Sainz: Motor dá vantagem à Williams no pelotão intermediário

Espanhol acredita que décimos extras proporcionados pelo modo de classificação da unidade da Mercedes faz a diferença na briga

Sainz: Motor dá vantagem à Williams no pelotão intermediário
Carlos Sainz Jr., Scuderia Toro Rosso STR12
Carlos Sainz Jr., Scuderia Toro Rosso STR12
Felipe Massa, Williams FW40
Carlos Sainz Jr., Scuderia Toro Rosso STR12
Carlos Sainz Jr., Scuderia Toro Rosso STR12, recovers from a spin in the opening stages of the race
Carlos Sainz Jr., Scuderia Toro Rosso STR12
Carlos Sainz Jr., Scuderia Toro Rosso STR12
Carlos Sainz Jr., Scuderia Toro Rosso STR12
Carlos Sainz Jr., Scuderia Toro Rosso
Carregar reprodutor de áudio

Carlos Sainz acredita que as configurações do motor Mercedes estão desempenhando papel fundamental para que a Williams lidere o pelotão intermediário da F1 no momento.

Apesar da equipe de Sainz, a Toro Rosso, estar em quarto no campeonato de construtores, o piloto considera que a Williams possui uma ligeira vantagem tanto em classificação como em corrida.

No entanto, ele acredita que um dos fatores principais que permite a vantagem da Williams, sobretudo aos sábados, é a diversidade de modos de classificação que o motor Mercedes pode utilizar durante o Q3.

Questionado a respeito da diferença da Williams e da Toro Rosso no momento, Sainz afirmou: “Não é muita coisa. Na classificação eles conseguem aqueles 0s3, mas, em corrida, nós encostamos, porque o modo de classificação do motor Mercedes é algo que ninguém entende ainda.”

“Você pode ver como Lewis [Hamilton] de repente cresce no Q3. A Williams também melhora, obviamente. Mas, em termos de corrida, nós ainda conseguimos brigar um pouco, mesmo que eles sejam um pouco mais velozes.”

Apesar de achar que a Williams lidera a briga atrás de Mercedes, Ferrari e Red Bull, Sainz considera que a disputa no pelotão intermediário irá variar com o passar do campeonato.

“Isso vai mudar corrida a corrida, tenho 100% de certeza. Especialmente porque parece que a Force India está trazendo uma novidade para cá [GP do Bahrein].”

“Provavelmente traremos uma grande melhoria em Barcelona e também temos a Renault que deve melhorar durante a temporada. Então, isso vai mudar e variar.”

“Sinto que a Williams tem o carro mais forte do pelotão intermediário, tanto em classificação como em corrida. E aí vem o resto. Não sou ousado o bastante para escolher uma das outras três equipes [Haas, Force India e Renault] porque está tudo extremamente apertado. Depende de 0s2 em uma volta de classificação. É empolgante.”

“Estou gostando muito deste ano, porque, para mim, a briga é para ser o melhor depois de Mercedes, Ferrari ou Red Bull. Estou lutando contra um pelotão intermediário muito talentoso. É uma situação diferente do top 6, mas é empolgante. Estou encontrando muita motivação para me esforçar e estou feliz em ser o melhor do resto.”

compartilhar
comentários
McLaren confirma Button como substituto de Alonso em Mônaco
Artigo anterior

McLaren confirma Button como substituto de Alonso em Mônaco

Próximo artigo

Vettel domina primeiro treino quente no Bahrein; Massa é 5º

Vettel domina primeiro treino quente no Bahrein; Massa é 5º