Meio-irmão de Rossi, Marini deixa VR46 e deve substituir Márquez na Honda; di Giannantonio pode assumir vaga na equipe de 'Vale'

Categoria máxima do motociclismo global vive 'dança das cadeiras' em meio à etapa de Valência, que encerra a temporada 2023; saiba tudo no Motorsport.com

Luca Marini, Equipe de Corrida VR46

Luca Marini, Equipe de Corrida VR46

Gold and Goose / Motorsport Images

Meio-irmão do italiano Valentino Rossi, heptacampeão da MotoGP, o jovem Luca Marini, também da Itália, teve confirmada, neste sábado, sua saída da VR46 Ducati na classe rainha da motovelocidade. Com isso, ele tem caminho aberto para se juntar à Honda em 2024

Caso a transferência se confirme, ele assumirá a vaga que era do espanhol Marc Márquez, hexacampeão da MotoGP e rival de Rossi na categoria. O piloto ibérico vai para a Gresini Ducati, substituindo o italiano Fabio di Giannantonio, que, por ora, não tem moto para o próximo ano.

O editor recomenda:

De todo modo, o fato é que a possível ida de Marini para a Honda deve se tornar mais um passo em sua ascensão meteórica na classe rainha, à qual chegou em 2021 na Avintia, então parceira da VR46. A organização de Valentino, então, entrou na MotoGP como equipe em 2022, quando Luca passou a despontar na MotoGP. Em 2023, o italiano seguiu performando bem, embora aquém do companheiro e compatriota Marco Bezzecchi, mas foi o suficiente para entrar no radar da Honda.

Ele deve, portanto, ser confirmado como o novo companheiro do espanhol Joan Mir, campeão de 2020, na equipe de fábrica da fabricante japonesa. A confirmação do fim do ciclo de Marini com a VR46, time satélite da Ducati e de propriedade de Rossi, veio através de um comunicado.

"A VR46 e Luca Marini anunciam, após seis temporadas de objetivos compartilhados, que não continuarão juntos em 2024. Chegou a hora de ambas as partes buscarem metas e resultados ambiciosos seguindo caminhos diferentes. Toda a gerência, a equipe e as pessoas envolvidas no projeto desejam a Luca o melhor para o seu futuro. Luca entrou para a equipe na Moto2, no final de 2017, e alcançou seus resultados mais prestigiados dentro dessa família", postou o esquadrão.

Luca Marini, VR46 Racing Team

Foto de: Gold and Goose / Motorsport Images

Luca Marini, Equipe VR46 Racing

Na MotoGP, Marini tem duas poles, quatro pódios em corridas sprint e dois top 3s em provas principais disputadas aos domingos -- um segundo lugar no GP das Américas de 2023, em Austin (EUA), e um terceiro lugar no Catar, na semana passada.

A vaga de Marini na VR46 parece estar na mira de dois pilotos: um deles é o próprio di Giannantonio, com o concorrente mais especulado sendo o também italiano Tony Arbolino, da Moto2. Um dos 'cartolas' que tomarão a decisão é justamente 'Vale', o antigo #46 da MotoGP.

Be part of Motorsport community

Join the conversation
Artigo anterior MotoGP: Martín vence e coloca fogo no campeonato antes da decisão
Próximo artigo MotoGP: Viñales é punido e Bagnaia herda pole na decisão

Top Comments

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Sign up for free

  • Get quick access to your favorite articles

  • Manage alerts on breaking news and favorite drivers

  • Make your voice heard with article commenting.

Motorsport prime

Discover premium content
Assinar

Edição

Brasil