MotoGP
18 out
-
20 out
Evento encerrado
25 out
-
27 out
Evento encerrado
01 nov
-
03 nov
Evento encerrado
15 nov
-
17 nov
Evento encerrado

Puig: Márquez é tão feroz como um jovem, mas com mais experiência

compartilhar
comentários
Puig: Márquez é tão feroz como um jovem, mas com mais experiência
Por:
26 de dez de 2018 17:35

Diretor da HRC analisa evolução do pentacampeão da MotoGP desde sua estreia em 2008

Marc Márquez fez sua estreia no mundial de motovelocidade em 2008, já vestindo as cores da Repsol e em uma equipe comandada por Alberto Puig. Em seu primeiro ano, com apenas um metro e meio de altura e 46 kg, o piloto já surpreendeu o mundo. Em Donington - em que foi apenas sua sexta corrida - ele conseguiu seu primeiro pódio, sendo o mais jovem a conseguir tal feito. Um grande êxito se você levar em conta que naquele ano ele perdeu as duas primeiras corridas se recuperando das fraturas em um dos braços durante os testes de pré-temporada que aconteceram em Jerez 15 dias antes do início do campeonato.

Uma década depois, os destinos de Puig e Márquez mais uma vez se cruzaram com a saída de Livio Suppo como diretor da HRC. Em seu primeiro ano trabalhando juntos na MotoGP, o ex-piloto foi elogiado pelo chefe, que tem sido um piloto chave para obter os títulos de pilotos, fabricantes e equipes.

"Aquele pequeno Marc que era um animal de verdade na moto e é assim hoje em dia, mas agora com mais experiência e maturidade", explicou Puig em entrevista ao jornal La Vanguardia.

"Ao subir na moto é um verdadeiro matador, que é o que deveria ser. Ele ainda tem espaço para crescimento. Ela coloca mais de tudo do que o resto. É um cara muito fácil. Ele diz as coisas como você as vê, não finge ser quem não é, tem a humildade e a curiosidade de ouvir, aprender e respeitar, permite que você dê o seu ponto de vista e ouça, mas você não ensina nada a ele."

Em 2019 Márquez irá enfrentar um novo desafio na sua carreira, o de ter Jorge Lorenzo ao seu lado e com a mesma moto, algo que Puig acredita ser um incentivo para ver uma versão ainda melhor do #93.

"Independentemente de sua rival, vai ir com tudo. Lorenzo está na equipe e não acho que é um problema. Eles são dois pilotos de alto padrão, dois campeões ambiciosos, coincidindo na garagem. Se ele se encaixar, isso fará com que o nível aumente. Marc terá que encontrar uma maneira de ir mais rápido, de modo que Jorge pode ser um catalisador para ele", diz ele.

O diretor da HRC terá uma equipa dos sonhos no papel, mas antes de brilhar com a Honda, Lorenzo terá que se adaptar a uma moto que no ano passado foi muito competitiva nas mãos de Márquez.

"Lorenzo assumiu o risco e o desafio de chegar a este time diz muito sobre ele, mostra coragem, e tem a ambição de estar no mais alto nível, ele terá que se acostumar com isso, a Honda não é uma moto fácil. Faremos tudo o que pudermos para que ele se adapte rapidamente.”

Próximo artigo
Espargaró: Má forma da Aprilia me fez perder confiança

Artigo anterior

Espargaró: Má forma da Aprilia me fez perder confiança

Próximo artigo

Redding detona pilotos pagantes da MotoGP

Redding detona pilotos pagantes da MotoGP
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria MotoGP
Pilotos Marc Marquez Compre Agora
Autor Carlos Guil Iglesias