assunto e está investigando isso com as autoridades relevantes", disse um porta-voz da WADA ao Motorsport.com.

A incerteza parece estar dentro da cláusula da decisão que diz que os atletas russos "não devem exibir publicamente (...) qualquer emblema nacional ou outro símbolo nacional da Federação Russa, sem limitação, em suas roupas, equipamentos ou outros itens pessoais. "

Após o Motorsport.com solicitar um pronunciamento sobre a conformidade da pintura equipe americana, a FIA disse: "A equipe esclareceu a pintura com a FIA - a decisão do CAS não proíbe o uso das cores da bandeira russa."

A declaração inicial da Federação Russa de Automobilismo disse que Mazepin e outros pilotos russos em campeonatos mundiais da FIA ainda podem usar as cores da bandeira do país, bem como a sigla RAF, que significa 'Federação Russa de Automobilismo'.

"Obviamente, não podemos usar a bandeira russa como a bandeira russa, mas você pode usar as cores em um carro", disse o chefe da Haas, Gunther Steiner.

"No final das contas, é o atleta que não pode exibir a bandeira russa e não a equipe. A equipe é americana."

Mazepin disse na última quinta-feira que é "muito lamentável" que a proibição tenha entrado em vigor antes de sua temporada de estreia na F1, onde ele deve competir como um piloto russo neutro.

"Atualmente, ainda estou discutindo como serei classificado", disse Mazepin. 

"Não há uma decisão ainda”, concluiu.

HAAS 2021: Veja o carro 'RUSSO' da ESTREIA de SCHUMACHER em ano que time irá 'CUMPRIR TABELA' na F1

PODCAST: Como seria a transmissão dos sonhos da F1 no Brasil?

 

compartilhar
comentários
F1: Mick Schumacher não vê pressão do legado de seu pai em estreia

Artigo anterior

F1: Mick Schumacher não vê pressão do legado de seu pai em estreia

Próximo artigo

F1: Hamilton não será distraído por rumores sobre contrato em 2021

F1: Hamilton não será distraído por rumores sobre contrato em 2021
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Equipes Haas F1 Team
Autor Luke Smith