Fórmula 1
10 out
-
13 out
Evento encerrado
24 out
-
27 out
Evento encerrado
01 nov
-
03 nov
Evento encerrado
14 nov
-
17 nov
Evento encerrado
28 nov
-
01 dez
Evento encerrado

Mercedes chega com motor atualizado para o GP do Canadá da F1

compartilhar
comentários
Mercedes chega com motor atualizado para o GP do Canadá da F1
Por:
6 de jun de 2019 15:40

Expectativa é que a nova unidade motriz gere potência de 1020cv. Clientes, Williams e Racing Point também se beneficiarão

A Mercedes confirmou que usará um motor atualizado no Grande Prêmio do Canadá. A expectativa é que a nova unidade de potência atinja a casa dos 1020cv. A novidade também chega para suas equipes clientes, Williams e Racing Point.

A fabricante alemã foi a única a manter a mesma unidade de potência desde o início da temporada de F1 para todos os seus carros. Após seis etapas da Fórmula 1 em 2019, a marca germânica introduz sua primeira atualização.

Leia também:

A única mudança anterior que foi para a Williams de George Russell, que precisou de uma nova unidade motriz após o incidente com uma tampa de bueiro no Grande Prêmio do Azerbaijão.

Já os outros fornecedores de motores da F1, Renault, Ferrari e Honda, introduziram diversas atualizações em vários momentos nesta temporada, por razões de confiabilidade e desempenho.

Como o circuito Gilles Villeneuve demanda muito da potência dos carros, a Mercedes, ciente de que está atrás da Ferrari em termos de velocidade, optou pela atualização para o GP do Canadá, disputado neste fim de semana. Assim, Mercedes, Williams e Racing Point estarão mudando para a nova unidade de potência em Montreal.

"Nas últimas seis corridas, fomos muito fortes nas curvas, mas perdemos tempo nas retas", disse Toto Wolff, chefe de equipe da Mercedes. "Isso tornará o Canadá um enorme desafio para nós, já que as características da pista podem favorecer nossos adversários - há muitas retas longas e menos curvas”, avaliou o austríaco. A Ferrari, em função da baixa pressão aerodinâmica do SF90, é tida como uma potencial concorrente pela vitória neste fim de semana.

GP do Canadá

O circuito Gilles Villeneuve será palco da sétima etapa da Fórmula 1 em 2019. E a Ferrari tem um grande desafio pela frente se quiser colocar Vettel ou Leclerc no alto do pódio. Motivo? A pista é uma das "preferidas" de Lewis Hamilton, que tem seis triunfos em Montreal. Ele está a apenas um de Michael Schumacher, recordista do evento.

Leia também:

Essa é apenas uma das curiosidades que cercam a corrida canadense, sediada em três pistas diferentes ao longo dos anos. Confira outras:

Galeria
Lista

Três pistas já foram sede do GP do Canadá: Mont-Tremblant (em duas oportunidades), Mosport (em oito) e a Ilha de Notre-Dame (39) - que recebeu o nome de Gilles Villeneuve após a morte do piloto canadense.

Três pistas já foram sede do GP do Canadá: Mont-Tremblant (em duas oportunidades), Mosport (em oito) e a Ilha de Notre-Dame (39) - que recebeu o nome de Gilles Villeneuve após a morte do piloto canadense.
1/13

Foto de: Mark Sutton / Motorsport Images

Recebendo corridas oficiais da F1 desde 1967, em apenas três ocasiões a prova não aconteceu: em 1975, 1987 e em 2009.

Recebendo corridas oficiais da F1 desde 1967, em apenas três ocasiões a prova não aconteceu: em 1975, 1987 e em 2009.
2/13

O Circuito Gilles Villeneuve está na ilha de Notre-Dame, construída para as Olimpíadas de 1976

O Circuito Gilles Villeneuve está na ilha de Notre-Dame, construída para as Olimpíadas de 1976
3/13

Foto de: XPB Images

Michael Schumacher é o recordista de triunfos, com sete vitórias: 1994, 1997, 1998, 2000, 2002, 2003 e 2004

Michael Schumacher é o recordista de triunfos, com sete vitórias: 1994, 1997, 1998, 2000, 2002, 2003 e 2004
4/13

Foto de: LAT Images

Lewis Hamilton pode igualar este número no domingo. Atualmente ele venceu em seis ocasiões: 2007, 2010, 2012, 2015, 2016 e 2017.

