MotoGP: Dovizioso crê que campeonato de 2024 será uma ‘Ducati Cup’

Italiano garantiu que temporada será caracterizada por uma briga pelo título entre as Ducati, além de comentar contratação de Luca Marini pela Honda

Marc Marquez, Gresini Racing, Francesco Bagnaia, Equipe Ducati

Gold and Goose / Motorsport Images

A temporada de 2024 da MotoGP se tornará uma ‘Ducati Cup’? É o que acredita o veterano Andrea Dovizioso, que encerrou a carreira na categoria máxima em 2022. Os italianos voltarão a ter quatro equipes com suas motos este ano, sendo a equipe de fábrica e a Pramac Racing com a atual desmosedici GP24, enquanto as satélites Gresini e VR46, que terão o modelo GP23, com o qual Pecco Bagnaia conquistou o título mundial e Jorge Martín foi o vice-campeão.

Leia também:

Além da moto, que há anos é a mais competitiva e consistente da MotoGP, a Ducati também reforçou a sua escalação de pilotos para a temporada de 2024. Ninguém menos que Marc Márquez, hexacampeão da MotoGP, vai agora pilotar uma das máquinas de Borgo Panigale, depois de 11 temporadas na Honda. Em troca, Luca Marini deixou a estrutura do irmão, Valentino Rossi, no inverno, e terá pela frente a não fácil tarefa de seguir os grandes passos do piloto espanhol na equipe japonesa.

Dovi, que foi piloto oficial da Honda e da Ducati em sua carreira na MotoGP, ficou impressionado com a mudança de Luca Marini. No entanto, ele não acredita que o recém-chegado possa fazer algo contra o exército de Borgo Panigale em 2024: “A temporada que está prestes a começar será claramente caracterizada pela Ducati contra a Ducati, e por vários motivos”.

"Eles têm muitos pilotos fortes. E mais, todos os seus contratos estão chegando ao fim. Isso terá um grande impacto na batalha pelo campeonato e até elevará o nível", disse Dovizioso em entrevista à Sky Sport Italia.

Os últimos anos demonstraram que, quando é necessário assinar novos acordos, já não esperamos até pouco antes de o atual expirar. No cenário da MotoGP tornou-se norma os pilotos assinarem contratos de dois anos e definirem seu destino no início da temporada final do acordo anterior, se não antes.

Segundo o italiano, isto significará que as estrelas da MotoGP “vão esforçar-se e arriscar ainda mais na próxima temporada de 2024, especialmente na primeira parte do ano”.

O piloto de Forlimpopoli, que foi vice-campeão da categoria rainha em três ocasiões e venceu 15 provas, correu na equipe oficial da Ducati de 2013 a 2020. Antes, foi um dos titulares da Honda de 2009 a 2011, e isso é onde Luca Marini se torna seu sucessor por ser o primeiro com essa nacionalidade desde 'Dovi' a pisar na HRC.

Dovizioso acredita que a mudança pode funcionar para o seu jovem compatriota, mas que levará algum tempo para se adaptar: “Conheço-o como um piloto muito metódico e preciso, mas, sem dúvida, levará tempo."

A decisão de Marini de deixar o ninho da VR46-Ducati para ingressar na Honda merece o respeito do piloto italiano: “Ele tinha uma moto competitiva e sabia que poderia se sair bem com ela. E mostra que quer seguir um caminho diferente, o de líder.”

Rico Penteado e Felipe Motta comentam Hamilton na Ferrari

Watch: Rico Penteado e Felipe Motta comentam Hamilton na Ferrari

Podcast #269 – O que esperar da pré-temporada 2024 da F1?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior MotoGP: Honda LCR apresenta motos de Zarco e Nakagami para 2024; veja máquinas
Próximo artigo MotoGP: Aprilia revela pintura para temporada de 2024

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil