Perto de aposentadoria da MotoGP, Rossi diz que carreira com carros não será "só por diversão"

Doutor garante que lutará por vitórias independente da categoria que seguir após seu último ano nas motos; endurance e rally são cogitados

Perto de aposentadoria da MotoGP, Rossi diz que carreira com carros não será "só por diversão"

Valentino Rossi sugeriu que sua carreira pós-MotoGP não será apenas para diversão, observando que "nunca corre somente por isso” se for um “piloto de verdade”. Depois de 26 temporadas na categoria rainha do motociclismo, o lendário italiano vai se aposentar no final da temporada de 2021 - algo que anunciou na quinta-feira. antes da etapa da Estíria.

O nove vezes campeão mundial expressou anteriormente o desejo de correr com carros GT3 na conclusão de sua carreira com motos, tendo conquistado pódios em eventos como as 12 Horas do Golfo em uma Ferrari 488 GT3 em 2019 e 2021. Além de não esconder suas ambições de correr nas 24 Horas de Le Mans no futuro.

Leia também:

Questionado pelo Motorsport.com se ele tinha algum objetivo nesta fase para a sua carreira no automobilismo, Rossi respondeu: "Sim, adoro correr com carros, comecei com um kart porque Graziano [seu pai] tinha medo de corridas de moto porque havia muitos acidentes e ele achava que os veículos eram um pouco mais seguros."

"Então, depois de dois ou três anos com um kart, experimentei um miniciclo e depois felizmente corri com motos porque não sei se com carros eu poderia ter conseguido os mesmos resultados. Foi uma boa escolha. De qualquer maneira, ficou em meu coração."

“Durante a carreira sempre tentei melhorar meu jeito em quatro rodas, correndo sempre e rodando alguns quilômetros para estar pronto neste momento. Não sei o meu nível é o mesmo que com as motos, mas você nunca corre apenas por diversão. Se você for um piloto de verdade, corre para ser forte, vencer e tentar ter um bom resultado."

No entanto, o Doutor despistou sobre qual será o próximo passo: "Sinceramente, no momento não sei em quais carros ou corridas. Eu disse que queria participar das 24 Horas de Le Mans e permanecer correndo ao redor do mundo, então acho que posso aproveitar."

Valentino Rossi, Kessel Racing Ferrari 488 GT3

Valentino Rossi, Kessel Racing Ferrari 488 GT3

Photo by: Valentino Rossi

Além das 12 Horas do Golfo, Rossi também disputou três eventos do WRC em 2002, 2006 e 2008, tendo como melhor resultado o 11º no Rally da Nova Zelândia em 2006 em um Subaru Impreza WRC04.

O italiano também testou carros de Fórmula 1 da Ferrari em várias ocasiões durante os anos 2000 e considerou seriamente fazer uma troca em 2007 antes de permanecer no MotoGP com a Yamaha.

Ele conduziu um carro da categoria máxima pela última vez em 2019 no Circuito Ricardo Tormo, na Espanha, assumindo o volante da Mercedes de 2017 de Lewis Hamilton como parte de uma troca de pilotos que também viu o heptacampeão experimentar uma Yamaha do Doutor pela primeira vez.

EXCLUSIVO: BURTI rompe silêncio sobre F1: Hamilton é MAIS LIMPO que campeões como SENNA e SCHUMACHER

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST: Qual piloto merece uma segunda chance na F1?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
MotoGP: Mir atribui luta pela vitória na Estíria a atualização da Suzuki; entenda
Artigo anterior

MotoGP: Mir atribui luta pela vitória na Estíria a atualização da Suzuki; entenda

Próximo artigo

MotoGP: Yamaha suspende Viñales do GP da Áustria e sugere que ele tentou "explodir" próprio motor

MotoGP: Yamaha suspende Viñales do GP da Áustria e sugere que ele tentou "explodir" próprio motor
Carregar comentários