Fórmula E
R
ePrix de Nova York
10 jul
-
11 jul
Canceled

Nelsinho Piquet revela projeto para ter Fórmula E, Indy e Stock no Rio

compartilhar
comentários
Nelsinho Piquet revela projeto para ter Fórmula E, Indy e Stock no Rio
Por:
, Repórter
16 de jan de 2020 12:50

Nelsinho é o articulador por trás das negociações cacifadas pelo pai Nelson Piquet, tricampeão da F1, e que envolvem Bolsonaro

Em meio às tratativas para trazer a Fórmula E para o Rio na próxima temporada, um nome importante do automobilismo assume protagonismo: trata-se de Nelsinho Piquet, primeiro campeão da categoria elétrica, ex-piloto da Fórmula 1 e atualmente na Stock Car.

Filho de Nelson Piquet, Nelsinho toca o ambicioso projeto cacifado politicamente pelo pai e quer ir além da F-E. Segundo ele, a ideia é fazer uma pista de rua que abrigue não só o campeonato de monopostos, mas também Stock e Porsche Cup. E, quem sabe, a IndyCar.

Leia também:

Ao Motorsport.com, Piquet Jr revelou que pretende transformar o complexo em um novo Jacarepaguá, apelido do antigo circuito carioca que levava o nome de seu pai e recebeu 10 etapas da F1. Entretanto, tudo depende da negociação com a categoria elétrica.

"A F-E sempre quis vir para cá, o mercado mais importante da América do Sul. As montadoras estão colocando muita pressão. Só que a F-E nunca teve alguém competente para pôr a categoria no Brasil. Chegaram a anunciar uma prova, mas não é só assim que funciona", disse.

"A primeira vez que o trabalho está sendo feito direito é agora. Um grupo de empresários chegou até mim querendo fazer e eu falei que tudo bem, mas vamos fazer direito. Dinheiro, para ser bem honesto, não é o mais difícil. O mais difícil realmente é ter o aval para que todos apoiem. A categoria veio e aprovou o local, no Parque Olímpico. Com isso, eles mandam todas as mudanças que temos que fazer, mas é o local adequado. No resto da cidade, não dá".

"Lá, eu vou ter a concessão da pista, que vai ser minha. E eu quero ter vários tipos de corrida: levar a Porsche, a Stock Car... E a Indy já entrou em contato comigo, louca para fazer uma corrida no Brasil. Mas vamos com calma", ponderou Piquet.

"A pista não vai poder ser idêntica e teremos mudanças para cada categoria, mas Stock, Porsche e Indy é possível. Só que está no início, vou ver todos os contratos direitinho. São detalhes que vão acontecer nas próximas semanas e ainda não me dão a certeza de ter todas".

O velho Jacarepaguá

"O ideal, que eu gostaria, é transformar o velho Jacarepaguá numa pista de rua, como era Valência alguns anos atrás, quando eu corria de F1. Seria bacana fazer uma opção de pista que não atrapalhasse e permitisse fazer as adaptações para todas as categorias".

O autódromo de Jacarepaguá, que levava o nome de Nelson Piquet, foi aberto em 1977 e recebeu o GP do Brasil em 1978 e entre 1981 e 1989. A pista foi demolida em 2012 para dar lugar a complexos das Olimpíadas de 2016. No novo circuito, Nelsinho deve ser promotor.

"O contrato está na minha mão e, como promotor, provavelmente vou ter que pegar uma empresa para fazer a parte de ingresso, montar a arquibancada e todas essas coisas, que eu não tenho a experiência para fazer. A F-E vai mandar o projeto da pista de volta com as mudanças. Uma vez que isso chegar, a gente vai ter que fazer o cálculo daquilo que vai ser mudado. E o terreno do Parque Olímpico não é só do governo", ponderou Piquet.

"Tem parte que é da Aeronáutica e o terreno é divido em três áreas, então não é só chegar e fazer mudanças. A gente vai ter que ir em diferentes órgãos para ter o aval de todo mundo. E tem o Rock In Rio, então isso é algo que tem de ser alinhado, para não atrapalhar o evento deles. Mas em termos de calendário, não há problema. Uma vez que estiver tudo ok, a gente vai aos 'finalmentes' para assinar realmente o contrato de trazer a prova para cá", completou.

