F1: Verstappen diz que “não há motivos para acreditar” em título agora

Além dos problemas de confiança em sua Red Bull, atual campeão mundial acredita que a Ferrari possui melhor ritmo

Carregar reprodutor de áudio

Max Verstappen disse que não há “razões para acreditar” no título da Fórmula 1 no momento, depois de sofrer dois abandonos nas três primeiras corridas da temporada.

Verstappen foi forçado a sair do GP da Austrália de domingo depois que um problema no sistema de combustível surgiu em seu carro, negando-lhe um provável segundo lugar.

Leia também:

Uma história semelhante aconteceu na abertura da temporada do Bahrein, quando um problema separado na bomba de combustível fez com que Verstappen tivesse que abandonar nos estágios finais, custando-lhe outros 18 pontos.

Os contratempos significam que Verstappen agora está a 46 pontos do líder do campeonato, Charles Leclerc após as três primeiras corridas da temporada, prejudicando suas esperanças de defender sua primeira coroa na F1.

Verstappen reconheceu que ainda é uma longa temporada, com 20 corridas restantes e brincou dizendo que “precisamos de 45 corridas”, mas disse que a Red Bull precisa encontrar mais ritmo para ficar à frente da Ferrari.

“Estando tão longe no campeonato, acho que são 46 pontos, a partir de agora precisamos estar à frente”, disse Verstappen.

“Precisamos ser mais rápidos, o que não estamos no momento. E precisamos ser confiáveis, o que também não somos. Então, há muitas coisas para trabalhar.”

Questionado sobre as hipóteses de conquistar o título este ano, Verstappen respondeu: “Nem penso nisso. No momento, não há razão para acreditar nisso.”

Verstappen está em sexto lugar no campeonato de pilotos, depois de três corridas, com 25 pontos, todos marcados com sua vitória no GP da Arábia Saudita, após uma longa batalha com Leclerc.

A liderança geral de Leclerc é de 34 pontos sobre George Russell, da Mercedes, em segundo lugar.

O chefe da Red Bull, Christian Horner, estava relutante em insistir que os abandonos causaram danos às esperanças de título de Verstappen.

“Estamos apenas a pouco mais de 10% do caminho para o campeonato”, disse ele. “Então, acho que ainda há muito a ser feito. O encorajador é que temos a base de um carro rápido.”

Horner também expressou sua confiança de que Verstappen se recuperaria da decepção da Austrália.

“Ele estava obviamente frustrado quando inicialmente saiu do carro, mas sabe que estamos todos juntos como equipe”, disse Horner. “Nós vamos responder. Tenho certeza de que ele voltará forte em Ímola”.

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST - PÓDIO: Leclerc passeia, Verstappen quebra e Russell é pódio na Austrália

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
RETA FINAL: Verstappen não vê solução para Red Bull e Leclerc dispara após Austrália
Artigo anterior

RETA FINAL: Verstappen não vê solução para Red Bull e Leclerc dispara após Austrália

Próximo artigo

F1: Ferrari não deve levar atualizações para Ímola por causa de corrida Sprint

F1: Ferrari não deve levar atualizações para Ímola por causa de corrida Sprint