Fórmula 1
25 mar
Próximo evento em
67 dias
06 mai
Próximo evento em
109 dias
20 mai
Próximo evento em
123 dias
R
GP do Azerbaijão
03 jun
Próximo evento em
137 dias
10 jun
Próximo evento em
144 dias
24 jun
Próximo evento em
158 dias
R
GP da Áustria
01 jul
Próximo evento em
165 dias
R
GP da Grã-Bretanha
15 jul
Próximo evento em
179 dias
29 jul
Próximo evento em
193 dias
R
GP da Bélgica
26 ago
Próximo evento em
221 dias
02 set
Próximo evento em
228 dias
09 set
Próximo evento em
235 dias
23 set
Próximo evento em
249 dias
R
GP de Singapura
30 set
Próximo evento em
256 dias
07 out
Próximo evento em
263 dias
21 out
Próximo evento em
277 dias
28 out
Próximo evento em
284 dias
05 nov
Próximo evento em
292 dias
R
GP da Austrália
18 nov
Próximo evento em
305 dias
R
GP da Arábia Saudita
03 dez
Próximo evento em
320 dias
R
GP de Abu Dhabi
12 dez
Próximo evento em
329 dias

Vettel admite má fase: "Não é meu melhor momento"; Ferrari reafirma apoio ao alemão

compartilhar
comentários
Vettel admite má fase: "Não é meu melhor momento"; Ferrari reafirma apoio ao alemão
Por:
Co-autor: Scott Mitchell
Traduzido por: Vital Neto

Ferrari afirma que tetracampeão segue como líder da equipe e reafirma crença em bons resultados

Após sucessão de erros nas últimas corridas, Sebastian Vettel assumiu que vive momento delicado, mas disse que é importante não aumentar a proporção dos problemas, afirmando que fase não é tão ruim quanto parece. Enquanto isso, Ferrari garante que alemão segue como referência da equipe e reafirma confiança da capacidade do tetracampeão.

Leia também:

Vettel viu seu companheiro, Charles Leclerc, vencer as últimas duas etapas da Fórmula 1, na Bélgica e na Itália. Em Monza, palco da primeira vitória da equipe de Maranello em nove anos, o tetracampeão jogou fora suas chances de pódio ao rodar sozinho e ainda causar um acidente no início da prova. Perguntado como avaliava o momento, Vettel admitiu os erros e fez uma auto-crítica.

“As duas últimas corridas não foram muito positivas. O erro em Monza, que me fez perder a corrida é minha culpa. Sempre fui o primeiro a admitir minhas falhas no passado. Creio que sou muito crítico comigo mesmo quando acontecem coisas assim. Não vejo isso como um grande drama”, assegurou Vettel.

“Encaro as coisas com elas são. Não é genial, mas não é um desastre também. Infelizmente essas coisas acontecem e são parte das corridas”, avaliou o alemão. “Obviamente, não é o nível que quero apresentar, mas pode acontecer com todos nós”.

 “Não lembro de toda minha carreira, de verdade, sigo competindo bastante. Porém não estou em meu melhor momento agora, embora não é o pior também. Sigo gostando de competir e tenho muitos objetivos pela frente. Ainda restam muitas corridas para buscar melhores resultados neste ano, terminar a temporada como queremos e nos prepararmos para a próxima”.

Última vitória de Vettel foi na Bélgica, em 2018.

Última vitória de Vettel foi na Bélgica, em 2018.

Photo by: Zak Mauger / LAT Images

Questionado sobre os comentários de Juan Pablo Montoya, que disse que motivo do mau momento do tetracampeão se deve a dificuldades técnicas e não psicológicas, Vettel concordou, mas assumiu que pode estar faltando confiança no carro da Ferrari.

“Creio que não seja nada psicológico, não é como se eu estivesse no lugar errado. Acho que estou fazendo as coisas direito, por isso acredito que é crucial não aumentar as coisas de mais e seguir adiante”.

“Pode ser que não tenha a confiança absoluta no carro, nem as melhores sensações, mas estão melhorando e espero que as coisas comecem a se encaixar o quanto antes. Até então, preciso manter a mente focada e melhorar o que pode ser melhorado”, afirmou Vettel.

Ferrari segue apoiando o tetracampeão

O chefe da equipe, Mattia Binotto, disse que a equipe italiana segue apoiando Sebastian Vettel e garantiu que o alemão segue tendo um papel de líder na equipe, destacando a contribuição que ele traz para o desenvolvimento do carro.

“Toda a equipe adora e apoia Sebastian Vettel! Os tifose celebraram sua presença em Milão no evento de nosso aniversário de 90 anos. E isso foi depois de Spa, onde não fez sua melhor corrida”, disse Binotto ao jornal alemão BILD.

“Sebastian é um líder. Nos ajuda a desenvolver o carro na direção correta e traz novas ideias. Ele nos faz cada vez melhores”, afirmou o italiano. “Não é apenas um piloto, é uma parte importante da escuderia e tem um grande espírito de equipe. Isto pode ser visto na foto que toda o time tirou após a corrida em Monza, quando todos aplaudiram e gritaram: ‘Seb, Seb, Seb!”.

Por fim, o dirigente também afirmou que Vettel está tendo dificuldades em lidar com os seguidos fracassos e que é uma questão de recuperar a confiança em sua capacidade.

