Wolff vê Red Bull "ainda mais forte" após contratação de Pérez

O chefe da Mercedes acredita que 2021 será um ano interessante com o desafio da Red Bull

Wolff vê Red Bull "ainda mais forte" após contratação de Pérez

Uma das grandes novidades da temporada 2021 da Fórmula 1 é a estreia de Sergio Pérez pela Red Bull, com o piloto superando Alex Albon na luta pela vaga após um ótimo 2020. E para o chefe da Mercedes, Toto Wolff, a equipe austríaca deve ser uma "oponente ainda mais forte" após a contratação do mexicano para correr ao lado de Max Verstappen.

Albon sofreu bastante em 2020 para acompanhar o ritmo de Verstappen, subindo ao pódio apenas duas vezes no ano, contra duas vitórias e nove Top 3 do holandês, que conquistou mais do que o dobro de pontos que o companheiro de equipe.

Leia também:

Após o anúncio da contratação de Pérez, Hamilton disse que o mexicano mereceu a vaga na Red Bull, tornando a equipe uma ameaça maior no Mundial de Construtores. E Wolff concorda com o heptacampeão, sentindo que a equipe austríaca representará um desafio maior para a Mercedes em 2021, graças à sua dupla de pilotos e o novo motor da Honda.

"Definitivamente acho que a Red Bull, com Pérez, será um oponente ainda mais forte no Mundial de Construtores", disse Wolff em entrevista ao canal de televisão austríaco ORF. "Sei que Sergio será muito forte. Mas será interessante também ver como ele se sairá contra Verstappen, já que é um novo oponente".

"Fora isso, é uma temporada com os mesmos carros do ano passado. Acho que a Honda dará um passo adiante para competir pelo campeonato em seu último ano como montadora. Por isso será um ano interessante".

Apesar de ter um carro menos competitivo em 2020, Pérez conseguiu superar Albon com a Racing Point, apesar de ter perdido as duas corridas de Silverstone após testar positivo para Covid-19.

O mexicano ainda obteve sua primeira vitória na F1 no GP de Sakhir, aproveitando a lambança feita pela Mercedes na parada de George Russell e Valtteri Bottas.

O nível de performance de Russell levou ao chefe da Red Bull, Christian Horner, fazer comentários sobre a força do carro da Mercedes e como isso prova que Verstappen é um piloto melhor, já que bate de frente com a equipe em um carro inferior.

Wolff disse que as brincadeiras de Horner "fazem parte do jogo" da F1, e que uma afirmação dessa só pode ser comprovada ao colocar os pilotos em carros iguais.

"Só é possível julgar quem é o melhor quando você coloca os pilotos correndo em igualdade. Não vimos isso ainda. Não vimos Verstappen contra Hamilton, não vimos Russell contra Hamilton, ainda não vimos [Charles] Leclerc em um carro de ponta".

"Mas o futuro pertence aos jovens. Em algum momento eles vão correr uns contra os outros com o mesmo equipamente, e aí veremos quem é o melhor".

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

LECLERC detalha como PILOTOS trabalham componente FUNDAMENTAL em um carro de F1

PODCAST: Chico Serra esclarece rivalidade com Piquet, amizade com Senna e briga com Raul Boesel

 

compartilhar
comentários
Sainz espera replicar com Leclerc bom relacionamento que teve com Norris

Artigo anterior

Sainz espera replicar com Leclerc bom relacionamento que teve com Norris

Próximo artigo

F1: Ocon relembra temporada de ‘ajustes’ na Renault

F1: Ocon relembra temporada de ‘ajustes’ na Renault
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Sergio Perez
Equipes Red Bull Racing
Autor Luke Smith