Gasly se sente "pronto" para voltar à Red Bull no futuro: "Bons resultados merecem ser recompensados"

compartilhar
comentários
Gasly se sente "pronto" para voltar à Red Bull no futuro: "Bons resultados merecem ser recompensados"
Por:
, Editor

Mas o francês disse que prefere não pensar nisso no momento, que seu foco é curtir a primeira vitória na F1

Pierre Gasly conquistou sua primeira vitória na Fórmula 1 no GP da Itália em Monza neste domingo, em um momento onde muitos questionam a permanência de Alex Albon na Red Bull, defendendo uma volta do francês à equipe principal da marca austríaca. Após a prova, Gasly disse que, caso a oportunidade apareça, ele estará pronto.

A vitória de Gasly veio quando o piloto capitalizou o safety car e a bandeira vermelha que apareceram na prova, pulando na ponta por ter parado antes e aproveitando a punição sofrida por Lewis Hamilton. No final, teve que segurar o ataque de Carlos Sainz com a McLaren.

Leia também:

O triunfo de Gasly veio apenas 13 meses após o piloto ter sido rebaixado da Red Bull para a Toro Rosso, devido a uma sequência de 12 corridas difíceis na equipe principal. Depois que voltou para a Toro Rosso, o francês conquistou o segundo lugar no GP do Brasil.

O resultado também veio em meio a dificuldades de Alex Albon, piloto que substituiu Gasly na Red Bull. O tailandês não consegue acompanhar a performance de seu companheiro Max Verstappen, estando 62 pontos atrás no Mundial de pilotos e ocupando a sexta colocação, nove pontos atrás de Lance Stroll e Lando Norris. Já Gasly subiu para oitavo com a vitória, e está a cinco pontos do tailandês.

A Red Bull reafirma frequentemente que não está considerando uma nova troca entre Albon e Gasly mas, após a prova, o francês disse que se sente pronto para voltar caso a equipe decida por isso.

"Acho que estou pronto, mas essa decisão não depende de mim. A única coisa que fiz desde que voltei à Toro Rosso é manter meu foco e mostrar do que sou capaz".

"Quando eu tenho as ferramentas corretas na minha mão, eu fico muito feliz com a performance que tenho mostrado. Não estou falando apenas do Brasil, mas em geral, tenho mostrado performances fortes na maior parte".

"Tive classificações e corridas fortes desde então. Vamos ver o que acontece".

A vitória de Gasly é a segunda da equipe italiana, com a primeira vindo em Monza também, em uma performance dominante de Sebastian Vettel no GP da Itália de 2008. O francês disse estar orgulhoso por escrever mais um capítulo na história da equipe, e disse esperar que sua boa forma seja recompensada.

"Já tivemos muitos pilotos fortes na Toro Rosso. Estou muito feliz por ser um dos dois que conseguiram uma vitória pela equipe".

"Ao meu ver, bons resultados merecem ser recompensados com algo, mas vamos ver o que acontece. No momento, prefiro não focar nisso. Quero curtir esse momento porque é a minha primeira vitória na F1".

"Terei tempo para pensar nisso depois".

PÓDIO: GP da Itália maluco! Gasly vence, Hamilton punido e Ferrari na maior "draga" em 35 anos

PODCAST: O que será da F1 no Brasil em 2021, sem Globo, pilotos e corrida?

 

F1: Chefe da McLaren diz que equipe tinha o segundo carro mais rápido em Monza

Artigo anterior

F1: Chefe da McLaren diz que equipe tinha o segundo carro mais rápido em Monza

Próximo artigo

F1: Ocon faz críticas duras à Renault após bandeirada, mas muda tom e acaba considerando GP "uma boa corrida"

F1: Ocon faz críticas duras à Renault após bandeirada, mas muda tom e acaba considerando GP "uma boa corrida"
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Pierre Gasly
Autor Luke Smith