MotoGP GP da Itália

MotoGP: Quedas constantes com Honda afetam lado mental, diz Marc Marquez

Seis vezes campeão da principal categoria da motovelocidade, espanhol vem de quedas consecutivas na temporada 2023

Marc Marquez, Repsol Honda Team

A Honda tem tido uma temporada muito difícil em 2023 na MotoGP, com apenas uma vitória de Alex Rins em Austin e um pódio de corrida Sprint em Portugal para Marc Marquez como melhores momentos do ano.

Em Mugello, Joan Mir foi forçado a abandonar o final de semana após uma queda durante os treinos livres, enquanto Rins precisou passar por uma cirurgia após fraturar a perna em incidente durante a Sprint Race.

O editor recomenda:

Marquez, que foi o sétimo na Sprint, lutava pelo pódio nesse domingo, mas caiu na volta seis quando estava em quarto. É a terceira queda dele em corridas principais no ano, após cair quando estava em segundo no GP da França e fraturar o polegar após acidente em Portugal.

Perguntado se poderia interromper essa série negativa em Sachsenring na próxima semana, Marc respondeu: "Vamos ver. Não chegaremos em Sachsenring em nosso melhor momento. Estamos com muitas dificuldades no momento e isso tem sido difícil, assim deve ser em Sachsenring", completou.

"Mas vamos chegar lá e tentar fazer o nosso final de semana e no sábado entenderemos onde estaremos. Aqui [Mugello] e Le Mans acontece o mesmo, estávamos mais perto do que esperávamos, mas o problema é que estamos assumindo muitos riscos. O problema é que nós caímos mais uma vez", prosseguiu.

"Isso é difícil pelo lado mental, mas seguimos. Eu sigo acelerando e não ligo para o resto. Eu apenas sigo por mim mesmo, pois eu sei o que eu posso fazer. Fiz isso no passado e espero poder fazer no futuro", pontou Marquez.

Marc Marquez, Repsol Honda Team

Marc Marquez, Repsol Honda Team

Photo by: Gold and Goose / Motorsport Images

Enquanto as quedas tem sido comuns para o pilotos da Honda nesse ano, Marquez admite que o abandono em Mugello não foi esperado. "Eu não esperava terminar a corrida dessa forma, especialmente no começo, pois eu estava controlando bastante nessa prova. Eu usei pneus macios [na traseira], mas eu não ataquei no início para manter borracha. Eu sei que minha posição era sexto ou sétimo e eu estava pilotando melhor", destacou.

"Eu tive um problema na largada, perdi muitas posições - não por erro meu, esse foi um problema que aconteceu ontem [na sprint]. Depois a queda, um grande abalo... assim como na primeira volta, tive uma freada forte na curva 10 e eu quase cai e não entendi isso, como aconteceu em Portimão".

"Eu tive outra freada forte na curva 15 e já estava pelo lado de fora, onde errei. Estava na parte suja, fora da tangente e perdi a frente", finalizou.

Aston-Honda na F1 2026: Detalhes, impacto para RBR/Mercedes e o fator Alonso

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast #233 - Leclerc ou Pérez: quem passou mais vergonha nas últimas provas?

 

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior MotoGP: confira como ficou a classificação após o GP da Itália
Próximo artigo MotoGP: Honda confirma ausências de Mir e Rins no GP da Alemanha

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil