MotoGP - Márquez: "Não tenho como pensar em vitória na Alemanha"

Hexacampeão diz ser certa a queda da sequência de vitórias em Sachsenring e que será "um bom dia" se terminar no top 5

MotoGP - Márquez: "Não tenho como pensar em vitória na Alemanha"

Marc Márquez não é derrotado em Sachsenring desde a sua primeira temporada nas 125cc em 2009 até a última corrida no circuito em 2019. Muitos previram antes do fim de semana que ele conseguiria manter a sequência e garantir um triunfo que não vem desde a lesão no braço que o tirou do último campeonato, já que o traçado anti-horário da pista é menos exigente.

O próprio piloto da Honda esperava que a etapa fosse sua primeira “sem limitações físicas”, embora admitisse depois da corrida de sexta-feira que tinha sofrido mais do que esperava.

Leia também:

Apesar de mostrar um forte ritmo de corrida no TL4 no sábado e se qualificar em quinto para a etapa da França, a apenas três décimos do pole Johann Zarco, Márquez diz que "não pode pensar na vitória porque não tem como levá-la".

Questionado sobre o fim da sua sequência de poles em Sachsenring, o hexacampeão da MotoGP disse: “Não me senti mal por não ter conseguido a primeira colocação porque nada apontava para isso. Vindo de dois circuitos onde quase nem cheguei ao Q2."

“A sequência de poles acabou e amanhã a sequência de vitórias acabou. Não estamos aqui para vencer, mas vamos ver se podemos ficar mais à frente, que é o objetivo", completou.

Ele acrescentou: “Não podemos pensar na vitória porque não há caminho para consegui-la. Os cinco primeiros é um objetivo real, mas que também lutaremos um pouco. O pódio não está completamente fora de questão, mas tem que ser a corrida perfeita, o que às vezes é difícil de conseguir.”

Marc Marquez, Repsol Honda Team

Marc Marquez, Repsol Honda Team

Photo by: Gold and Goose / Motorsport Images

Márquez acredita que Zarco, Fabio Quartararo (2º) e Miguel Oliveira (6º) “têm melhor ritmo” do que ele, e admite que terminar o mais próximo possível dos cinco primeiros "seria um bom dia", enquanto observa que a Honda não é tão boa em Sachsenring em 2021 como foi no passado.

“Sendo otimista e ao mesmo tempo realista, terminar entre os cinco primeiros seria um grande resultado. Com a Honda temos muitas quedas e vamos ao limite."

“Estamos melhores neste circuito, mas não como nos outros anos, onde éramos mais rápidos do que os restantes", completou.

F1 2021: VERSTAPPEN é pole, HAMILTON é 2º e Regi Leme passa mal, perdendo transmissão; saiba mais

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

TELEMETRIA: O que esperar do GP da França com RICO PENTEADO

 

compartilhar
comentários
MotoGP: Zarco diz que adrenalina "estava alta" com queda e fumaça

Artigo anterior

MotoGP: Zarco diz que adrenalina "estava alta" com queda e fumaça

Próximo artigo

MotoGP: Márquez segura investida de Oliveira e vence o GP da Alemanha, chegando a 11 vitórias consecutivas no Sachsenring

MotoGP: Márquez segura investida de Oliveira e vence o GP da Alemanha, chegando a 11 vitórias consecutivas no Sachsenring
Carregar comentários