Fórmula 1
26 set
-
29 set
Evento encerrado
10 out
-
13 out
Evento encerrado
24 out
-
27 out
Evento encerrado
01 nov
-
03 nov
Evento encerrado
14 nov
-
17 nov
Evento encerrado
R
GP de Abu Dhabi
28 nov
-
01 dez
Próximo evento em
7 dias

Magnussen: Steiner fez bem em me mandar "calar a boca" no Canadá

compartilhar
comentários
Magnussen: Steiner fez bem em me mandar "calar a boca" no Canadá
Por:
20 de jun de 2019 15:59

Piloto da Haas admite que seu chefe fez bem para garantir que ele não "comesse o volante" no rádio durante prova em Montreal

Depois que Kevin Magnussen declarou em uma mensagem de rádio no GP do Canadá que estava tendo a "pior experiência" que já tivera em um carro de corrida, o chefe da Haas, Gunther Steiner, interveio e disse ao dinamarquês que "bastava".

Após o acidente na classificação, Magnussen largou dos boxes com uma aposta que não compensou e o deixou com um carro difícil de guiar.

Leia também:

Após receber a bandeira quadriculada, o dinamarquês pediu desculpas ao time, reconhecendo que eles tinham trabalhado duro para reconstruir o carro para ele.

"Gunther me conhece muito bem e eu não reclamo com muita frequência. Quando faço isso significa que estou muito, muito frustrado.”

"Ele sabe disso, então acho que ele fez bem em me calar e ter certeza que eu não enlouqueci. Eu estava prestes a comer o volante. Estava mal naquele momento. Nós estávamos desamparados na corrida, então era melhor seguir em frente e falar sobre isso depois.”

"Percebi que minha mensagem soava mais ofensiva para a equipe do que eu queria. Acredito que as pessoas entendem que temos um bom carro e que a única coisa que nos impede é não conseguirmos acertar os pneus.”

"Eu estava muito frustrado, então acho que foi bom ele apenas dizer para eu continuar. Não é como se eu tivesse dito algo ruim sobre a equipe ou o carro. Eu estava com raiva e sentindo que ia morrer naquele momento. Não acho que ele precisava me calar, mas ele fez a coisa certa, para ter certeza."

Quanto ao seu pedido de desculpas após a corrida, ele disse: "Eu percebi que soou ofensivo para a equipe que havia feito um trabalho incrível durante a noite para preparar o carro, depois do meu erro no sábado.”

"Me senti muito mal por ter falado isso e pedi desculpas a todos. Eles me conhecem muito bem, não há mau sentimento depois da corrida. Todo mundo sabia o que eu quis dizer. Eles sabem que sou grato pelo trabalho deles."

Próximo artigo
Verstappen questiona lógica das punições na Fórmula 1

Artigo anterior

Verstappen questiona lógica das punições na Fórmula 1

Próximo artigo

Ferrari introduz nova asa dianteira para o GP da França

Ferrari introduz nova asa dianteira para o GP da França
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Kevin Magnussen
Equipes Haas F1 Team
Autor Adam Cooper