Fórmula E
27 fev
-
29 fev
Evento encerrado
05 jun
-
06 jun
Próximo evento em
61 dias
R
ePrix de Berlim
20 jun
-
21 jun
Próximo evento em
76 dias
R
ePrix de Nova York
10 jul
-
11 jul
Próximo evento em
96 dias
R
ePrix de Londres
25 jul
-
25 jul
Próximo evento em
111 dias

Di Grassi levanta dúvidas sobre projeto de levar Fórmula E ao Rio

compartilhar
comentários
Di Grassi levanta dúvidas sobre projeto de levar Fórmula E ao Rio
Por:
, Repórter
16 de jan de 2020 13:15

Ao Motorsport.com, piloto da Audi aponta condições econômicas como obstáculos para a realização da prova no Brasil

O presidente Jair Bolsonaro assinou carta de intenção para trazer a Fórmula E ao Rio na próxima temporada e o principal articulador é Nelsinho Piquet, primeiro campeão da categoria e atualmente na Stock Car. Já outro piloto tem dúvidas sobre o projeto: Lucas di Grassi.

Idealizador do campeonato, detentor de um título e competidor da Audi, o paulistano apontou as dificuldades de se realizar eventos de automobilismo no País nos últimos anos. O ex-Fórmula 1 citou a própria F-E como exemplo, apesar do interesse da categoria.

Leia também:

"A F-E trocou de CEO e ele deixou claro que um dos mercados principais no mundo é o Brasil. Já houve discussões e até já assinamos contratos com o Rio, que foi uma das primeiras pistas anunciadas na história da F-E, no aterro do Flamengo. Mas não deu certo", lembrou.

"Também teve um anúncio em São Paulo, mas o contrato foi cancelado. Estamos sempre tentando trazer a F-E. Nos dois processos, eu ajudei a negociar e a desenhar as pistas. Houve também uma possibilidade em Belo Horizonte, perto do estádio do Mineirão, mas não vingou".

"No Rio, o que eu sei é que foram retomadas as negociações. Mas, hoje em dia, o Rio talvez seja um dos lugares mais difíceis para se fazer eventos no Brasil, pela própria situação do estado e da cidade", afirmou di Grassi, mencionando os problemas orçamentários na região.

Segundo o piloto, a F-E é categoria de elite do automobilismo mundial mais viável no País neste momento. Entretanto, apesar do potencial retorno sobre o investimento, o paulistano pondera que a falta de dinheiro público e a estagnação da economia privada são obstáculos.

Quem paga?

"Na F-E, sei que existe o interesse e que há conversas. Inclusive, o Ministro do Turismo teve uma reunião com Jean Todt [presidente da FIA]. O problema é: quem paga? Se fizer contrato, precisará levantar uma alta quantia em dinheiro, anunciar e correr atrás de patrocínio".

Para di Grassi, aí que está o desafio: "Os patrocínios não aparecem, pois hoje é muito mais difícil do que imaginam no automobilismo. Então o promotor fecha contrato, não consegue levantar capital e, na hora de pôr dinheiro que ele tem que tirar do bolso, cancela o evento".

Sobre investimento público, o piloto respondeu: "O Estado tem que ser enxugado, pois há dívida. Os entes públicos tentam arrumar, mas o processo é longo. A situação é de enxugar gastos supérfluos. Uns dão retorno, mas são supérfluos. É difícil, então, achar quem pague".

Ainda assim, di Grassi vê uma possibilidade remota: "A F-E, dentre as categorias top, é a mais fácil, do ponto de vista de patrocínio, para viabilizar. É sustentável, cresce, e tem montadoras e patrocinadores. Além disso, a relação custo-benefício é boa, por isso as cidades querem".

"Por isso, acho que a F-E tem uma certa chance. Tem várias montadoras e todas elas têm interesse no mercado brasileiro, então tem uma motivação por trás e a F-E é relativamente barata. Ela tem nove montadoras e não é cara. A F1 tem três montadoras e é uma fortuna", afirmou o piloto. Neste sábado, di Grassi disputa o ePrix do Chile, segunda etapa da temporada 2019/2020. Na Arábia Saudita, o paulistano ficou em segundo na corrida 2.

