MotoGP: Após crise, Yamaha rompe com Viñales com efeito imediato

Piloto espanhol vai correr pela Aprilia na temporada 2022 da categoria rainha da motovelocidade mundial; saiba mais

MotoGP: Após crise, Yamaha rompe com Viñales com efeito imediato

A Yamaha anunciou nesta sexta-feira o rompimento total com o piloto espanhol Maverick Viñales com efeito imediato após a suspensão ao competidor no GP da Áustria de MotoGP na semana passada.

Depois de ter tentado danificar deliberadamente o motor de sua M1 durante as voltas finais do GP da Estíria no Red Bull Ring, a Yamaha suspendeu Viñales e retirou o piloto do GP da Áustria , a etapa seguinte. Viñales mais tarde se desculpou publicamente com a Yamaha, atribuido suas ações pela crescente frustração com sua situação durante a corrida e na equipe Yamaha em geral.

O editor recomenda:

O vencedor de nove GPs da MotoGP já iria se separar da Yamaha no final da temporada 2021, depois de solicitar que seu contrato de dois anos fosse rescindido mais cedo, já que a relação entre as duas partes se deteriorou irreparavelmente.

Na quarta-feira, o Motorsport.com informou que a Yamaha não permitiria que Viñales corresse o GP da Grã-Bretanha no próximo fim de semana, mas a Yamaha agora confirmou que ambas as partes se separaram com efeito imediato.

O patrão da Yamaha, Lin Jarvis, disse: “Em Assen (na Holanda), a Yamaha e Viñales já anunciaram a decisão mútua de encurtar o seu contrato original de 2021 e 2022 e terminá-lo no final de 2021."

“O piloto e a equipe assumiram o compromisso de continuar até ao final da presente época, com a equipe a garantir o seu apoio total e o piloto a dar o seu máximo para que pudéssemos terminar o projeto 'com estilo'. Lamentavelmente, no GP da Estíria, a corrida não terminou bem e, consequentemente, após profunda consideração por ambas as partes, a decisão mútua tomada, que será melhor para ambas as partes, é encerrar a parceria mais cedo."

“A separação antecipada irá libertar o piloto para seguir a direção que escolher para o futuro e também irá permitir à equipe concentrar os seus esforços nas restantes corridas da temporada 2021 com um piloto substituto - ainda a ser determinado.

“Gostaria de expressar a sincera gratidão da Yamaha a Maverick. A Yamaha vai continuar a guardar as boas memórias e apreciar o trabalho que ambas as partes colocaram nos 4,5 anos passados ​​juntos que nos trouxeram oito vitórias, 24 pódios e dois terceiros lugares na classificação geral de pilotos de 2017 e 2019. Desejamos a Maverick tudo de melhor em seus empreendimentos futuros.”

Maverick Vinales, Yamaha Factory Racing

Maverick Vinales, Yamaha Factory Racing

Photo by: Gold and Goose / Motorsport Images

Embora um piloto substituto esteja “ainda por determinar”, o testador da Yamaha Cal Crutchlow vai correr com a moto de fábrica em Silverstone, com o piloto de Moto2 Jake Dixon pronto para estrear na MotoGP na SRT como substituto do lesionado Franco Morbidelli.

Viñales, que se juntou à Yamaha em 2017 e conquistou oito das suas nove vitórias com a marca, disse num comunicado que “terá sempre um grande respeito” pela Yamaha. Esta é a primeira vez que um piloto se separa de uma equipe com efeito imediato desde que a KTM 'expulsou' Johann Zarco da equipe de fábrica após o GP de San Marino 2019. Vinales ingressará na Aprilia em 2022, após assinar contrato de um ano com a marca com opção para 2023.

Seu súbito fim de laços com a Yamaha o deixa livre para correr em outro lugar se a oportunidade surgir, o que significa que as portas estão abertas para Viñales fazer sua estreia na corrida com a Aprilia em 2021, se a marca assim desejar.

F1: Saiba detalhes da REUNIÃO SECRETA que poderia sacramentar SENNA na FERRARI dias antes de morrer

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST: Qual piloto merece uma segunda chance na F1?

 

 

.

compartilhar
comentários
MotoGP revisa calendário com cancelamento de GP da Malásia; veja

Artigo anterior

MotoGP revisa calendário com cancelamento de GP da Malásia; veja

Próximo artigo

MotoGP: Crutchlow correrá pela Yamaha em Silverstone e novato vai para SRT; saiba nome

MotoGP: Crutchlow correrá pela Yamaha em Silverstone e novato vai para SRT; saiba nome
Carregar comentários