Vettel: falta de equilíbrio provocou distância para Hamilton

compartilhar
comentários
Vettel: falta de equilíbrio provocou distância para Hamilton
Por:

Piloto alemão e seu companheiro de equipe na Ferrari, Kimi Raikkonen, acreditam que carro ainda tem grande margem de melhora para sábado

Sebastian Vettel, Ferrari
Sebastian Vettel, Ferrari
Kimi Raikkonen, Ferrari SF70H
Sebastian Vettel, Ferrari SF70H
Kimi Raikkonen, Ferrari SF70H
Kimi Raikkonen, Ferrari SF70H
Kimi Raikkonen, Ferrari SF70H
Kimi Raikkonen, Ferrari SF70H
Kimi Raikkonen, Ferrari SF70H
Sebastian Vettel, Ferrari SF70H
Kimi Raikkonen, Ferrari SF70H
Sebastian Vettel, Ferrari SF70H

Sebastian Vettel culpou o equilíbrio de carro ruim para explicar a performance decepcionante da Ferrari durante os treinos livres de sexta-feira para a abertura da temporada da F1, no GP da Austrália.

O alemão terminou a sessão da tarde como o segundo mais veloz, atrás apenas de Lewis Hamilton. Contudo, ele ficou a distantes 0s5 da marca do inglês, apesar de a Ferrari ter mostrado força em comparação à Mercedes durante os testes.

Vettel também afirmou que o tempo que perdeu no primeiro treino devido a problemas influenciaram no ritmo da Ferrari e insiste que a equipe irá progredir no sábado.

“O equilíbrio ainda não estava como eu gostaria, então acho que ainda poderemos dar um passo à frente decente. A manhã não foi tão boa, tivemos alguns pequenos problemas que me pegaram no contrapé. Mas a equipe está indo bem. Acho que temos muita coisa em que podemos melhorar”, disse o alemão. 

“O equilíbrio ainda não está tão bom, mas tenho certeza de que poderemos trabalhar nisso durante a noite. Tivemos alguns pequenos problemas pela manhã que nos custaram tempo, então demorou um pouco para chegarmos ao ritmo. O carro ainda não está tão bom como pode e deve ser.”

Vettel sugeriu que há mais potencial a ser alcançado no carro depois de uma performance promissora nos testes de Barcelona. “As pessoas de fora têm a sua própria opinião, não importa o que você diga. Obviamente, ficamos muito felizes nos testes, os tempos pareciam bons, mas isso não significa nada. Chegamos até aqui e é isso que importa, e estávamos realistas quanto a isso.”

“Hoje foi OK, o carro parece bom e não mudou muito. Faz apenas duas semanas que saímos do carro. Ainda podemos melhorar.”

Seu companheiro de equipe na Ferrari, Kimi Raikkonen, disse que não teve um dia limpo na sexta-feira e compartilha da confiança do alemão de que há margem para melhora.

“Nada foi limpo como gostaríamos e temos coisas a melhorar. Temos que ver o cenário como um todo. Este é o primeiro dia e todos vão trabalhar de olho em amanhã. É difícil dizer com base no que vimos hoje como estaremos em relação à Mercedes, mas temos que melhorar em algumas áreas. Aí veremos.”

Wolff: “Hamilton parece estar em um campeonato à parte”

Artigo anterior

Wolff: “Hamilton parece estar em um campeonato à parte”

Próximo artigo

Após quebra, Massa admite: “Não foi o dia que esperávamos”

Após quebra, Massa admite: “Não foi o dia que esperávamos”
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP da Austrália
Localização Melbourne Grand Prix Circuit
Pilotos Kimi Raikkonen , Sebastian Vettel
Equipes Ferrari
Autor Adam Cooper