Ricciardo revela planos de correr na Indy e em Bathurst com McLaren

Australiano revelou um desejo de disputar uma das provas mais tradicionais do automobilismo australiano

Ricciardo revela planos de correr na Indy e em Bathurst com McLaren

Ainda em seus primeiros meses com a McLaren, Daniel Ricciardo já busca ter a oportunidade de disputar provas em outras categorias com a marca britânica para além da Fórmula 1, principalmente a Indy e Bathurst, uma das provas mais tradicionais do automobilismo australiano.

Com o envolvimento atual da McLaren na Indy, além da associação do CEO Zak Brown com o Supercars, tradicional categoria da Austrália, o piloto acredita que há uma boa chance de conseguir disputar provas para além dos GPs.

Leia também:

Brown é um dos donos da equipe Walkinshaw Andretti United Supercars, e no ano passado brincou sobre a ideia de uma participação especial de Ricciardo e Lando Norris em Mount Panorama, palco do Bathurst 1000.

A WAU tem um histórico de participações especiais na prova, notoriamente colocando um Holden Commodore extra na pista em 2019 para duas estrelas da Indy: Alexander Rossi e James Hinchcliffe.

Em entrevista à revista GP Racing na edição de abril, Ricciardo deixou claro que está mais do que disposto a uma participação no Supercars e que uma saída com um carro da Indy está nos planos.

Perguntado sobre Bathurst, Ricciardo disse: "Tenho que perguntar ao Zak. Eu preciso, mesmo que não seja para uma corrida, mas eu preciso andar com um Supercar em Bathurst. Seja em um teste privado ou uma corrida, eu preciso fazer isso. E acho que agora tenho uma boa oportunidade, tendo Zak como chefe e amigo".

Bryce Fullwood, Walkinshaw Andretti United Holden

Bryce Fullwood, Walkinshaw Andretti United Holden

Photo by: Mark Horsburgh, Edge Photographics

"E ele quer nos colocar em outros monopostos nos Estados Unidos, da Indy. Então há muito para se fazer".

Em teoria, Ricciardo teria duas opções para correr em Bathurst, seja em um carro de turismo no Bathurst 1000, ou em um GT, na prova de 12 horas. Mas choques no calendário podem forçá-lo a disputar a corrida de GT.

O Bathurst 1000 deste ano acontece no mesmo final de semana do GP do Japão, em outubro, enquanto as 12 Horas de Bathurst geralmente acontecem em fevereiro.

Perguntado sobre a possibilidade de disputar o evento, ele disse: "Quando assinei com ele [Brown], no começo do ano passado, falamos sobre isso, e ele jogou isso: 'Precisamos colocar você nas 12 Horas de Bathurst'. Se ele me pedir e o calendário permitir, vou dizer que sim".

Ricciardo também terá a chance de andar com o Chevrolet Monte Carlo usado por Dale Earnhardt na NASCAR Cup em 1984 caso consiga um pódio em 2021.

'TRETAS', IMPROVISO e 'CAUSOS' de GALVÃO BUENO: Ex-diretor faz revelações do narrador de F1 da Globo

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST: Empatia zero. Quais são os pilotos mais 'malas' da F1?

 

compartilhar
comentários
F1: Verstappen chega a Ímola como favorito e em busca de quebrar "maldição"

Artigo anterior

F1: Verstappen chega a Ímola como favorito e em busca de quebrar "maldição"

Próximo artigo

F1: Mercedes está "animada" com desafio de reduzir diferença para Red Bull

F1: Mercedes está "animada" com desafio de reduzir diferença para Red Bull
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Daniel Ricciardo
Autor Jonathan Noble