F1: Sainz lamenta queda abrupta da Ferrari e não esconde preocupação com tempo de recuperação

compartilhar
comentários
F1: Sainz lamenta queda abrupta da Ferrari e não esconde preocupação com tempo de recuperação
Por:

Espanhol, que será um piloto da Ferrari na temporada de 2021, está lutando para ser otimista, apesar do fraco desempenho da escuderia

No dia 14 de maio, a Ferrari anunciou a contratação de Carlos Sainz Jr. no lugar de Sebastian Vettel, e o espanhol estava longe de imaginar a difícil situação em que talvez se encontrasse. Afinal, a Scuderia foi a segunda colocada no último campeonato de construtores e teve um bom desempenho nos testes de inverno.

No entanto, desde o início da temporada, nada vai bem: o SF1000 nasceu mal, o motor perdeu muita potência, provavelmente como resultado do acordo confidencial entre a FIA e a Ferrari, e Sebastian Vettel e Charles Leclerc se mostraram incapazes de disputar pontos no GP da Bélgica.

Leia também:

Em um contexto em que os carros pouco mudarão em 2021, embora os fabricantes de motores possam lançar uma nova unidade no próximo ano, Carlos Sainz parece ter feito uma má escolha no mercado.

"O que parecia uma transferência dos sonhos para a Ferrari no próximo ano não parece tão boa agora e, inevitavelmente, ele deve estar nervoso com suas chances para a próxima temporada", disse Ross Brawn, ex-chefe da Ferrari e atual diretor esportivo da Fórmula 1.

E Sainz é obrigado a fazer uma observação semelhante: "Claramente, a Ferrari está mais infeliz do que ninguém", disse o atual piloto da McLaren, que atualmente é o 11º no campeonato com 23 pontos, não tendo conseguido largar em Spa-Francorchamps.

"E acho que a extensão das dificuldades deles era clara. Mas acredito que as dificuldades iam além do motor e também tinham problemas com a aderência geral do carro."

"Quando você perde tanta potência de ano para ano, essa não é a tendência normal na F1: você normalmente espera que ela permaneça ou haja um ganho. Mas vimos que perdemos muita potência, e sabíamos que teriam problemas em Spa.”

Sainz, no entanto, está convencido de que a recuperação será difícil, mas não impossível para a Scuderia.

"Em geral, eu diria que sim, eles precisam realmente de um grande passo sobre o motor. Sei como é difícil porque levou três anos para a Renault e a Honda. Para mim, se há uma equipe que tenha infraestrutura, recursos, é a Ferrari. Tenho certeza de que a fábrica está trabalhando muito, e espero que com a minha chegada eles tenham feito algum progresso. Aí podemos seguir em frente juntos”, finalizou.

F1 2020: Hamilton 'deita e rola' em dia de vexame da Ferrari na F1; Cesar Ramos e Motorsport comentam

PODCAST: Na guerra de bastidores dos circuitos, qual é o calendário dos sonhos da F1?

 

Related video

Imprensa italiana detona "grave crise" de uma Ferrari sem "ideias e coragem" na F1: "Eles nunca foram tão ruins"

Artigo anterior

Imprensa italiana detona "grave crise" de uma Ferrari sem "ideias e coragem" na F1: "Eles nunca foram tão ruins"

Próximo artigo

F1: Hamilton supera mais um recorde de Schumacher com triunfo no GP da Bélgica

F1: Hamilton supera mais um recorde de Schumacher com triunfo no GP da Bélgica
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Carlos Sainz Jr.
Equipes Ferrari
Autor Benjamin Vinel