“Ele está deprimido, precisa reencontrar sua confiança. Tenho fé nele, está totalmente focado em recuperar sua confiança e voltar a ter êxito”, finalizou Binotto.

A vida de Sebastian Vettel na Fórmula 1 não anda nada fácil. Como se não bastasse a fortíssima concorrência do novo companheiro de Ferrari Charles Leclerc, o tetracampeão mundial ainda sofre com uma sequência de erros que parece não acabar nunca.

GALERIA: Relembre os erros recentes de Sebastian Vettel na Fórmula 1

GP de Singapura, 2017

GP de Singapura, 2017
1/10

Foto de: Andrew Hone / Motorsport Images

Vettel largou na pole, mas toda a vantagem foi por água abaixo: logo no salto iniciou, o alemão espremeu a Red Bull de Max Verstappen, que também via a Ferrari de Kimi Raikkonen por fora. Batida tripla que beneficiou Lewis Hamilton, da Mercedes.

GP da França, 2018

GP da França, 2018
2/10

Foto de: Steve Etherington / Motorsport Images

Tentando superar a Mercedes de Valtteri Bottas na largada, o alemão encheu a traseira do finlandês na primeira curva, destruiu sua asa dianteira e teve que ir aos pits. Saindo em terceiro, ele chegou em quarto no dia de mais uma vitória de Hamilton.

GP da Alemanha, 2018

GP da Alemanha, 2018
3/10

Foto de: Steve Etherington / Motorsport Images

Com uma boa vantagem à frente, Vettel foi vítima de uma garoa que caia no circuito de Hockenheim. Ele acabou errando e bateu contra a barreira. Com o safety car, Hamilton – que largara em 14º após problema mecânico na classificação – viu Bottas e Kimi indo para os pits e ficou na pista. O inglês assumiu a liderança e venceu.

GP da Itália, 2018

GP da Itália, 2018
4/10

Foto de: Manuel Goria / Motorsport Images

Após atacar Raikkonen sem sucesso na primeira chicane da corrida, Vettel foi atacado por Hamilton chegando na segunda chicane. Por dentro, o alemão arriscou frear tarde para se defender, mas bateu no carro do rival e acabou rodando. Vettel, que tinha provavelmente o melhor conjunto para a pista de Monza, chegou apenas em quarto na vitória de Hamilton.

GP do Japão, 2018

GP do Japão, 2018
5/10

Foto de: Andy Hone / Motorsport Images

Saindo de nono após um erro da Ferrari na classificação, Vettel arriscou uma ultrapassagem em Verstappen no início da corrida na curva Spoon, tocou com o holandês e rodou. Ele só pôde ser o sexto em mais uma vitória de Hamilton.

GP dos EUA, 2018

GP dos EUA, 2018
6/10

Foto de: Jerry Andre / Motorsport Images

Saindo de quinto, o alemão foi para cima de Daniel Ricciardo na primeira volta, arriscou em uma freada e novamente rodou. Depois de cair diversas posições, subiu para quarto evitando o título de Hamilton, terceiro. Mas Lewis foi campeão na prova seguinte.

GP do Bahrein, 2019

GP do Bahrein, 2019
7/10

Foto de: Simon Galloway / Motorsport Images

Depois de superar o parceiro Leclerc na largada pela liderança, ele viu o monegasco dando o troco após algumas voltas. Em seguida, Sebastian começou seu duelo com Hamilton. Ele foi atacado pelo britânico depois de sua segunda parada. Tentando se manter à frente de Lewis, errou e acabou rodando. Ovalizando os pneus, acabou perdendo a asa após voltar à pista. Vettel ficou em quinto.

GP do Canadá, 2019

GP do Canadá, 2019
8/10

Foto de: Andy Hone / Motorsport Images

Neste caso, Vettel não pagou mico, mas se prejudicou. Em batalha com Hamilton pela vitória, o alemão escapou na chicane de Montreal e acabou fechando o rival quando retornou à pista. Vettel venceu, mas tomou controversa punição de 5 segundos no tempo de prova e caiu para segundo.

GP da Grã-Bretanha, 2019

GP da Grã-Bretanha, 2019
9/10

Foto de: Hasan Bratic / Motorsport Images

O circuito de Silverstone foi palco para o penúltimo erro crasso de Vettel na F1. Em briga com Verstappen, o alemão encheu a traseira da Red Bull e acabou caindo para o fim do grid. O tetracampeão terminou a prova da Inglaterra em penúltimo.

GP da Itália, 2019

GP da Itália, 2019
10/10

Foto de: Andy Hone / Motorsport Images

A corrida de Monza marcou a última pataquada de Vettel. O alemão rodou no começo da prova e cometeu barbeiragem ainda maior na volta à pista: fechou a Racing Point de Lance Stroll, colidindo com o canadense e prejudicando ambos. Já Leclerc venceu.
Hulkenberg admite que futuro na F1 está fora de seu alcance

Artigo anterior

Hulkenberg admite que futuro na F1 está fora de seu alcance

Próximo artigo

Confira os horários do GP de Singapura de F1

Confira os horários do GP de Singapura de F1
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP de Singapura
Pilotos Sebastian Vettel
Equipes Ferrari
Autor Sergio Lillo