Grosjean disse estar feliz com estreia na Indy, apesar de rodada

Piloto francês sente dores nos braços depois de rodar na curva 1 do Barber Motosport Park

O ex-piloto de Fórmula 1 Romain Grosjean disse estar “muito feliz” com sua estreia testando um Indy, apesar de ter rodado na pista e estar sentindo dores nos braços. O francês se recupera ainda das queimaduras das mãos, resultado do acidente sofrido no GP do Bahrein no ano passado.

O piloto de 34 anos participou na terça feira (23) de um teste de 12 carros no Barber Motorsports Park e está experimentando o Dale Coyne com o RWR-Honda pela primeira vez. Ele está definido para competir em todas as 13 corridas em circuitos mistos e de rua previstas no calendário da Indy para temporada de 2021, com Pietro Fittipaldi sendo o favorito para ocupar os ovais, incluindo a Indy 500.

 

Photo by: IndyCar Series

Grosjean disse ao IndyCar.com que, apesar das grandes diferenças entre um monoposto de F1 e um Indy, “tudo parecia ótimo e normal”, mesmo tendo de se adaptar a um carro sem direção hidráulica.

O piloto continuou: “Isso me lembra quando eu estava saindo da Fórmula Renault para a Fórmula 3 e GP2. Até agora, estou muito feliz com isso.”

“A aderência mecânica do carro tem sido muito boa. Eu realmente posso entender por que você consegue uma boa corrida. A forma como a equipe trabalha é muito boa. É diferente, mas estou feliz com isso. Tentar me adaptar tem sido bem tranquilo”, explicou.

“Depois da primeira corrida, meus bíceps começaram a doer um pouco e pensei: 'Ok, ok. Agora estamos falando.'

“Você realmente sente o carro. Acho que você pode guiá-lo um pouco mais com seu estilo de pilotagem, com a maneira como você pisa no freio, como faz as curvas e assim por diante. Na verdade, você pode usar linhas diferentes, enquanto na Fórmula 1 você pode estar mais preso à linha ideal por causa da aerodinâmica, de como ela funciona.”

Uma saída precoce para o cascalho causou um atraso em sua aclimatação, mas ele retomou o teste dentro de uma hora.

“Cometi um erro esta manhã e rodei (na curva 1). Eu estava preso no cascalho. (A pista) tem consequências, e você precisa ficar dentro dos limites, que eu sempre gosto bastante”, disse.

A respeito da mão esquerda que o francês queimou em seu incêndio no GP do Bahrein em novembro passado, Grosjean comentou: “Na verdade, foi muito bem feito. Eu tive um grande estalo na última corrida, e isso foi um pouco doloroso. Eu sei que não está totalmente recuperado e que é sensível”, concluiu.

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

BAND define EQUIPE de jornalistas que estará em TODAS as corridas da F1

Podcast #090 – Corridas aos sábados e tetos: revolução imposta pela Liberty pode tirar DNA da F1?

 

 

compartilhar
comentários
VÍDEO: Grosjean faz primeiro teste com Indy e bate em estreia

Artigo anterior

VÍDEO: Grosjean faz primeiro teste com Indy e bate em estreia

Próximo artigo

Haas diz que desistiu de apoio a Grosjean na Indy após acidente: "Não poderia dar-lhe dinheiro para sair e se matar"

Haas diz que desistiu de apoio a Grosjean na Indy após acidente: "Não poderia dar-lhe dinheiro para sair e se matar"
Carregar comentários