Quer ver Fórmula 2, Fórmula 3, Indy e Superbike de graça? Inscreva-se no DAZN e tenha acesso grátis por 30 dias a uma série de eventos esportivos. Cadastre-se agora clicando aqui.

A saga brasileira na Fórmula E

O Brasil não faz parte do calendário da Fórmula E na temporada 2019/2020. O Chile é o único representante sul-americano para no atual campeonato. Já tentamos receber a categoria em algumas oportunidades, mas as tratativas não foram adiante. Relembre o histórico:

Galeria
Lista

Depois do Rio, na temporada inaugural, o Anhembi chegou a ser confirmado pela FIA há dois anos, em um traçado semelhante ao da Indy, mas sem sucesso

Depois do Rio, na temporada inaugural, o Anhembi chegou a ser confirmado pela FIA há dois anos, em um traçado semelhante ao da Indy, mas sem sucesso
1/15

Foto de: IndyCar Series

Buenos Aires é uma das cidades sul-americanas que já receberam provas da Fórmula E

Buenos Aires é uma das cidades sul-americanas que já receberam provas da Fórmula E
2/15

Assim como Punta del Este e...

Assim como Punta del Este e...
3/15

Foto de: Fabian Lujan/ASN Media

Santiago, no Chile

Santiago, no Chile
4/15

Foto de: Sam Bagnall / Motorsport Images

Outra opção em São Paulo seria a região do Parque do Ibirapuera

Outra opção em São Paulo seria a região do Parque do Ibirapuera
5/15

Apesar de nunca ter recebido uma prova sequer da Fórmula E, o Brasil tem dois campeões na categoria. Nelsinho Piquet, logo na temporada inaugural...

Apesar de nunca ter recebido uma prova sequer da Fórmula E, o Brasil tem dois campeões na categoria. Nelsinho Piquet, logo na temporada inaugural...
6/15

Foto de: FIA Formula E

E Lucas di Grassi, na terceira temporada da história

E Lucas di Grassi, na terceira temporada da história
7/15

Foto de: Molly Darlington / Motorsport Images

Felipe Massa é um dos astros que estão no grid da categoria atualmente

Felipe Massa é um dos astros que estão no grid da categoria atualmente
8/15

Foto de: Andrew Ferraro / Motorsport Images

Felipe Nasr disputou parte da última temporada

Felipe Nasr disputou parte da última temporada
9/15

Foto de: Joe Portlock / Motorsport Images

E Bruno Senna foi um dos brasileiros pioneiros

E Bruno Senna foi um dos brasileiros pioneiros
10/15

Foto de: FIA Formula E

Um dos dois representantes brasileiros da atualidade, di Grassi pilota pela Audi

Um dos dois representantes brasileiros da atualidade, di Grassi pilota pela Audi
11/15

Foto de: Sam Bloxham / Motorsport Images

Massa é piloto da Venturi

Massa é piloto da Venturi
12/15

Foto de: Dan Bathie / Motorsport Images

O atual bicampeão da F-E é Jean-Éric Vergne

O atual bicampeão da F-E é Jean-Éric Vergne
13/15

Foto de: Sam Bagnall / Motorsport Images

Como os brasileiros, Vergne passou pela F1, na Toro Rosso

Como os brasileiros, Vergne passou pela F1, na Toro Rosso
14/15

Foto de: XPB Images

E foi piloto de testes da Ferrari

E foi piloto de testes da Ferrari
15/15

Foto de: Ferrari

Siga o Motorsport.com Brasil no Twitter, Facebook, Instagram e Youtube

Próximo artigo
Bicampeã da Stock Car, Cimed deixa de ter equipe própria em 2020

Artigo anterior

Bicampeã da Stock Car, Cimed deixa de ter equipe própria em 2020

Próximo artigo

Stock: Grávida, Bia não corre até fim do ano; piloto guiaria Toyota

Stock: Grávida, Bia não corre até fim do ano; piloto guiaria Toyota
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria IndyCar , Porsche , Fórmula E , Stock Car Brasil
Pilotos Nelson Piquet Jr.
Autor Carlos Costa