Hamilton e Bottas dizem que sexta não foi boa para Mercedes

Pilotos do time alemão afirmam que acerto do carro não foi o ideal no primeiro dia de atividades na Hungria

Hamilton e Bottas dizem que sexta não foi boa para Mercedes
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1
Valtteri Bottas, Mercedes-Benz F1 W08 Hybrid
Valtteri Bottas, Mercedes-Benz F1 W08 Hybrid
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W08
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W08
Valtteri Bottas, Mercedes-Benz F1 W08 Hybrid locks up
Lewis Hamilton, Mercedes-Benz F1 W08 Hybrid
Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1 W08
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W08
Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1
Carregar reprodutor de áudio

As Mercedes não tiveram um dia satisfatório nesta sexta (28) em Budapeste, na Hungria. Valtteri Bottas foi apenas o terceiro colocado no TL2, enquanto que Lewis Hamilton, vencedor da prova no ano passado, foi apenas o quinto.

Por isso, os pilotos ligaram a luz de alerta após as sessões de hoje.

"Nós não sabemos o quanto as outras equipes podem melhorar amanhã, mas com certeza podemos", disse Bottas no final do dia.

"Faremos o trabalho como de costume para tentar ainda melhorar o carro. Ele não esteve bem o suficiente hoje em termos de equilíbrio."

Perguntado sobre o que exatamente precisava ser trabalhado, Bottas disse: "Nós realmente precisamos encontrar o equilíbrio. Dessa forma, você pode confiar no carro e ser consistente na classificação, encontrando os limites."

Hamilton, que fez sua melhor volta do dia com pneus macios, pois não conseguiu obter uma volta limpa com os supermacios, também considerou que o equilíbrio do carro não foi "bom o suficiente".

Ele admitiu que a sexta-feira deixou o time com muito trabalho à frente: "Particularmente, o TL2 começou bem e depois ficou um pouco confuso”.

"É muito pouco claro no momento o que precisamos mudar no carro. Há muitas análises que precisam continuar, e espero que amanhã estejamos melhores."

Hamilton falou que esta foi "uma das sextas mais difíceis" que teve em Hungaroring, devido provavelmente às fortes rajadas de vento em torno da pista e aos pneus Pirelli.

"Nós temos que fazer o trabalho esta noite, porque o carro não está na janela certa. Mas acho que podemos chegar lá, temos a melhor equipe."

Ambas as sessões de treinos desta sexta-feira foram lideradas por Daniel Ricciardo da Red Bull, com um piloto da Ferrari em segundo lugar e um piloto da Mercedes em terceiro lugar.

A dupla da Mercedes insiste que a boa forma da Red Bull na Hungria não é uma surpresa.

"Será uma classificação muito próxima", afirmou Hamilton. "Este é o circuito onde eu acho que as três principais equipes estão mais próximas.”

"As Red Bulls parecem ter um pouco mais de força talvez. As Ferraris estão muito, muito rápidas. Definitivamente não somos tão rápidos como estávamos em Silverstone."

Bottas concordou: "Vai ser uma classificação muito próxima e o ritmo de em stint longo é muito próximo entre as três equipes”.

"Precisamos encontrar cada centésimo que podemos hoje à noite".

Apesar de as três equipes estarem próximas, Hamilton adverte que a corrida pode não ter tanta ação devido à natureza da pista.

"Eu acho que neste fim de semana vamos ver uma das batalhas mais próximas em muito tempo, mas é muito difícil ultrapassar aqui. Então, talvez não seja a corrida emocionante. Mas a qualificação deve ser emocionante."

compartilhar
comentários
Vettel prevê luta árdua com Red Bull e Mercedes na Hungria
Artigo anterior

Vettel prevê luta árdua com Red Bull e Mercedes na Hungria

Próximo artigo

Kimi mantém otimismo: Muitas coisas podem mudar amanhã

Kimi mantém otimismo: Muitas coisas podem mudar amanhã