Fórmula 1
25 set
Treino Livre 1 em
15 Horas
:
51 Minutos
:
42 Segundos
09 out
Próximo evento em
14 dias
R
GP de Portugal
23 out
Próximo evento em
28 dias
04 dez
Próximo evento em
70 dias
R
GP de Abu Dhabi
11 dez
Próximo evento em
77 dias

Hamilton: Ainda há algum silêncio dos pilotos nas mensagens antirracismo

compartilhar
comentários
Hamilton: Ainda há algum silêncio dos pilotos nas mensagens antirracismo
Por:
, Editor

Inglês disse que ainda há silêncio entre seus colegas de F1 sobre mensagens antirracismo e classificou diálogo no briefing de pilotos de sexta-feira de "interessante"

Lewis Hamilton, único piloto negro da F1, tem se manifestado em meio ao atual ativismo contra a injustiça racial em todo o mundo, tendo participado de um protesto do grupo Black Lives Matter em Londres no mês passado.

O hexacampeão mundial convocou seus colegas pilotos de F1 a usarem suas plataformas para promover mensagens condenando a injustiça racial, e também anunciou planos para uma nova comissão para tentar melhorar a diversidade no automobilismo.

Leia também:

Uma demonstração de apoio ao movimento Black Lives Matter, como se ajoelhar, como visto nos jogos de futebol da Premier League, foi discutida entre os pilotos nesta semana, inclusive no briefing de sexta-feira.

A Associação de Pilotos da F1 (GPDA) emitiu uma declaração no sábado, confirmando que os pilotos teriam "a liberdade de mostrar seu apoio ao fim do racismo à sua maneira e estarão livres para escolher como fazer isso antes do início da corrida no domingo."

Perguntado pelo Motorsport.com sobre seus planos antes da corrida e se ele sentiu o apoio dos outros pilotos, Hamilton disse que ainda não tomou uma decisão sobre o que faria antes da corrida.

"Honestamente, não tenho planos neste momento. Ainda não pensei muito nisso”, disse Hamilton. "Conversamos um pouco no briefing dos pilotos, foi interessante.”

"Mas foi bom que estivéssemos meio que discutindo. Não sei o que veremos amanhã. Acho que potencialmente as pessoas prestam seus respeitos à sua maneira.”

Depois de descrever a reunião como "interessante", Hamilton explicou como agradeceu àqueles que já haviam usado suas plataformas para espalhar as mensagens e disse que queria que outros falassem mais.

“Na reunião, apenas agradeci por aqueles que disseram algo em suas plataformas de mídia social”, Hamilton disse.

"Eles têm uma ótima voz, uma ótima plataforma e eu estava incentivando os outros que não têm disseram algo. Acabei de descrever o cenário em que o silêncio é geralmente cúmplice.”

“Ainda há silêncio em alguns casos, mas acho que também faz parte de um diálogo de pessoas tentando entender.”

"Porque acho que ainda existem pessoas que não entendem completamente o que está acontecendo e quais são as razões desses protestos.”

"Continuo tentando ser o guia, tentando influenciar o maior número de pessoas possível."

Com a declaração da GPDA respeitando os desejos individuais de cada piloto, a porta foi deixada aberta para um show misto de mensagens antes da corrida.

Questionado que se alguns pilotos se ajoelharão no grid e outros não, isso demonstraria falta de união nas mensagens antirracismo da F1 e se havia um problema, Hamilton respondeu: "Bem, sabemos que há um problema. Não precisamos de uma experiência como amanhã para provar que há um problema."

Grosjean: a maneira de mostrar apoio é pessoal

O piloto da Haas, Romain Grosjean, admitiu que havia uma divisão entre os pilotos sobre a ideia de se ajoelhar durante o hino nacional, mas revelou que os pilotos devem aparecer com uma camiseta com as mensagens “End racism” e “We race as one”.

“Bem, entendo os pontos de Lewis, acho que estamos todos alinhados contra o racismo ou para acabar com o racismo. Quero dizer, a maneira como você mostra seu apoio ao fim do racismo é pessoal e depende de todos. E podemos ter opiniões sobre o gesto. Então, eu acho que é por isso que a reunião foi um pouco mais dividida.”

“Alguns não gostam da ideia de se ajoelhar. Eu entendo. Todos vão usar uma camiseta "End racism". Sim, espero que todos tenhamos a mesma camiseta, porque esse será o bom sinal.”

Q4: Bottas surpreende, Norris se destaca e Ferrari é a decepção do quali do GP da Áustria

PODCAST: Entrevista com Bruno Senna: a trajetória no automobilismo e histórias com tio Ayrton Senna

 

VÍDEO: Pegue carona na volta que rendeu pole position a Bottas

Artigo anterior

VÍDEO: Pegue carona na volta que rendeu pole position a Bottas

Próximo artigo

F1: Red Bull entra com pedido de revisão e Hamilton é punido com três posições no grid de largada

F1: Red Bull entra com pedido de revisão e Hamilton é punido com três posições no grid de largada
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Lewis Hamilton
Equipes Mercedes
Autor Luke Smith