Fórmula 1
19 mar
-
22 mar
Próximo evento em
29 dias
02 abr
-
05 abr
Próximo evento em
43 dias
16 abr
-
19 abr
Próximo evento em
57 dias
30 abr
-
03 mai
Próximo evento em
71 dias
07 mai
-
10 mai
Próximo evento em
78 dias
21 mai
-
24 mai
Próximo evento em
92 dias
R
GP do Azerbaijão
04 jun
-
07 jun
Próximo evento em
106 dias
11 jun
-
14 jun
Próximo evento em
113 dias
25 jun
-
28 jun
Próximo evento em
127 dias
R
GP da Áustria
02 jul
-
05 jul
Próximo evento em
134 dias
R
GP da Grã-Bretanha
16 jul
-
19 jul
Próximo evento em
148 dias
30 jul
-
02 ago
Próximo evento em
162 dias
R
GP da Bélgica
27 ago
-
30 ago
Próximo evento em
190 dias
03 set
-
06 set
Próximo evento em
197 dias
R
GP de Singapura
17 set
-
20 set
Próximo evento em
211 dias
24 set
-
27 set
Próximo evento em
218 dias
08 out
-
11 out
Próximo evento em
232 dias
R
GP dos Estados Unidos
22 out
-
25 out
Próximo evento em
246 dias
29 out
-
01 nov
Próximo evento em
253 dias
12 nov
-
15 nov
Próximo evento em
267 dias
R
GP de Abu Dhabi
26 nov
-
29 nov
Próximo evento em
281 dias

Fórmula 1: Sainz lamenta GP da Austrália "cheio de má sorte"

compartilhar
comentários
Fórmula 1: Sainz lamenta GP da Austrália "cheio de má sorte"
Por:
Co-autor: Edd Straw
19 de mar de 2019 14:12

Em estreia pela McLaren, espanhol largou só em 18º pois foi atrapalhado na qualificação. Ele abandonou a corrida por causa de problema no motor

Depois de abandonar o Grande Prêmio da Austrália logo no começo da prova, Carlos Sainz acredita que sofreu todos os problemas poderia no fim de semana de sua estreia pela McLaren. No treino classificatório, o ex-Renault ficou apenas em 18º pois foi atrapalhado pelo acidente de Robert Kubica no Q1. Na corrida, foi o primeiro a abandonar por conta de uma falha na unidade de potência. "Um mau começo para uma boa temporada", resumiu o espanhol.

"Dói porque todo o final de semana estava cheio de má sorte, mas espero que tenha mais sorte na temporada. Tudo o que poderia acontecer comigo aconteceu”, disse Sainz. Apesar de ter largado no pelotão de trás, o espanhol acredita que poderia ter chegado nos pontos se tivesse continuado no GP, já que estava entre Lance Stroll e Daniil Kvyat. Os pilotos de Racing Point e Toro Rosso ficaram em nono e décimo, respectivamente.

Leia também:


"Estávamos nos recuperando. Eu estava fazendo a corrida que me pediram, mas esta é a F1. É uma pena, porque você vê onde Stroll terminou. Kvyat estava atrás e ainda tem um ponto, então definitivamente tinha pontos para ganhar. A qualificação foi um grande revés para mim porque eu tinha sido muito forte durante todo os treinos livres e sabia que poderia chegar ao Q3".

O novo piloto da McLaren comentou o problema de seu motor Renault. Houve uma falha no MGU-K, que dá potência ao motor híbrido através da recuperação da energia cinética das frenagens. “Acho que é um problema que já vimos na pré-temporada, então eles podem conhecer a causa e esperamos que possam melhorar isso. Eu confio na Renault, eles avançaram, então esperamos poder continuar num ritmo forte”, disse.

Sua McLaren pegou fogo quando ele parou na entrada do pit. Sainz admitiu que "não sabia" das chamas enquanto saía do cockpit: "Percebi uns 15 depois que parei, por isso saí com tanta tranquilidade. Sou espanhol, não me importo com o calor! Mas quando eu vi o fogo, comecei a me apressar um pouco!", brincou.

Carlos Sainz Jr., McLaren

Carlos Sainz Jr., McLaren

Photo by: Mark Sutton / Sutton Images

Próximo artigo
Mercedes: Não participamos de série do Netflix porque Ferrari também não quis

Artigo anterior

Mercedes: Não participamos de série do Netflix porque Ferrari também não quis

Próximo artigo

ANÁLISE FERRARI: Entenda razões por trás do desempenho ruim na Austrália

ANÁLISE FERRARI: Entenda razões por trás do desempenho ruim na Austrália
Carregar comentários