F1: Sainz diz que Latifi tirou suas chances de vitória

Espanhol reclama que piloto da Williams demorou a lhe dar passagem na volta em que saía dos pits e que isso deu liderança para Pérez em Mônaco

F1: Sainz diz que Latifi tirou suas chances de vitória
Carregar reprodutor de áudio

Carlos Sainz demonstrou sua frustração com Nicolas Latifi por segurar seu ritmo na volta em que saiu dos boxes no GP de Mônaco de Fórmula 1, o que impediu o espanhol de liderar a prova e de potencialmente vencer.

Enquanto as ruas de Mônaco secavam, Sainz optou por ficar com os pneus de chuva até que os slicks estivessem em condições de uso, uma estratégia que deu a ele uma grande chance de vitória. Mas uma volta lenta na saída dos boxes fez com que Sainz fosse ultrapassado por Sergio Pérez, que saiu quase dois segundos à frente do piloto da Ferrari ao trocar os pneus intermediários por de pista seca uma volta depois.

Leia também:

Logo após a corrida, Sainz disse que o tráfego de retardatários ao sair do pit custou suas chances de vitória. Perguntado sobre o assunto, ele questionou sobre quais seriam os motivos para Nicolas Latifi ter ficado à sua frente, ao invés de esperar e ficar atrás.

“Bem, você entende minha frustração e sentimento que passei ali, pois a minha corrida estava naquela volta de saída do pit. Assim que saí dos boxes, meu carro deu uma patinada no piso molhado e o Latifi entrou na minha frente”, declarou o espanhol.

“Sabendo que eu era o líder naquele momento, ele poderia perfeitamente ter ficado atrás de mim ao invés de me ultrapassar, enquanto eu tinha de lutar para ficar à direita da linha de saída do pit. Então, sim, ele basicamente me passou na subida, pois eu estava na parte molhada da saída dos boxes”, completou.

Sainz disse que Latifi só percebeu as bandeiras azuis no túnel, o que fez com que ele perdesse sua vantagem de dar uma volta a mais com pneus slicks se comparado a Perez.

“Eu tive que segui-lo nas curvas 3, 4, 5, 6, 7 e 8. Na saída da 8 foi que ele abriu caminho. Ali eu já havia perdido aquecimento do pneu para poder fazer a diferença com os pneus de pista seca”, apontou o piloto da Ferrari.

“Eu acredito que naquele momento o slick era mais rápido que os intermediários, certeza que não eram mais lentos. Por causa disso, ficar atrás de um carro mais devagar, me custou a oportunidade de estar à frente do Checo após o pit dele. Então, você pode imaginar minha frustração, os motivos da minha gritaria no rádio para que ele saísse do caminho, mas que demorou por alguma razão”, finalizou.

VÍDEO: Confusão nos pits tirou vitória de Leclerc?

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST #179: O que Hamilton e Russell podem conseguir com melhora da Mercedes?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

 

 

compartilhar
comentários
F1: Verstappen não quer correr Indy 500: “não tenho razões para arriscar minha vida”
Artigo anterior

F1: Verstappen não quer correr Indy 500: “não tenho razões para arriscar minha vida”

Próximo artigo

F1: Russell se diz frustrado por TV não mostrar ultrapassagem “arriscada” sobre Norris

F1: Russell se diz frustrado por TV não mostrar ultrapassagem “arriscada” sobre Norris