Lewis Hamilton pode igualar este número no domingo. Atualmente ele venceu em seis ocasiões: 2007, 2010, 2012, 2015, 2016 e 2017.
5/13

Foto de: Jerry Andre / Motorsport Images

A McLaren tem o maior número de vitórias entre as equipes: 13. Mas a Ferrari soma 14 se contarmos dois triunfos numa época em que as corridas no Canadá não eram válidas pelo campeonato da F1.

A McLaren tem o maior número de vitórias entre as equipes: 13. Mas a Ferrari soma 14 se contarmos dois triunfos numa época em que as corridas no Canadá não eram válidas pelo campeonato da F1.
6/13

Foto de: Alessio Morgese

Seis pilotos conquistaram suas primeiras vitórias em Montreal: Lewis Hamilton (2007), Daniel Ricciardo (2014), Robert Kubica (2008), Thierry Boutsen (1989), Jean Alesi (1995 na foto) e Gilles Villeneuve (1978).

Seis pilotos conquistaram suas primeiras vitórias em Montreal: Lewis Hamilton (2007), Daniel Ricciardo (2014), Robert Kubica (2008), Thierry Boutsen (1989), Jean Alesi (1995 na foto) e Gilles Villeneuve (1978).
7/13

Foto de: LAT Images

O brasileiro que mais venceu no Canadá foi Nelson Piquet (1982, 1984 e 1991). Ayrton Senna tem duas vitórias (1988 e 1990) e Emerson Fittipaldi uma, 1974.

O brasileiro que mais venceu no Canadá foi Nelson Piquet (1982, 1984 e 1991). Ayrton Senna tem duas vitórias (1988 e 1990) e Emerson Fittipaldi uma, 1974.
8/13

Foto de: LAT Images

o triunfo mais marcante de Piquet foi em 1991, quando o líder, Nigel Mansell, que já acenava para a torcida na última volta, parou após o motor de seu carro apagar devido à cautela excessiva do inglês, o que baixou o giro em excesso.

o triunfo mais marcante de Piquet foi em 1991, quando o líder, Nigel Mansell, que já acenava para a torcida na última volta, parou após o motor de seu carro apagar devido à cautela excessiva do inglês, o que baixou o giro em excesso.
9/13

Foto de: LAT Images

A prova de 1990 foi vencida por Ayrton Senna no tempo, mas não na pista. Gerhard Berger queimou a largada e teve um minuto acrescido ao seu tempo. Ele foi o primeiro na pista, mas o quarto na classificação final

A prova de 1990 foi vencida por Ayrton Senna no tempo, mas não na pista. Gerhard Berger queimou a largada e teve um minuto acrescido ao seu tempo. Ele foi o primeiro na pista, mas o quarto na classificação final
10/13

Foto de: Sutton Motorsport Images

Montreal foi o palco da corrida mais longa da história da F1, no ano de 2011. Por causa da forte chuva, o GP durou 4h4min39s contando com uma longa paralisação com bandeira vermelha. Desde então, a F1 estabeleceu que o máximo que uma prova pode durar é quatro horas

Montreal foi o palco da corrida mais longa da história da F1, no ano de 2011. Por causa da forte chuva, o GP durou 4h4min39s contando com uma longa paralisação com bandeira vermelha. Desde então, a F1 estabeleceu que o máximo que uma prova pode durar é quatro horas
11/13

Foto de: XPB Images

Em 2001, aconteceu a primeira dobradinha de irmãos na história da Fórmula 1. Ralf Schumacher venceu de Williams, à frente do irmão, Michael, da Ferrari

Em 2001, aconteceu a primeira dobradinha de irmãos na história da Fórmula 1. Ralf Schumacher venceu de Williams, à frente do irmão, Michael, da Ferrari
12/13

Foto de: Ferrari Media Center

O "Muro dos Campeões" foi batizado assim em 1999, quando Michael Schumacher, Damon Hill e Jacques Villeneuve abandonaram após baterem lá. Além deles, o então campeão da FIA GT, Ricardo Zonta, também se acidentou.

O "Muro dos Campeões" foi batizado assim em 1999, quando Michael Schumacher, Damon Hill e Jacques Villeneuve abandonaram após baterem lá. Além deles, o então campeão da FIA GT, Ricardo Zonta, também se acidentou.
13/13

Foto de: Andrew Hone / Motorsport Images

Próximo artigo
Chefe da Ferrari vê similaridade com a época de Schumacher

Artigo anterior

Chefe da Ferrari vê similaridade com a época de Schumacher

Próximo artigo

VÍDEO: Relembre vitória de Raikkonen no Canadá após 'zica' de líderes

VÍDEO: Relembre vitória de Raikkonen no Canadá após 'zica' de líderes
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP do Canadá
Equipes Mercedes Compre Agora , Williams , Racing Point
Autor Jonathan Noble