Lorenzo: Tenho a oportunidade de ressurgir depois de 2 anos difíceis

Tricampeão mundial da MotoGP fala de início de trabalho com Honda e vê nova moto próxima em termos de potência da Ducati

Lorenzo: Tenho a oportunidade de ressurgir depois de 2 anos difíceis

De volta à Espanha depois do fim dos testes de pré-temporada da MotoGP, o próximo compromisso de Jorge Lorenzo é apenas na próxima semana com o GP do Catar, abertura do mundial de 2019.

O piloto lamenta sua condição física atual – que lhe fez testar apenas em um dos dois testes neste ano – mas acha que pode ressurgir com o equipamento que lhe foi dado.

Leia também:

"Eu tenho tido meses muito infelizes nesse sentido", admitiu o piloto da Honda em uma coletiva de imprensa na Lorenzo Indoor, escola de pilotos montada por seu pai, em Madri.

"Comecei com a queda em Aragón, depois quebrou o motor na Tailândia e tive o problema no ligamento da mão esquerda, e quando começamos a treinar no primeiro dia da pré-temporada eu tive um acidente estúpido e quebrei o escafoide. Há muitos meses eu ando com a moto a 70% ou 80% e isso nunca é fácil. A boa notícia é que foi um mês e meio antes do mundial. Espero que seja a minha última lesão deste ano para que possamos melhorar."

Depois de testar o que será o motor da Honda em 2019, Lorenzo acredita que em termos de potencial a fábrica japonesa já esteja no mesmo patamar que a Ducati, que historicamente tem tido o motor mais potente da MotoGP. Márquez estabeleceu a maior velocidade máxima dos três dias em Losail, e isso faz o piloto confiar que terá as armas para alcançar sua melhor versão.

"Parece que a base é boa. Não há muita diferença de motor para a Ducati, que é a referência. A moto é muito compacta e é mais adequada para o meu corpo.”

“A Honda como fábrica é impressionante e pouco a pouco vamos estar melhorando. Estou muito motivado e animado. Eu acho que tenho uma boa chance de andar bem e ressurgir de dois anos difíceis. Eu ainda não estou 100% integrado com a moto, mas uma vez que você colocar todas as peças no lugar as coisas vão começar a dar certo. O importante é não perder a calma e ser constante", finalizou.

Jorge Jorge Lorenzo, Repsol Honda Team

Jorge Jorge Lorenzo, Repsol Honda Team
1/18

Foto de: Gold and Goose / Motorsport Images

Jorge Jorge Lorenzo, Repsol Honda Team

Jorge Jorge Lorenzo, Repsol Honda Team
2/18

Foto de: Gold and Goose / Motorsport Images

Jorge Lorenzo, Repsol Honda Team

Jorge Lorenzo, Repsol Honda Team
3/18

Foto de: Gold and Goose / Motorsport Images

Jorge Lorenzo, Repsol Honda Team

Jorge Lorenzo, Repsol Honda Team
4/18

Foto de: Gold and Goose / Motorsport Images

Jorge Lorenzo, Repsol Honda Team.

Jorge Lorenzo, Repsol Honda Team.
5/18

Foto de: Gold and Goose / Motorsport Images

Jorge Lorenzo, Repsol Honda Team

Jorge Lorenzo, Repsol Honda Team
6/18

Foto de: Gold and Goose / Motorsport Images

Jorge Lorenzo, Repsol Honda Team

Jorge Lorenzo, Repsol Honda Team
7/18

Foto de: Gold and Goose / Motorsport Images

Jorge Lorenzo, Repsol Honda Team

Jorge Lorenzo, Repsol Honda Team
8/18

Foto de: Gold and Goose / Motorsport Images

Jorge Lorenzo, Repsol Honda Team

Jorge Lorenzo, Repsol Honda Team
9/18

Foto de: Repsol Media

Jorge Lorenzo, Repsol Honda Team

Jorge Lorenzo, Repsol Honda Team
10/18

Foto de: Repsol Media

Jorge Lorenzo, Repsol Honda Team

Jorge Lorenzo, Repsol Honda Team
11/18

Foto de: Oriol Puigdemont

Jorge Lorenzo, Repsol Honda Team

Jorge Lorenzo, Repsol Honda Team
12/18

Foto de: Repsol Media

Jorge Lorenzo, Repsol Honda Team

Jorge Lorenzo, Repsol Honda Team
13/18

Foto de: Repsol Media

Jorge Lorenzo, Repsol Honda Team

Jorge Lorenzo, Repsol Honda Team
14/18

Foto de: Repsol Media

Jorge Lorenzo, Repsol Honda Team

Jorge Lorenzo, Repsol Honda Team
15/18

Foto de: Gold and Goose / Motorsport Images

Jorge Lorenzo, Repsol Honda Team

Jorge Lorenzo, Repsol Honda Team
16/18

Foto de: Gold and Goose / Motorsport Images

Jorge Lorenzo, Repsol Honda Team

Jorge Lorenzo, Repsol Honda Team
17/18

Foto de: Repsol Media

Jorge Lorenzo, Repsol Honda Team

Jorge Lorenzo, Repsol Honda Team
18/18

Foto de: Gold and Goose / Motorsport Images

compartilhar
comentários
ANÁLISE: Viñales, Rossi, Márquez e Rins têm melhor ritmo de teste no Catar

Artigo anterior

ANÁLISE: Viñales, Rossi, Márquez e Rins têm melhor ritmo de teste no Catar

Próximo artigo

MotoGP revela detalhes de novo tipo de penalização para 2019

MotoGP revela detalhes de novo tipo de penalização para 2019
Carregar comentários