Fórmula 1 GP do Japão

Verstappen 'não esconde' que Honda nunca saiu da Fórmula 1

Campeão mundial, no entanto, desconversou sobre retorno oficial da montadora no futuro

Max Verstappen, Red Bull Racing RB18

Max Verstappen sente que a Honda “nunca realmente saiu” da Red Bull e gostaria de conta com o retorno dos trabalhos da marca japonesa na Fórmula 1 em meio ao fortalecimento dos laços no GP do Japão. 

Leia também:

A Red Bull usará as unidades de potência do fabricante até o final de 2025 com apoio de sua divisão de automobilismo, apesar da marca ter desistido formalmente da F1 no final de 2021. Após a interrupção causada pela pandemia de COVID-19, Suzuka retorna ao calendário neste fim de semana pela primeira vez desde 2019, para o qual a Honda aumentou seu apoio à Red Bull.

Antes de sua corrida em casa, o logotipo completo da Honda será executado nos carros Red Bull e AlphaTauri, enquanto Sergio Pérez se torna um embaixador da academia de pilotagem da Honda Racing School. Depois do rompimento formal de uma parceria com a Porsche para 2026, há especulações de que a Honda poderia retornar à F1 em uma capacidade de trabalho em apoio à Red Bull Powertrains.

Questionado pela Motorsport.com sobre o aumento do apoio da Honda, o atual campeão Verstappen disse: “É ótimo ver o nome completo de volta ao carro. Quero dizer, a Honda Racing Corporation já estava no carro, então a Honda nunca saiu.

“É ainda mais especial que eles estejam de volta ao carro pouco antes do GP em casa. Temos trabalhado muito bem juntos. Tem sido muito agradável em termos de relação de trabalho. Comparado com o ano passado, não mudou muito de qualquer maneira.

“Estou muito feliz que o nome esteja de volta, com mais destaque. Sobre o futuro, é muito cedo para falar sobre isso agora. Mas acho que, em geral, o nome Honda para a F1 é ótimo. Seria muito bom vê-los voltar novamente.”

Yuki Tsunoda, AlphaTauri AT03

Yuki Tsunoda, AlphaTauri AT03

Photo by: Red Bull Content Pool

Embora haja uma expectativa de que o piloto da AlphaTauri, Pierre Gasly, se mude para a Alpine em 2023 - uma mudança que pode ser anunciada no Japão - o piloto francês ecoou o apoio de Verstappen.

Ele disse: “Quando falamos sobre o motor, sempre nos referimos a ele como a unidade de potência Honda. Mesmo para nós, parece que as coisas nunca mudaram, exceto um pouco de papelada.

“Estou feliz que eles estão voltando e estão se comprometendo novamente, como estar 100% presentes.”

Gasly acrescentou sua surpresa com a saída inicial da Honda, o fabricante anunciou sua intenção de deixar a F1 antes de Verstappen ser coroado campeão de pilotos com a unidade de potência Honda RA621H. “Fiquei muito surpreso quando eles saíram depois de vencer o campeonato mundial. Eu pensei: 'OK, agora é a hora deles brilharem'... Eles tinham suas próprias razões para desistir.

“Imediatamente, eles disseram: 'OK, ainda queremos manter o equilíbrio e financiar o acordo com a Red Bull para continuarmos comprometidos com o esporte.' Acho que, no quadro geral, você gostaria de ver a Honda como uma fabricante adequada no paddock.

“Eles têm todas as instalações, todos os recursos, para correr como uma equipe de ponta na F1 e espero que no futuro seja algo que possamos ver.”

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Gasly se diverte ao lembrar de karaokê com Tsunoda e descreve momento como 'especial'
Próximo artigo F1: Na esperança de melhorar performance, Ferrari testará novo assoalho no Japão

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil