Fórmula 1
10 out
-
13 out
Evento encerrado
24 out
-
27 out
Evento encerrado
01 nov
-
03 nov
Evento encerrado
14 nov
-
17 nov
Evento encerrado
28 nov
-
01 dez
Evento encerrado

Leclerc admite que Mercedes é o time a ser batido em Silverstone

compartilhar
comentários
Leclerc admite que Mercedes é o time a ser batido em Silverstone
Por:
12 de jul de 2019 18:59

Piloto diz que em voltas rápidas o carro tem bom rendimento, mas que os pneus estão se desgastando demais em ritmo de corrida

Charles Leclerc descartou a possibilidade de a Ferrari superar a Mercedes no GP da Grã-Bretanha de Fórmula 1 neste fim de semana. O monegasco admitiu que a equipe italiana “enfrentou muitas dificuldades” nas simulações de corrida desta sexta-feira.

Leia também:

Leclerc terminou os treinos como o terceiro mais veloz, atrás dos dois carros da Mercedes por menos de dois décimos de segundo. Seu companheiro, Sebastian Vettel foi o quarto. Apesar do desempenho em tempos de classificação, o piloto disse que em ritmo de corrida o carro não teve boa performance e avaliou que “não foi um grande dia”.

“Foi um pouco difícil para nós”, disse Leclerc. “Nós testamos várias coisas. Eu sinto que estivemos lutando bastante com o ritmo de corrida hoje. O ritmo em volta lançada não foi ruim, mas sinto que a Mercedes provavelmente tem um pouco mais para mostrar. Então vai ser difícil, e ainda temos muito trabalho pela frente”.

Após a Ferrari superar a Mercedes na Áustria, especulou-se que o time italiano poderia continuar forte em Silverstone, por também ser um circuito de alta velocidade, mas Leclerc sentiu que a sexta-feira mostrou que essa possibilidade não é realista.

“Para ser honesto, do meu ponto de vista, esperava que a Mercedes fosse o time a ser batido neste fim de semana, e eles confirmaram exatamente isso, estão muito rápidos em ritmo de corrida”.

O chefe da Ferrari, Mattia Binotto disse que a Ferrari “sabia que Silverstone seria mais difícil para a equipe, em comparação à última corrida”.

“Nós tivemos um desgaste muito grande nos pneus frontais, especialmente do lado esquerdo, o que de alguma forma já está afetando a velocidade em voltas de classificação, porque se você olhar, nós somos fortes no primeiro e no segundo setor, mas fraquejamos no último, saindo de dianteira”.

“Eu acho que nós vamos estar focados nisso hoje a noite, tentar identificar o motivo do desgaste frontal, e quando o carro estiver mais balanceado eu acho que poderemos ter uma avaliação melhor de nossa performance geral em Silverstone”.

O problema nos pneus frontais foi corroborado por Leclerc, que disse que seus compostos estavam “muito danificados após as simulações de corrida”, com o frontal esquerdo “praticamente morto”.

Sebastian Vettel, que foi quase três décimos mais lento do que o monegasco, terminou o dia em quarto. “Testamos algumas peças e configurações e o carro estava muito nervoso, e para complicar hoje estava ventando muito”, disse o alemão.

“Não fiquei tão incomodado com nenhum tempo de volta em particular. Eu acho que o quadro geral hoje foi ok, muitas variações para nós, altos e baixos, e a Mercedes pareceu estar muito rápida e continua sendo o time a ser batido”.

“Podemos fazer mais, definitivamente. Algumas coisas que tentamos não funcionaram, então agora nós precisamos escolher as cartas certas para amanhã”.

Com a colaboração de Scott Mitchell

Sebastian Vettel, Ferrari SF90, goes over the grass

Sebastian Vettel, Ferrari SF90, goes over the grass

Photo by: Mark Sutton / Sutton Images

Próximo artigo
Grosjean diz que ele e Haas 'riram' por causa de rodada no pitlane

Artigo anterior

Grosjean diz que ele e Haas 'riram' por causa de rodada no pitlane

Próximo artigo

Presidente da FIA quer que F1 considere volta do reabastecimento para 2021

Presidente da FIA quer que F1 considere volta do reabastecimento para 2021
Carregar comentários