Fórmula 1
25 mar
Próximo evento em
63 dias
06 mai
Próximo evento em
105 dias
20 mai
Próximo evento em
119 dias
R
GP do Azerbaijão
03 jun
Próximo evento em
133 dias
10 jun
Próximo evento em
140 dias
24 jun
Próximo evento em
154 dias
R
GP da Áustria
01 jul
Próximo evento em
161 dias
R
GP da Grã-Bretanha
15 jul
Próximo evento em
175 dias
29 jul
Próximo evento em
189 dias
R
GP da Bélgica
26 ago
Próximo evento em
217 dias
02 set
Próximo evento em
224 dias
09 set
Próximo evento em
231 dias
23 set
Próximo evento em
245 dias
R
GP de Singapura
30 set
Próximo evento em
252 dias
07 out
Próximo evento em
259 dias
21 out
Próximo evento em
273 dias
28 out
Próximo evento em
280 dias
05 nov
Próximo evento em
288 dias
R
GP da Austrália
18 nov
Próximo evento em
301 dias
R
GP da Arábia Saudita
03 dez
Próximo evento em
316 dias
R
GP de Abu Dhabi
12 dez
Próximo evento em
325 dias

Vettel detona: "Problema é com o carro inteiro"; Ferrari rebate e compara alemão com Leclerc

compartilhar
comentários
Vettel detona: "Problema é com o carro inteiro"; Ferrari rebate e compara alemão com Leclerc
Por:
Co-autor: Luke Smith, Editor

Tetracampeão faz crítica aberta ao carro da equipe de Maranello. Leclerc também reclama de falta de ritmo, mas destaca resultado positivo em Sochi

Sebastian Vettel e a Ferrari tiveram mais um fim de semana para esquecer em Sochi. No GP da Rússia de Fórmula 1, o tetracampeão terminou apenas em 13º, enquanto Charles Leclerc fechou a corrida em sexto. De acordo com Vettel, o problema está no carro. No entanto, a Ferrari rebateu o alemão e comparou seu desempenho ao do monegasco.

Leia também:

No entanto, Leclerc e a Ferrari disseram que o carro está "na direção certa" e minimizaram a má fase. Vettel foi menos polido e afirmou que o carro não é bom.

"Infelizmente, o problema com o SF1000 não está apenas na parte traseira. O problema é o carro inteiro", afirmou o tetracampeão.

Vettel ainda reclamou da demora da Ferrari em chamá-lo para a troca de pneus, mas reconhece que mesmo que tivesse sido ouvido não faria grande diferença no resultado.

“Gostaria de ter parado mais cedo, mas no final não fez nenhuma diferença. Tive um pouco de azar na primeira volta porque não sabia para onde ir, estava cercado por outros carros e muitos tinham saído da pista. Em termos de estratégia, acho que não poderíamos ter feito muito. Foi uma corrida um pouco enfadonha".

“Não me senti confortável com o carro. Foi uma corrida difícil", confessou Vettel. "Fiquei sem pneus rapidamente, não tinha ritmo. Seguir muitos carros não ajudou, foi uma corrida difícil. Fiz o meu melhor com o carro, com a máquina que eu tinha, é por isso que estou feliz. Mas não estou feliz em ficar preso atrás de outros carros".

Sinais positivos

Questionado sobre o desempenho da Ferrari, Mattia Binotto, chefe da equipe italiana, deixou claro que Vettel teve mais dificuldades do que Leclerc, mas poupou o alemão de críticas.

"Acho que existem alguns pontos positivos. O primeiro é o resultado e a segunda melhor coisa foi o ritmo relativo na corrida, certamente com Charles. Foi um pouco mais difícil para Seb hoje, por estar no tráfego, começando atrás no grid etc", disse Binotto.

"Mas eu acho que em comparação com as últimas provas, fomos um pouco mais competitivos na corrida", afirmou o chefe da escuderia. "Trouxemos algumas novidades. Não é um grande passo adiante, ainda não é suficiente, estamos totalmente cientes, mas é importante seguir na direção certa pelo menos até o final da temporada".

Leclerc, que teve melhor resultado do que Vettel, foi mais brando do que o alemão e preferiu destacar a oportunidade aproveitada em Sochi.

"Estou muito feliz, viemos de finais de semana muito, muito difíceis e mentalmente foi muito difícil. Uma vez que você faz uma boa largada como em Mugello é muito difícil depois ser ultrapassado volta após volta".

"Então finalmente você tem uma corrida em que pode ver sinais positivos do carro e também da minha pilotagem porque acho que fui bem hoje. Estou feliz por hoje".

"É uma temporada difícil e tenho que aproveitar todas as oportunidades. É o que precisamos fazer hoje e conseguimos aproveitar as oportunidades que tivemos".

Carro em desenvolvimento

Sobre a alternância entre bons e maus desempenhos, o monegasco afirmou estar confuso, mas voltou a falar do desenvolvimento do carro.

"Algumas corridas pensamos que estávamos bem e no final foi muito ruim, e outras como aqui eu acho, nós pensamos que iríamos muito mal e foi muito melhor do que pensávamos. Então, estamos um pouco confusos sobre isso".

"Trouxemos algumas atualizações para este fim de semana, pequenas, mas devemos ter uma maior para a Alemanha, então parece positivo".

Binotto confirmou que a Ferrari levará novas peças para a próxima corrida, e detalhou qual será o foco do desenvolvimento do time italiano.

"Temos mais algumas atualizações em Nürburgring, mas não tão importantes. Ainda assim serão importantes para nós, considerando o nível de competitividade", explicou Binotto. "Então, vamos nos concentrar principalmente no difusor para o resto da temporada, mas até quando ainda não está definido", finalizou.

Ferrari SF1000

(Temporada 2020)

Ferrari SF1000

Motor: Ferrari
Combustível: Shell
Pneus: Pirelli

Pilotos:

16 - Charles Leclerc

5 - Sebastian Vettel

PÓDIO: Hamilton é punido e Bottas vence na Rússia, com Verstappen em segundo

PODCAST: Qual é o limite de Max Verstappen na Red Bull?

 

F1: Comissários voltam atrás, retiram pontos de Hamilton e multam Mercedes

Artigo anterior

F1: Comissários voltam atrás, retiram pontos de Hamilton e multam Mercedes

Próximo artigo

Stroll diz que é "ridículo" que Leclerc não tenha sido punido por toque na primeira volta

Stroll diz que é "ridículo" que Leclerc não tenha sido punido por toque na primeira volta
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP da Rússia
Sub-evento Corrida
Pilotos Sebastian Vettel , Charles Leclerc
Equipes Ferrari
Autor Giacomo Rauli