Quer ver Fórmula 2, Fórmula 3, Indy e Superbike de graça? Inscreva-se no DAZN e tenha acesso grátis por 30 dias a uma série de eventos esportivos. Cadastre-se agora clicando aqui.

A saga brasileira na Fórmula E

O Brasil não faz parte do calendário da Fórmula E na temporada 2019/2020. O Chile é o único representante sul-americano no atual campeonato. Já tentamos receber a categoria em algumas oportunidades, mas as tratativas não foram adiante. Relembre o histórico:

Galeria
Lista

Depois do Rio, na temporada inaugural, o Anhembi chegou a ser confirmado pela FIA há dois anos, em um traçado semelhante ao da Indy, mas sem sucesso

Depois do Rio, na temporada inaugural, o Anhembi chegou a ser confirmado pela FIA há dois anos, em um traçado semelhante ao da Indy, mas sem sucesso
1/15

Foto de: IndyCar Series

Buenos Aires é uma das cidades sul-americanas que já receberam provas da Fórmula E

Buenos Aires é uma das cidades sul-americanas que já receberam provas da Fórmula E
2/15

Assim como Punta del Este e...

Assim como Punta del Este e...
3/15

Foto de: Fabian Lujan/ASN Media

Santiago, no Chile

Santiago, no Chile
4/15

Foto de: Sam Bagnall / Motorsport Images

Outra opção em São Paulo seria a região do Parque do Ibirapuera

Outra opção em São Paulo seria a região do Parque do Ibirapuera
5/15

Apesar de nunca ter recebido uma prova sequer da Fórmula E, o Brasil tem dois campeões na categoria. Nelsinho Piquet, logo na temporada inaugural...

Apesar de nunca ter recebido uma prova sequer da Fórmula E, o Brasil tem dois campeões na categoria. Nelsinho Piquet, logo na temporada inaugural...
6/15

Foto de: FIA Formula E

E Lucas di Grassi, na terceira temporada da história

E Lucas di Grassi, na terceira temporada da história
7/15

Foto de: Molly Darlington / Motorsport Images

Felipe Massa é um dos astros que estão no grid da categoria atualmente

Felipe Massa é um dos astros que estão no grid da categoria atualmente
8/15

Foto de: Andrew Ferraro / Motorsport Images

Felipe Nasr disputou parte da última temporada

Felipe Nasr disputou parte da última temporada
9/15

Foto de: Joe Portlock / Motorsport Images

E Bruno Senna foi um dos brasileiros pioneiros

E Bruno Senna foi um dos brasileiros pioneiros
10/15

Foto de: FIA Formula E

Um dos dois representantes brasileiros da atualidade, di Grassi pilota pela Audi

Um dos dois representantes brasileiros da atualidade, di Grassi pilota pela Audi
11/15

Foto de: Sam Bloxham / Motorsport Images

Massa é piloto da Venturi

Massa é piloto da Venturi
12/15

Foto de: Dan Bathie / Motorsport Images

O atual bicampeão da F-E é Jean-Éric Vergne

O atual bicampeão da F-E é Jean-Éric Vergne
13/15

Foto de: Sam Bagnall / Motorsport Images

Como os brasileiros, Vergne passou pela F1, na Toro Rosso

Como os brasileiros, Vergne passou pela F1, na Toro Rosso
14/15

Foto de: XPB Images

E foi piloto de testes da Ferrari

E foi piloto de testes da Ferrari
15/15

Foto de: Ferrari

Siga o Motorsport.com Brasil no Twitter, Facebook, Instagram e Youtube

Próximo artigo
Nelsinho Piquet revela projeto para ter Fórmula E, Indy e Stock no Rio

Artigo anterior

Nelsinho Piquet revela projeto para ter Fórmula E, Indy e Stock no Rio

Próximo artigo

Cofundador da Fórmula E sobre fazer prova no Brasil: "Sim ou sim”

Cofundador da Fórmula E sobre fazer prova no Brasil: "Sim ou sim”
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula E
Pilotos Lucas di Grassi
Autor Carlos Costa