Ducati busca moto menos exigente fisicamente para 2017

Paolo Ciabatti, diretor esportivo do time de Borgo Panigale, diz que equipe busca construir uma moto para 2017 que seja menos exigente com o físico dos pilotos

Ducati busca moto menos exigente fisicamente para 2017
Paolo Ciabatti, Ducati Corse Sporting Director
Jorge Lorenzo, Yamaha Factory Racing, Andrea Dovizioso, Ducati Team
Andrea Dovizioso, Ducati Team
Andrea Dovizioso, Ducati Team
Jorge Lorenzo, Yamaha Factory Racing
Jorge Lorenzo, Yamaha Factory Racing
Hector Barbera, Ducati Team
Andrea Dovizioso, Ducati Team
Ducati winglets

Ciente dos pontos fortes de Jorge Lorenzo, os engenheiros da Ducati têm um objetivo na construção da moto para a temporada 2017, quando o espanhol estreia no time de Borgo Panigale: projetar uma moto que seja menos exigente fisicamente.

Embora não tenha sido dito publicamente, há membros dentro da Ducati que estão preocupados com as performances recentes de Jorge Lorenzo, contratado pelo time de Borgo Panigale em abril deste ano.

Apesar das incertezas, a equipe segue trabalhando no desenvolvimento da moto com a qual esperam que o espanhol seja capaz de lutar com Honda e Yamaha no começo da próxima temporada e esperam evitar episódios como os vistos no GP da Grã-Bretanha deste ano.

Em Silverstone, tanto Andrea Dovizioso quanto Andrea Iannone sofreram durante a prova com dores no antebraço durante o contorno das curvas - Iannone relatou que tais dores influenciaram na queda sofrida por ele, que o tirou da disputa.

Com tais indicadores, o departamento técnico da Ducati - sob a batuta de Gigi Dall’Igna, chefe da equipe - tem trabalhado para criar uma moto menos exigente fisicamente, o que foi confirmado por Paolo Ciabatti, diretor esportivo do time.

“Temos ideias, Gigi sabe os pontos fortes e as necessidades de Jorge. No teste de Valência teremos uma ideia mais clara de tudo isso. De qualquer forma, nossa ideia é que a moto não seja apenas para pilotos fortes fisicamente", disse Ciabatti.

“E não falo somente de Jorge, mas de todos os nossos pilotos. A Pramac também terá uma moto 2017 e não queremos reviver situações como a de Silverstone. Ao mesmo tempo, sabemos que um dos pontos fortes de nossa moto é a potência do motor - algo que geralmente requer um esforço físico maior", completou.

compartilhar
comentários
Ducati confirma retorno de Iannone no GP da Malásia
Artigo anterior

Ducati confirma retorno de Iannone no GP da Malásia

Próximo artigo

Aleix Espargaró: nova curva 15 de Sepang "não faz sentido"

Aleix Espargaró: nova curva 15 de Sepang "não faz sentido"
Carregar comentários