MotoGP
18 out
-
20 out
Evento encerrado
25 out
-
27 out
Evento encerrado
01 nov
-
03 nov
Evento encerrado
15 nov
-
17 nov
Evento encerrado

Lorenzo em baixa atrapalha planos da Honda na luta pelo título de equipes

compartilhar
comentários
Lorenzo em baixa atrapalha planos da Honda na luta pelo título de equipes
Por:
29 de out de 2019 14:41

Alberto Puig, chefe da Honda na MotoGP, elogiou Marc Márquez e lamentou fraco desempenho de Jorge Lorenzo na Austrália

O ex-piloto e agora chefe da Honda na MotoGP, Alberto Puig, pediu a Jorge Lorenzo, uma vez que Márquez foi proclamado campeão do mundo na Tailândia, para ajudá-lo a alcançar os dois títulos restantes que completariam a tríplice coroa.

No entanto, o momento ruim vivido por Lorenzo foi um obstáculo alto demais para que o piloto da moto # 99 não conseguisse somar um ponto sequer no Japão, onde a Honda conquistou o título de construtores, e na Austrália. Em Phillip Island, os 25 pontos da vitória de Márquez deixaram a Honda apenas um ponto atrás da Ducati na tabela do campeonato de equipes.

O sucesso de Márquez neste circuito, qualificado por ele mesmo como o melhor de sua etapa na MotoGP, pode levá-lo a conquistar a tríplice coroa praticamente sozinho.

Leia também:

Dos 408 pontos que a equipe Repsol Honda acumula na tabela, 92% (375 pontos) são de Márquez, enquanto os 8% restantes são divididos entre Lorenzo (5,6%) e Stefan Bradl (2,4%), que o substituiu em três das quatro provas que ficou fora por lesão.

Essa proporção varia muito quando comparada à distribuição dos 409 pontos acumulados pela Ducati. Andrea Dovizioso detém 58,6% do total (240 pontos) e Danilo Petrucci, soma os 41,4% restantes (169 pontos), uma relação muito mais compensada.

Questionado sobre a possibilidade de comemorar os três títulos, Puig não ignora o esforço e a entrega de Márquez, que sem dúvida contrasta com a atitude de Lorenzo nas últimas semanas.

“Seria ótimo conseguir a tríplice coroa. Marc está se esforçando muito e conquistar o título da equipe nas atuais circunstâncias seria incrível”, disse Puig, a caminho de Sepang, palco da próxima etapa da MotoGP.

Quer ver Fórmula 2, Fórmula 3, Indy e Superbike de graça? Inscreva-se no DAZN e tenha acesso grátis por 30 dias a uma série de eventos esportivos. Cadastre-se agora clicando aqui. 

"O ponto negativo em Phillip Island é a situação e o resultado obtido por Jorge Lorenzo", acrescenta Puig.

O chefe da HRC, um dos arquitetos da chegada de Lorenzo à Honda neste curso, repetiu de maneira ativa e passiva que a marca da asa dourada não dispensará seu piloto. Isso, no entanto, não significa que o fabricante japonês não espere que o próprio Lorenzo solicite o fim do contrato no final do ano.

Jorge Lorenzo, Repsol Honda Team

Jorge Lorenzo, Repsol Honda Team

Photo by: Gold and Goose / Motorsport Images

Siga o Motorsport.com Brasil no TwitterFacebookInstagram e Youtube.

Próximo artigo
Valentino Rossi pode igualar o pior ano de sua carreira na MotoGP

Artigo anterior

Valentino Rossi pode igualar o pior ano de sua carreira na MotoGP

Próximo artigo

MotoGP: Márquez estuda rivais para traçar estratégias para provas

MotoGP: Márquez estuda rivais para traçar estratégias para provas
Carregar comentários