MotoGP: Yamaha elogia "positividade" que Quartararo trouxe para a equipe

Membros da equipe japonesa destacam que francês chegou à MotoGP com "cabeça aberta" e sem ser "uma diva", facilitando sua adaptação

MotoGP: Yamaha elogia "positividade" que Quartararo trouxe para a equipe

Segundo a Yamaha, o novo campeão da MotoGP, Fabio Quartararo, trouxe "uma grande dose de positividade" à equipe, e "não é uma diva", ajudando a melhorar a forma da equipe japonesa após um complicado 2020.

Quartararo garantiu seu primeiro título na MotoGP em Misano, no GP da Emilia Romagna do último domingo, após seu rival Francesco Bagnaia, cair a cinco voltas do fim, selando a disputa a favor do francês.

Leia também:

Com isso, Quartararo tornou-se o primeiro francês campeão na categoria rainha do Mundial de Motovelocidade, tendo feito isso apenas em sua terceira temporada. Vários atuais e ex-colegas prestaram homenagens ao piloto após o triunfo, dando à Yamaha seu primeiro título desde Jorge Lorenzo em 2015.

"Fabio veio para a MotoGP sem conseguir se destacar na Moto2", disse Diego Gubellini, chefe de pessoal, que seguiu Quartararo para a equipe oficial da Yamaha após trabalhar com ele na Petronas SRT.

"Isso o livrou da pressão, dando a ele a liberdade necessária para entender que o importante era conhecer a moto e se adaptar, antes de fazer grandes mudanças. E para a Yamaha, isso foi de grande ajuda".

"Fabio é um piloto com o qual se trabalha muito bem. Entre outras coisas, ele assume a sua parte de culpa quando ele é culpado. Ele é fácil de lidar porque ele é assim. Ele é bem educado no dia a dia, não é uma diva".

Lin Jarvis, chefe da Yamaha, concordou com a visão de Gubellini sobre Quartararo, acrescentando que, além de suas capacidades como piloto, o francês trouxe uma "positividade" à equipe. Jarvis também disse que a natureza afável do francês faz com que ele não tenha inimigos na MotoGP, apenas rivalidades de pista que o fazem entregar o melhor de si.

"Pessoalmente, essa é uma de suas forças. Ele é um bom garoto, capaz de ir muito rápido em uma moto, além de ser agressivo no momento certo. Mas, além disso, ele traz uma grande dose de positividade".

"Alguns pilotos precisam de um inimigo para dar o seu melhor, para se empoderar, em busca de destruir seus rivais, mas Fabio não. Ele não precisa de inimigos. Ele precisa apenas de rivais, e por isso que eu acho que ele seja tão popular entre os pilotos".

World Champion Fabio Quartararo, Yamaha Factory Racing

World Champion Fabio Quartararo, Yamaha Factory Racing

Photo by: Dorna

Ex-chefe de Quartararo na SRT, Wilco Zeelenberg comparou o francês a Lorenzo, outro campeão com o qual trabalhou na MotoGP, explicando que Fabio pode ser mais cabeça aberta e adaptável em comparação ao espanhol.

"Ele é alguém muito fácil de se trabalhar. Jorge sabia o que queria. O resto não importava para ele. Fabio é muito diferente. Ele tem uma cabeça aberta e isso o dá uma grande capacidade de adaptação".

"Entenda, ele também tem sua cota de ego, porque ele quer vencer os demais e odeia perder. Mas, ao mesmo tempo, ele é muito respeitoso, o que é algo excepcional nesse ambiente".

F1: Saiba SEGREDO da RED BULL em ‘VIRADA’ sobre MERCEDES para título de 2021

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #141 – É o fim da linha para Mercedes e Hamilton após GP dos EUA?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
MotoGP: Quartararo opta por manter número 20 em 2022: "Estou longe de ser o 1"
Artigo anterior

MotoGP: Quartararo opta por manter número 20 em 2022: "Estou longe de ser o 1"

Próximo artigo

MotoGP: Vitória de Márquez em Misano foi a mais importante após lesão de 2020, segundo piloto

MotoGP: Vitória de Márquez em Misano foi a mais importante após lesão de 2020, segundo piloto
Carregar comentários