Fórmula 1
R
GP da Austrália
12 mar
-
15 mar
Próximo evento em
51 dias
19 mar
-
22 mar
Próximo evento em
58 dias
02 abr
-
05 abr
Próximo evento em
72 dias
16 abr
-
19 abr
Próximo evento em
86 dias
30 abr
-
03 mai
Próximo evento em
100 dias
07 mai
-
10 mai
Próximo evento em
107 dias
21 mai
-
24 mai
Próximo evento em
121 dias
R
GP do Azerbaijão
04 jun
-
07 jun
Próximo evento em
135 dias
11 jun
-
14 jun
Próximo evento em
142 dias
25 jun
-
28 jun
Próximo evento em
156 dias
R
GP da Áustria
02 jul
-
05 jul
Próximo evento em
163 dias
R
GP da Grã-Bretanha
16 jul
-
19 jul
Próximo evento em
177 dias
30 jul
-
02 ago
Próximo evento em
191 dias
R
GP da Bélgica
27 ago
-
30 ago
Próximo evento em
219 dias
03 set
-
06 set
Próximo evento em
226 dias
R
GP de Singapura
17 set
-
20 set
Próximo evento em
240 dias
24 set
-
27 set
Próximo evento em
247 dias
08 out
-
11 out
Próximo evento em
261 dias
R
GP dos Estados Unidos
22 out
-
25 out
Próximo evento em
275 dias
29 out
-
01 nov
Próximo evento em
282 dias
12 nov
-
15 nov
Próximo evento em
296 dias
R
GP de Abu Dhabi
26 nov
-
29 nov
Próximo evento em
310 dias

Vettel: Aquecimento de pneus é o maior problema da Ferrari na F1

compartilhar
comentários
Vettel: Aquecimento de pneus é o maior problema da Ferrari na F1
Por:
29 de abr de 2019 14:05

Tetracampeão mundial da Fórmula 1 sofreu com a temperatura dos compostos no GP do Azerbaijão disputado em Baku no domingo

Para Sebastian Vettel, as dificuldades da Ferrari em fazer com que seus pneus funcionem corretamente é o fator mais "dominante" no desempenho do carro de 2019 da Fórmula 1, e não uma fraqueza aerodinâmica.

O tetracampeão, que havia elogiado o monoposto do time de Maranello durante os treinos livres, terminou em terceiro no GP do Azerbaijão e agora está a 35 pontos de Valtteri Bottas, que lidera o campeonato com a Mercedes.

Leia também:

Perguntado pelo Motorsport.com se sua confiança nas atualizações da Ferrari para Baku permanecem após o desempenho deste domingo, Vettel disse: "Sim, acho que foi um passo em frente com o nosso carro, mas um fator dominante é a forma como lidamos com os pneus”.

"Há muito desempenho envolvido nisso. Acho que os problems que tivemos aqui e ali em curvas de baixa não são aerodinâmicos, e sim de aderência mecânica. Temos muito trabalho a fazer nos próximos dias”, disse o alemão.

"Tenho certeza de que, uma vez que ajustarmos, o carro estará mais forte e então estaremos melhores na briga. Mas, no estágio atual, com a média das quatro primeiras corridas, não fomos rápidos o suficiente"

Em Baku, Vettel perdeu terreno para a dupla da Mercedes no primeiro stint, com pneus macios. A parada anterior aos oponentes da frente, porém, permitiu que o alemão se aproximasse dos ponteiros.

No entanto, as dificuldades da Ferrari em tirar o máximo proveito de seus pneus o prejudicaram novamente após o safety car virtual ocasionado pelo abandono de Pierre Gasly, da Red Bull. O tetracampeão não conseguiu manter seus compostos médios na temperatura ideal.

"Foi muito difícil encontrar um ritmo e ter aderência nos pneus", disse Vettel. "Eu esperava que fosse uma prova longa e difícil. Depois da parada o carro estava muito bom e consegui ir rápido. No geral, o segundo stint foi melhor para nós, mas no primeiro perdemos todo o potencial para colocar pressão no início da corrida".

Sebastian Vettel, Ferrari, 3rd position, arrives on the podium

Sebastian Vettel, Ferrari, 3rd position, arrives on the podium

Photo by: Zak Mauger / LAT Images

Próximo artigo
Verstappen: Safety car virtual me tirou chance de disputar pódio

Artigo anterior

Verstappen: Safety car virtual me tirou chance de disputar pódio

Próximo artigo

Há 25 anos, acidente de Rubinho iniciava fim de semana mais trágico da F1

Há 25 anos, acidente de Rubinho iniciava fim de semana mais trágico da F1
Carregar comentários