Fórmula 1
10 out
-
13 out
Evento encerrado
24 out
-
27 out
Evento encerrado
01 nov
-
03 nov
Evento encerrado
14 nov
-
17 nov
Evento encerrado
28 nov
-
01 dez
Evento encerrado

Vettel diz que próximas semanas serão decisivas para 2019 da Ferrari

compartilhar
comentários
Vettel diz que próximas semanas serão decisivas para 2019 da Ferrari
Por:
21 de abr de 2019 14:23

Alemão acredita que equipe terá semanas vitais no rumo do campeonato na parte intermediária da temporada de 2019

A Ferrari saiu dos testes de pré-temporada da F1 com uma pequena vantagem sobre a Mercedes, mas sucumbiu nos três primeiros GPs, enquanto sua rival conquistou três dobradinhas.

O ex-piloto de Mercedes e campeão mundial de 2016, Nico Rosberg, sugeriu que a filosofia aerodinâmica da Ferrari está comprometendo muito o desempenho nas curvas em busca de uma maior velocidade em reta.

Depois de admitir que não tinha um carro com o qual estava feliz no GP da China, Vettel disse que a Ferrari deve decidir rapidamente o que quer fazer com seu modelo SF90.

Leia também:

"Temos um carro muito forte, não há nada de errado com ele, mas acho que ainda não conseguimos explorá-lo melhor", disse Vettel, que conquistou seu primeiro pódio da temporada na China.

"Ainda não estou totalmente feliz em comparação ao ponto de partida. Obviamente, as três pistas em que estivemos até agora são bem diferentes. As condições que tivemos são diferentes. Mas acho que começaremos a ver uma espécie de padrão e entendermos o que precisamos, o que eu preciso, para realmente destravar esse carro.”

"Essas próximas semanas serão muito importantes para entendermos onde precisamos ir nos próximos meses."

A Ferrari e a Mercedes adotaram diferentes soluções na asa dianteira com as novas regras aerodinâmicas da F1 para 2019. No entanto, é o desempenho aerodinâmico geral de cada carro - com a Mercedes superior nas curvas e a Ferrari mais rápida nas retas - que influenciou as três primeiras corridas da temporada.

A Ferrari bem que tentou na Austrália mas a Mercedes dominou, mas teve vantagem no Bahrein antes do carro de Charles Leclerc ter problemas. Na China, a Mercedes tinha o pacote mais rápido, mas a Ferrari não estava tão longe do ritmo como na abertura da temporada.

O chefe da Ferrari, Mattia Binotto, acredita que a vantagem competitiva continuará flutuando de acordo com as características de cada circuitos.

"A Austrália foi certamente uma exceção, onde a diferença era muito alta", acrescentou. “Entre Barcelona [nos testes de pré-temporada], Bahrein e China, a diferença foi de alguns poucos décimos.”

“Isso é o que você espera entre dois carros que são muito fortes e muito semelhantes em alguns aspectos.”

“Nós sabemos onde estão os limites do nosso carro, e esses limites podem ser enfatizados em alguns circuitos em comparação com outros.”

"A chave será desenvolver o carro como tal, que estamos tornando ainda mais forte no futuro.”

Sebastian Vettel, Ferrari SF90

Sebastian Vettel, Ferrari SF90

Photo by: Zak Mauger / LAT Images

Próximo artigo
Chefe da Ferrari diz que jeito de Mick é similar ao de Michael Schumacher

Artigo anterior

Chefe da Ferrari diz que jeito de Mick é similar ao de Michael Schumacher

Próximo artigo

GALERIA: Há 34 anos, Ayrton Senna vencia na F1 pela primeira vez

GALERIA: Há 34 anos, Ayrton Senna vencia na F1 pela primeira vez
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Sebastian Vettel Compre Agora
Equipes Ferrari Compre Agora
Autor Scott Mitchell