F1: Vasseur elogia Binotto por transição na Ferrari e quer falar com Todt

No entanto, novo chefe da Ferrari não vê ex-chefe e ex-presidente da FIA como consultor da equipe no futuro

Frederic Vasseur, Team Principal, Alfa Romeo Racing and Mattia Binotto, Team Principal, Ferrari

O chefe da Ferrari, Mattia Binotto, foi elogiado pelo seu substituto Fred Vasseur, por ajudá-lo em um período de trasição na equipe da Fórmula 1.

Vasseur foi contratado pela Ferrari após a saída de Binotto no ano passado, depois de sentir que não tinha o apoio necessário do presidente da Ferrari, John Elkann, e do CEO Benedetto Vigna.

Leia também:

Embora Binotto tenha expressado seu 'arrependimento' na época por ter que deixar para trás um time que ele sentia estar em alta, parece que ele fez questão de não deixar Vasseur em apuros.

Falando à mídia esta semana sobre a substituição de Binotto, Vasseur deixou claro que a transição ocorreu de maneira direta – e ele teve muito apoio do chefe que está saindo.

“O processo foi cristalino”, explicou Vasseur. “Mesmo que tivéssemos alguns rumores na imprensa durante Abu Dhabi, não discutimos antes. Tivemos o primeiro diálogo na semana após Abu Dhabi e foi um processo muito, muito rápido.

“Então eu liguei para Mattia e até me reuni com ele durante a transferência. E tivemos uma conversa a sós.

“Isso foi graças a Mattia, porque apreciei ele ter ficado no cargo, esperar por mim e discutir juntos.”

Jean Todt addresses the audience from the stage

Jean Todt addresses the audience from the stage

Photo by: Motorsport Images

Além de obter algumas dicas de Binotto sobre os desafios de ser o chefe da Ferrari, Vasseur revelou que planeja receber alguns conselhos do ex-chefe Jean Todt em breve com um bate-papo adequado.

Todt liderou a Ferrari durante os anos de glória com Michael Schumacher no início dos anos 2000, antes de se tornar o presidente da FIA.

“Com certeza, tive alguns diálogos com Jean, porque ele ficou próximo do mundo da F1”, explicou Vasseur.

“Trocamos [mensagens] por WhatsApp há algumas semanas e vou conhecê-lo em breve. Todos os conselhos são bem-vindos, com certeza, mas acho que hoje também é bastante difícil comparar a situação de 94, 95 e 2022.”

A saída de Todt de seu cargo na FIA no ano passado gerou algumas sugestões de que ele poderia retornar à Ferrari como consultor.

No entanto, apesar de seus laços emocionais com a equipe, Vasseur diz que tal plano não está sendo considerado - e qualquer coisa entre ele e Todt será em um nível puramente pessoal.

“Conheço Jean há mais de 20 anos”, acrescentou Vasseur. “Ele nunca esteve longe de mim na minha vida profissional.

“Acho que faz sentido eu falar com ele, mas não é questão de ser consultor. Estou considerando Jean como um relacionamento próximo e nada mais.”

VÍDEO: Rico Penteado explica otimismo sobre novo chefe da Ferrari

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast #214 – Quem pode surpreender na temporada 2023 da F1?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

 

 

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior Jornal revela comentários sexistas de presidente da FIA feitos há mais de 20 anos
Próximo artigo F1: Cinco coisas que aprendemos com primeira entrevista de Vasseur na Ferrari

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil