MotoGP
15 out
Evento encerrado
16 out
Evento encerrado
23 out
Evento encerrado
R
GP da Austrália
23 out
Canceled
R
GP da Malásia
29 out
Canceled
R
GP da Europa
06 nov
Próximo evento em
9 dias
R
GP de Valência
13 nov
Próximo evento em
16 dias
R
GP de Portugal
20 nov
Próximo evento em
23 dias

MotoGP: Quartararo admite que “não há como substituir” Rossi na Yamaha

compartilhar
comentários
MotoGP: Quartararo admite que “não há como substituir” Rossi na Yamaha
Por:

Rossi vai ocupar o lugar de Quartararo na Petronas Yamaha na próxima temporada e o francês chegará à equipe de fábrica Yamaha em 2021

Piloto francês da MotoGP, Fabio Quartararo admitiu que “não há como substituir” Valentino Rossi quando chegar à equipe de fábrica da Yamaha em 2021 e está simplesmente "pegando sua moto”.

Nove vezes campeão mundial, Rossi vai ocupar o lugar de Quartararo na Petronas Yamaha na próxima temporada, depois de assinar um contrato de um ano com a Yamaha e a equipe malaia, com o acordo final sendo anunciado na semana passada, durante o GP da Catalunha.

Leia também:

A contratação de Quartararo pela Yamaha foi um dos primeiros movimentos do mercado de pilotos do ano. A montadora se mexeu em meio ao grande interesse da Ducati pelo novato sensação de 2019, enquanto Rossi tinha planos de de avaliar seu desempenho nas rodadas iniciais antes de tomar uma decisão sobre seu futuro.

O acordo de Quartararo com a Yamaha para ser parceiro de Maverick Viñales na equipe de fábrica vai até 2022.

Em uma entrevista exclusiva ao Motorsport.com, Quartararo disse que estava “satisfeito” em Janeiro por a Yamaha ter acreditado nele para o seu futuro - mas sente que “ninguém pode tocar” no “lugar” de Rossi.

“Fiquei bastante surpreso porque fizemos a escolha bem rápido no início do ano,” disse Quartararo quando questionado se a Yamaha o contratando em vez de Rossi aumentava sua confiança.

“Até o final do ano passado. Mas foi bom. [Estou] muito feliz que a Yamaha acredite em mim pelos próximos dois anos em sua equipe. Então, vai ser estranho ter a moto de Vale - não o lugar - a moto”.

“Então, [estou] muito feliz, mas precisamos continuar nos concentrando neste ano para estarmos em posição de enfrentar os grandes prêmios. Para mim, não tenho como substituir ele porque Valentino é o Valentino. Estou pegando a moto dele, claro que será uma moto nova".

“Mas eu não vou ocupar o lugar dele. Seu lugar ainda está lá porque ele fez história com a Yamaha. Acho que eles passaram cerca de 10 anos juntos. Então, para mim, o lugar de Valentino, ninguém pode tocá-lo e eu estou apenas pegando a moto dele, e seu lugar ficará lá para sempre”.

Rossi receberá suporte total de fábrica e paridade de máquina com Quartararo e Viñales no próximo ano. Ele pressionou para que sua equipe atual viesse com ele da Yamaha, mas só poderá trazer o chefe de equipe David Muñoz, o analista de dados Matteo Flamigni e o piloto técnico Idalio Gavira com ele.

O acordo de Rossi é de apenas um ano, em vez do 1 + 1 que ele originalmente solicitou, com o chefe da Yamaha, Lin Jarvis, explicando no último fim de semana que isso foi resultado de um “tecnicismo”, já que a marca japonesa atualmente não tem um acordo em vigor com a MotoGP ou com a Petronas após 2021.

Quartararo lidera a classificação mundial de 2020 da MotoGP depois de garantir sua terceira vitória do ano no final de semana passado na Catalunha, enquanto Rossi admite que suas esperanças de título estão "fechadas" depois que uma queda enquanto estava em segundo o deixou 50 pontos atrás.

Chefe da Red Bull diz que carro atual da Mercedes é o “MAIS COMPLETO” da era moderna da F1

PODCAST: Kimi Raikkonen, 'apenas' um grande personagem ou um verdadeiro campeão?

 

MotoGP: Ducati confirma duplas para 2021 com Bagnaia ao lado de Miller na equipe oficial e nomes da Moto2

Artigo anterior

MotoGP: Ducati confirma duplas para 2021 com Bagnaia ao lado de Miller na equipe oficial e nomes da Moto2

Próximo artigo

Após confirmações da Ducati, veja o mercado da MotoGP para 2021

Após confirmações da Ducati, veja o mercado da MotoGP para 2021
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria MotoGP
Pilotos Valentino Rossi , Fabio Quartararo
Equipes Movistar Yamaha MotoGP
Autor Lewis Duncan