Hungaroring garante verba e inicia reforma em 2018

Reforma de instalações do circuito, planejada há anos, sai do papel a partir do próximo ano após administração de Hungaroring obter apoio financeiro do governo húngaro

Hungaroring garante verba e inicia reforma em 2018
The start of the race
Fernando Alonso, McLaren MCL32 at the start of the race
Start action
Sebastian Vettel, Ferrari SF70H, Kimi Raikkonen, Ferrari SF70H
Kimi Raikkonen, Ferrari SF70H
Huge crowds of team personnel gather beneath the podium to cheer for Race winner Sebastian Vettel, Ferrari, Second place Kimi Raikkonen, Ferrari, Third place Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1
Kimi Raikkonen, Ferrari SF70-H
Fans cheer for Race winner Sebastian Vettel, Ferrari, Second place Kimi Raikkonen, Ferrari, Third place Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1, on the podium

As instalações de Hungaroring, praticamente inalteradas desde que a pista passou a receber a Fórmula 1, em 1986, finalmente serão reformadas. Os administradores do circuito conseguiram a verba necessária para as reformas junto ao governo húngaro e a reforma vai sair do papel.

A primeira parte do trabalho consiste em reformar as arquibancadas principais e as áreas públicas, com o plano de criar uma seção de estádio na região que inclui a última curva e a reta dos boxes.

Tal parte terá início no fim de 2018, visando a edição da prova no ano seguinte. A construção de uma nova torre de controle e do pitlane acontece em 2020. Há também planos para a construção de um centro para visitantes e de um museu.

"Temos um plano agora", disse o presidente de Hungaroring, Zsolt Gyulay, ao Motorsport.com. "O governo decidiu e o ministro do exterior disse que tudo está garantido, 100% de certeza. Teremos um atraso, pois gostaríamos de iniciar as obras em janeiro, mas com governos é assim mesmo!"

"No fim de agosto, iniciaremos o processo de criação dos desenhos que queremos. Meu plano é que possamos iniciar a reforma no fim de 2018 até 2019. O primeiro passo é do lado de fora, as arquibancadas; depois, dentro do circuito, nos boxes, em 2020. Tudo será novo, teremos mais assentos, como um estádio moderno", afirmou.

Gyulay destacou também que já possui um bom relacionamento com Chase Carey, novo CEO da F1, e com os demais membros do Libery. "Acho o sr. Carey um homem muito gentil. Temos um contrato longo e sinto que é um pouco mais fácil trabalhar com eles (do Liberty). Temos de agradecer a Bernie (Ecclestone) por tudo, claro, mas podemos trabalhar mais facilmente com o Liberty", completou.

compartilhar
comentários
Hamilton vê Ferrari cedendo menos pontos que Mercedes
Artigo anterior

Hamilton vê Ferrari cedendo menos pontos que Mercedes

Próximo artigo

Stewart: críticas a Halo lembram conservadorismo dos anos 60

Stewart: críticas a Halo lembram conservadorismo dos anos 60
Carregar comentários