Verstappen pede à F1 que mantenha as regras para ver igualdade

Holandês garantiu que a única maneira de ver um grid igual na F1 é fazer com que os regulamentos permaneçam estáveis por vários anos

Max Verstappen, Red Bull Racing RB19

Max Verstappen, Red Bull Racing RB19

Jake Grant / Motorsport Images

A temporada de Fórmula 1 de 2023 ficou nos livros como a mais dominante da história, pelo menos a julgar pelos números. Porém, atrás da Red Bull, ou melhor, atrás de Max Verstappen, a igualdade era máxima. Portanto, para a vaga ou vagas restantes no pódio, as coisas mudaram entre Mercedes, Ferrari, Aston Martin e McLaren.

Leia também:

As diferenças entre eles eram mínimas, e é exatamente isso que a F1 gostaria de ver. Faltou entusiasmo pelos dois títulos mundiais, mas segundo o holandês, isso também pode ser remediado deixando as regras estáveis ​​por mais tempo.

Antes de Lewis Hamilton assinar com a Ferrari, ainda havia rumores de que ele contatou a Red Bull para conseguir uma vaga e assim formar um time com dois campeões, poderia ter soado como música para os ouvidos dos fãs, mas Verstappen imediatamente indicou que isso não aconteceria, nem acrescentaria valor. Em vez disso, ele acredita que aproximar o grid e ter várias equipes competindo por vitórias é melhor em termos de valor de entretenimento.

"De qualquer forma, isso é muito melhor. Uma luta entre dois companheiros de equipe é divertida, mas acho que é ainda melhor quando há dois ou mais realmente competindo pela vitória", disse o holandês ao Motorsport.com. “Então acho que é melhor ter todos os bons pilotos em outros carros.”

Só há uma maneira de alcançar essa emoção nos treinos, segundo o próprio tricampeão. Sem formatos estranhos ou corridas sprint, mas deixando os regulamentos técnicos inalterados por muito tempo: "Quanto mais você deixa os regulamentos iguais, mais perto o grid fica. Todos então entendem em que direção o carro deve se desenvolver."

Quando questionado se ele realmente acredita que outras equipes conseguirão se aproximar da Red Bull se as regras permanecerem estáveis ​​por anos, ele respondeu: "Com certeza, especialmente com os carros que temos agora. Há um pouco menos de potencial nisso em termos de um desenvolvimento maior do que os monopostos anteriores, naquela época com os bargeboards e similares. Era muito complicado. Acho que com esses carros é um pouco mais fácil e você pode chegar mais perto mais rápido."

Verstappen já espera ver isso até certo ponto em 2024 e acredita que os rivais se aproximarão: “Essa é a nossa ideia, mas é claro que também é a nossa motivação para tentar voltar a obter o máximo possível”.

De qualquer forma, depois de mais dois anos de estabilidade, o desejo do holandês não será atendido, já que a F1 mudará para um regulamento completamente novo tanto relacionado às unidades de potência quanto ao chassi a partir de 2026. Isso significa, mais uma vez, o risco de uma equipe encontrar algo que as demais não encontrarão, levando a diferenças maiores: "Esse é sempre o perigo com novas regras."

Rico Penteado e Felipe Motta comentam Hamilton na Ferrari

Watch: Rico Penteado e Felipe Motta comentam Hamilton na Ferrari

Podcast #268 – O que será do futuro de Horner e Red Bull?

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Be part of Motorsport community

Join the conversation
Artigo anterior F1: Alonso põe em xeque motivação de Hamilton na Ferrari; entenda
Próximo artigo F1 2024: A mudança da Aston Martin que confirma uma 'revolução' da Mercedes

Top Comments

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Sign up for free

  • Get quick access to your favorite articles

  • Manage alerts on breaking news and favorite drivers

  • Make your voice heard with article commenting.

Motorsport prime

Discover premium content
Assinar

Edição

Brasil