Marko: falta de paciência é única fraqueza de Verstappen

Segundo consultor da Red Bull, Max Verstappen não possui fraquezas enquanto piloto, a não ser a falta de paciência em determinados momentos

Marko: falta de paciência é única fraqueza de Verstappen
Max Verstappen, Red Bull Racing RB12
Max Verstappen, Red Bull Racing RB12
Max Verstappen, Red Bull Racing RB12
Max Verstappen, Red Bull Racing RB12
Max Verstappen, Red Bull Racing RB12
Max Verstappen, Red Bull Racing and Jenson Button, McLaren F1
Max Verstappen, Red Bull Racing

Max Verstappen foi, sem dúvida, uma das sensações da temporada 2016 da Fórmula 1. O holandês, que foi promovido da Toro Rosso para a Red Bull às vésperas do GP da Espanha, venceu logo na estreia no time austríaco.

Verstappen teve mais sete pódios e terminou o ano em quinto, foi elogiado por Helmut Marko, consultor da Red Bull - que disse que o holandês tem apenas uma coisa para aprender: ser mais paciente.

"Ele não possui fraquezas, a não ser pelo fato de que ele não age com a devida paciência às vezes", afirmou Marko ao site oficial da F1.

"Às vezes ele força algumas situações, quando o que precisa é apenas esperar que as coisas caiam no colo dele. Mas a mudança já está a caminho", acrescentou.

O consultor do time austríaco não tem dúvida de que, com um carro competitivo, Verstappen já está pronto para brigar pelo título.

"Quando eu o conheci, ele tinha 15 anos. Mas a maturidade era de uma pessoa de 26 anos e a confiança nele mesmo era inacreditável. Desde então, três anos se passaram e a curva de aprendizado tem sido impressionante. Ele não comete erros duas vezes - então está, definitivamente, pronto para brigar por título. Não há a necessidade de preparação extra, ele já sabe como as coisas funcionam", destacou.

Por fim, Marko destacou que a abordagem de Verstappen o lembra do impacto gerado por lendas da categoria, como Ayrton Senna e Michael Schumacher. "O que eu vejo é que ele traz uma abordagem nova ao modo atual de se fazer as coisas. Ele mostra a eles novamente como as corridas devem ser - como era no passado", afirmou.

"Lembro-me de quando rapazes como Senna e Schumacher chegaram, eles também apresentaram uma abordagem distinta e chocaram os grandes nomes da época, sendo duramente criticados. Agora temos um piloto jovem e faminto, que não se deixa impressionar pelas atitudes de outros campeões - não importando quantos títulos eles tenham", completou.

compartilhar
comentários
Situação de Nasr na F1 não é a “ideal”, diz empresário

Artigo anterior

Situação de Nasr na F1 não é a “ideal”, diz empresário

Próximo artigo

Red Bull confirma parceria com ExxonMobil para 2017

Red Bull confirma parceria com ExxonMobil para 2017
Carregar comentários