Fórmula 1
24 out
-
27 out
Evento encerrado
01 nov
-
03 nov
Evento encerrado
14 nov
-
17 nov
Evento encerrado
28 nov
-
01 dez
Evento encerrado

Gasly: não chego à Red Bull para ser segundo piloto

compartilhar
comentários
Gasly: não chego à Red Bull para ser segundo piloto
Por:
Co-autor: Oleg Karpov
17 de jan de 2019 10:52

Francês se diz empolgado para correr ao lado de Verstappen, mas alerta que poderá precisar de tempo de adaptação à nova equipe

Piloto recém-chegado à Red Bull na F1, Pierre Gasly afirmou que não está indo à equipe em 2019 para ser segundo piloto de Max Verstappen.

Gasly fez sua primeira temporada completa na F1 em 2018, com a Toro Rosso, tendo já completado cinco provas com a equipe no fim da temporada anterior. Ele fechou a campanha com o 15º lugar, com 29 pontos, tendo um quarto lugar no Bahrein como melhor resultado.

O francês foi promovido à Red Bull em 2019 como substituto a Daniel Ricciardo, que se transferiu para a Renault, e correrá ao lado de Verstappen.

“Com certeza estarei ao lado de um dos melhores pilotos do grid no momento, e isso para mim é um grande desafio”, disse Gasly ao Motorsport.com.

“Então, levarei o tempo que eu preciso para ser competitivo, mas não vou estar aqui para ser segundo piloto. Não é isso que eu quero e não ficarei satisfeito com isso.”

“Se eu tiver um carro para vencer, então é isso que eu adoraria fazer. E, se eu tiver um carro que só é bom para estar no top 5, então esta será a meta.”

“Mas, no fim das contas, [2018] foi só minha primeira temporada completa na F1, e, com certeza, irei melhorar mais e mais, temporada após temporada, porque a experiência tem grande peso.”

“Então, sei que eu ainda não atingi todo meu potencial, mas essa é minha única motivação. Estou totalmente dedicado a fazer tudo o que eu posso para atingir meu melhor o quanto antes.”

Gasly disse estar “super empolgado” com a possibilidade de correr contra Verstappen, mas está ciente de que precisará de tempo para se sentir “confortável” com a “cultura mais inglesa” da Red Bull. Todas as corridas de Gasly na F1 foram feitas na italiana Toro Rosso.

“Com certeza eu precisarei de tempo para me sentir confortável na equipe, para me acostumar com o carro, com as pessoas, com a forma de trabalhar”, acrescentou.

“Vir da Toro Rosso à Red Bull é, como eu disse, diferente nas metas, diferente também na cultura – é uma cultura mais inglesa na Red Bull.”

“Então, esse tipo de coisa leva um pouco de tempo, mas, com certeza, Max é um dos caras mais rápidos do momento, e estou super empolgado para correr ao lado dele, porque é assim que a gente eleva o jogo.”

“Então, acho que é um momento realmente empolgante para mim, e estou ansioso para começar e ver como vou render logo de cara. Mas, com certeza, melhorarei ao longo da temporada.”

Pierre Gasly, Red Bull Racing

Pierre Gasly, Red Bull Racing

Photo by: Zak Mauger / LAT Images

Próximo artigo
Ano afastado da F1 poderá prejudicar Ocon, diz Pérez

Artigo anterior

Ano afastado da F1 poderá prejudicar Ocon, diz Pérez

Próximo artigo

Renault: mudanças de 2019 terão mais impacto do que o halo

Renault: mudanças de 2019 terão mais impacto do que o halo
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Pierre Gasly
Equipes Red Bull Racing Compre Agora
Autor Lewis Duncan