MotoGP: Márquez revela que estava "completamente exausto" na luta pela vitória em Le Mans

Espanhol comentou também disputa "estranha" com Di Giannantonio durante a prova deste domingo

Jorge Martin, Pramac Racing

Foto de: Gold and Goose / Motorsport Images

Marc Márquez revelou que estava "completamente exausto" quando chegou à luta pela vitória no GP da França de MotoGP, depois de sair do 13º lugar no grid, terminando a prova deste domingo em 2º.

O piloto da Gresini Ducati passou por uma qualificação difícil, sendo eliminado no Q1, mas se recuperou de forma brilhante na corrida para terminar em segundo lugar, tanto na sprint do sábado quanto no GP do domingo.

Leia também:

Márquez precisou de 17 voltas no GP para chegar à posição de pódio, antes de neutralizar uma diferença de dois segundos para alcançar o vencedor Jorge Martin e Francesco Bagnaia.

Embora tenha terminado em segundo lugar depois de uma ultrapassagem na última volta sobre Bagnaia, Márquez admitiu depois que "não estava convencido" de que poderia lutar pela vitória quando alcançou os líderes.

"Hoje eu não estava convencido, porque quando cheguei até eles, estava completamente exausto", disse Marquez, marcando seu segundo pódio de grande prêmio no 1000º GP da Gresini. "Eu estava pressionando durante toda a corrida, sem tempo para relaxar, e então cheguei até eles e tentei atacar".

"Mas então eu disse 'hmm, não estou me sentindo bem agora na moto'. E vi que Pecco também tinha uma boa aceleração. Então, foi difícil encontrar o ponto de ultrapassagem porque ele também estava se defendendo bem na curva 3. Mas na última volta eu disse: "Vou estar lá para ver se acontece alguma coisa".

"Vi que Pecco não estava atacando Martin, então saí bem da curva 8 e tentei na curva 9. Consegui parar bem".

Márquez acredita que teria tido uma chance melhor de vencer o GP da França se não tivesse se envolvido em uma batalha "estranha" pelo terceiro lugar com o piloto da VR46, Fabio Di Giannantonio.

"A briga naquelas voltas foi estranha porque, às vezes, você precisa entender em que parte da corrida você está e, se algum piloto está vindo de trás, você não pode perder dois segundos ali porque perdemos 1,5s naquela chicane com um contato; eu já tinha a posição", acrescentou.

"Mas eu esqueci [essa batalha depois] e continuei, e tivemos um ritmo incrível. É verdade que, sem essa batalha, eu teria mais chances porque teria mais voltas atrás deles. Mas esse segundo lugar, hoje, foi mais do que melhor".

TIRO NO PÉ? MotoGP mexe em motor, aerodinâmica e mais para 2027: FAUSTO analisa | Prévia de Le Mans

Faça parte do Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube

PÓDIO CAST #9 - Tudo sobre as novas regras da MotoGP para 2027 e a prévia do GP da França

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte do nosso canal no WhatsApp: clique aqui e se junte a nós no aplicativo!

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior MotoGP: Martín segura Márquez e Bagnaia em batalha alucinante e vence o GP da França
Próximo artigo MotoGP: Após vitória na França, Martín "não tem nada a provar" para Ducati sobre vaga de 2025

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil