F1: Red Bull contrata ex-Mercedes para liderar projeto de motores

Ben Hodgkinson trabalha com a Mercedes há quase 20 anos e atualmente, é o chefe de engenharia mecânica da divisão de motores

F1: Red Bull contrata ex-Mercedes para liderar projeto de motores

A Red Bull está avançando em seu novo programa de motores na Fórmula 1, adquirindo a tecnologia das unidades de potência da Honda a partir do próximo ano. E a marca austríaca deu um importante passo, contratando um ex-Mercedes como novo diretor técnico da Red Bull Powertrains.

Com a equipe intensificando seus esforços para assumir o trabalho da Honda em sua base de Milton Keynes, a Red Bull contratou Ben Hodgkinson, que trabalhou com a Mercedes por muitos anos.

Leia também:

Hodgkinson era o chefe de engenharia mecânica do setor de Unidades de Potência de Alta Performance desde 2017, tendo trabalhado na sede da montadora em Brixworth por 20 anos.

A Red Bull ainda não determinou a data para o início de Hodgkinson, mas ele precisa primeiro concluir seu contrato atual com a Mercedes para se juntar à equipe. Christian Horner, chefe da equipe e CEO da Powertrains, disse que essa contratação foi um golpe de mestre para a empresa, que possui grandes ambições com o programa.

"Estamos felizes por receber Ben à Red Bull Powertrains como Diretor Técnico. Ele se junta a esse excitante projeto como um vencedor e inovador, capaz de liderar uma equipe de engenheiros altamente habilidosos de mesma mentalidade".

Nico Rosberg, Mercedes AMG F1, Peter Hodgkinson, Mercedes AMG F1 Head of Build, race winner Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 and Sebastian Vettel, Red Bull Racing RB10 on the podium

Nico Rosberg, Mercedes AMG F1, Peter Hodgkinson, Mercedes AMG F1 Head of Build, race winner Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 and Sebastian Vettel, Red Bull Racing RB10 on the podium

Photo by: Sutton Images

"Quando a Red Bull anunciou a criação de seu programa de unidades de potência, anunciou também uma nova fase de suas ambições com a F1, trazendo todos os aspectos do projeto de um carro para dentro de nossa fábrica, colocando nosso destino em nossas próprias mãos".

"A expressão máxima disso é o desenvolvimento de uma unidade de potência da Red Bull para a próxima geração do regulamento de motores da F1. A contratação de Ben assinala nosso objetivo de longo prazo e vamos apoiar ele e sua equipe no que for necessário para que obtenham sucesso".

Hodgkinson disse que foi uma decisão difícil de sair da Mercedes após tantos anos, mas que está animado com o desafio a frente.

"Estou muito animado por me unir à Red Bull Powertrains como Diretor Técnico. Não foi uma decisão fácil deixar a Mercedes após 20 anos, mas a oportunidade de liderar um projeto tão grande é uma honra".

"A Red Bull é uma peça importante na F1 e tem sido nossa principal rival na era híbrida, então mal posso esperar para ver o que podemos atingir juntos nessa nova fase da jornada da companha".

A Red Bull já iniciou a construção de uma nova fábrica de ponta em Milton Keynes para sua divisão de motores. Mais cedo nesta semana, Horner deixou claro que a empresa está buscando os melhores funcionários possíveis para este projeto.

"Vamos aplicar a mesma filosofia que temos para o chassi", disse Horner em entrevista exclusiva ao Motorsport.com. "Então a intenção é a mesma do chassi, garantir que tenhamos os talentos certos e os melhores".

 

SAIBA como Leticia DATENA se libertou da 'SOMBRA' do pai e ganhou vida própria no AUTOMOBILISMO

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST: Por que temporada de 2021 promete ser a mais equilibrada dos últimos anos?

 

compartilhar
comentários
F1: Ricciardo diz que "não subestimou" tempo de adaptação na McLaren

Artigo anterior

F1: Ricciardo diz que "não subestimou" tempo de adaptação na McLaren

Próximo artigo

F1: Honda revela segredos do motor de 2021, que permitiu à Red Bull bater de frente com Mercedes

F1: Honda revela segredos do motor de 2021, que permitiu à Red Bull bater de frente com Mercedes
Carregar comentários