Superlicença impediria possível entrada de Colton Herta na F1; entenda

Piloto americano da Indy é um dos nomes especulados na Alfa Romeo pela possível compra da Sauber por Michael Andretti, mas enfrenta empecilho

Superlicença impediria possível entrada de Colton Herta na F1; entenda

Colton Herta é vencedor de corridas na IndyCar e é considerado um candidato à Fórmula 1 devido a uma possível entrada de Michael Andretti na categoria. No entanto, sua falta de pontos na super licença impede isso. Uma vaga ainda está livre para a temporada de 2022 - a da Alfa Romeo, mas a definição ainda pode demorar um pouco, porque vazou que o ex-piloto americano está planejando uma aquisição da Sauber.

Isso pode mudar a situação no mercado de pilotos novamente, porque Andretti pode querer trazer um nome dos Estados Unidos para a F1 - um cenário bem-vindo para a classe rainha, dadas as duas corridas no país em 2022.

Leia também:

Herta surge repetidamente como o primeiro piloto desde Sebastien Bourdais a dar o salto da série de fórmulas dos EUA para a categoria máxima. O jovem de 21 anos é considerado um grande talento e venceu as duas últimas corridas da Indy pela Andretti nesta temporada. No entanto, há um problema com ele: não se qualifica para uma superlicença.

Com os lugares sete, três e cinco nas últimas três temporadas da divisão americana, ele provou que pode estar na vanguarda nas principais séries, mas o sistema de pontos para a habilitação o impede de migrar à Fórmula 1.

São necessários 40 pontos para obter uma superlicença - Herta está com 32. A FIA mudou as regras durante a pandemia de Covid-19 e agora contam os pontos dos últimos quatro anos, não mais três como antes, mas isso também não ajuda o jovem.

O vice-campeonato da Indy Lights de 2018 teria dado a ele pontos suficientes em troca dos de 2019, mas como a série teve menos de dez corridas, não pode ser usada.

Pontos de Herta

2018: Vice-campeão da Indy Lights - 0 pontos (12 pontos se valesse)

2019: 7º lugar na IndyCar - 4 pontos

2020: 3º lugar na IndyCar - 20 pontos

2021: 5º lugar na IndyCar - 8 pontos

Para Herta, ainda há chances - pelo menos em teoria - da FIA mudar ou abolir o sistema de pontuação com efeito imediato - ou abrir uma exceção.

O Conselho Mundial da federação anunciou na sexta-feira que concordou em revisar "vários artigos dos regulamentos de qualificação para habilitações". No entanto, não se sabe exatamente como.

Colton Herta

Colton Herta ist schon bei den IndyCars für Andretti am Start

Foto: Motorsport Images

Outra chance estaria em uma brecha onde a FIA poderia emitir uma licença para um piloto mesmo com 30 pontos, mas isso só se aplicaria se uma temporada for influenciada por circunstâncias externas ("força maior"). Isso foi introduzido com a Covid-19 em mente, não para um campo inicial muito pequeno.

Herta provavelmente não poderia se aventurar na Fórmula 1 antes de 2023 e terá que ficar na Indy por mais um ano. Lá, ele teria que estar entre os três primeiros novamente se quisesse conseguir pontos suficientes.

Presenças em treinos livres como alternativa

O americano também poderia fazer uso de outra regra, há mais um parágrafo crucial nas regras de habilitação, que diz: "O piloto receberá um ponto adicional na superlicença após a conclusão bem-sucedida de pelo menos 100 km durante uma sessão de treinos livres, desde que nenhuma penalidade tenha sido imposta, com um total máximo de 10 adicionais. Podem ser atribuídos pontos por condutor em TLs ao longo de um período de 3 anos."

Fernando Alonso, Michael Andretti

Michael Andretti verhandelt mit Sauber über eine Übernahme

Foto: LAT

Traduzindo: Os pilotos que participam dos treinos recebem um ponto pela superlicença por prova. Para fazer isso, eles só precisam dirigir 100 quilômetros e não podem pagar pontos de penalidade. Um máximo de dez pode ser alcançado dessa forma.

Herta poderia, assim, disputar oito treinos em 2022 e teria uma habilitação para 2023, independente de sua atuação na Indy. Ao mesmo tempo, seria a preparação perfeita para uma possível mudança.

Enquanto nem o cockpit para 2022 nem a venda da Sauber para a Andretti forem certos, tudo ainda segue em aberto.

F1 2021: Red Bull DESCOBRIU seu PROBLEMA? Mercedes será DESFALCADA? Os DESTAQUES pré-GP dos EUA | RETA FINAL

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #138 – Red Bull não sabe o que fazer contra Mercedes após GP da Turquia?

 

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Alpine tem projeto de quatro anos para voltar a lutar por títulos
Artigo anterior

F1: Alpine tem projeto de quatro anos para voltar a lutar por títulos

Próximo artigo

F1: Carro da Ferrari de 2022 está em fase final de pesquisa e desenvolvimento

F1: Carro da Ferrari de 2022 está em fase final de pesquisa e desenvolvimento
Carregar comentários