Audi vai deixar a Fórmula E após o término da próxima temporada

Montadora alemã encerrará projeto na categoria elétrica para se focar na volta aos carros esportivos na classe LMDh

Audi vai deixar a Fórmula E após o término da próxima temporada
Carregar reprodutor de áudio

Uma das principais montadoras da Fórmula E, a Audi deve deixar a categoria de monopostos elétricos no fim da próxima temporada a fim de retornar às corridas de carros esportivos e protótipos com um projeto para a classe LMDh.

A escolha aumenta a perspectiva de a Audi retornar às 24 Horas de Le Mans, onde obteve 13 vitórias entre 2000 e 2014 antes de abandonar seu projeto na classe LMP1 após a corrida de 2016, na sequência do escândalo 'dieselgate' da Volkswagen.

O editor recomenda:

No entanto, as novas regras da classe LMDh, que farão sua estreia em 2022 no Campeonato Mundial de Endurance (WEC) e em 2023 na IMSA, campeonato de endurance dos Estados Unidos, atraíram a marca alemã de volta às corridas de carros esportivos.

Um anúncio oficial da Audi é esperado ainda nesta segunda-feira, embora não esteja claro em que ano a marca lançará seu projeto LMDh e onde exatamente irá correr. Se voltar ao WEC, enfrentará seus ex-rivais da LMP1, Toyota e Peugeot. Marca 'irmã' da Audi, a Porsche também está avaliando formalmente um retorno ao WEC com um carro LMDh próprio, tendo abandonado a categoria um ano depois da Audi, em 2017.

O retorno da Audi às corridas de carros esportivos encerrará seu programa de Fórmula E, que chegará ao fim no final da 7ª temporada. A Audi está presente na Fórmula E desde o início da categoria na temporada 2014/15, mas foi apenas no quarto campeonato, em 2017, que a montadora germânica transformou a equipe Abt em um time totalmente dirigido pela fábrica alemã.

Campeã de pilotos com Lucas di Grassi e vencedora entre as equipes em um campeonato, o futuro da Audi na F-E parecia seguro, mas o Motorsport.com apurou que os chefes da fabricante sentem que a categoria já cumpriu seu propósito, agora que o mundo começou a mudar para os carros elétricos. O competidor brasileiro segue na marca na temporada 2020/2021, tendo como companheiro o alemão René Rast.

Audi também vai correr no Dakar

A Audi também anunciou que vai competir no Rally Dakar, o mais importante do mundo, pela primeira vez em 2022 com um protótipo elétrico. Embora os detalhes sejam escassos no momento, a Audi diz que seu 'conceito de direção alternativo combina um sistema de transmissão elétrico com uma bateria de alta tensão e um conversor de energia altamente eficiente pela primeira vez.'

“Hoje, a eletromobilidade não é mais um sonho do futuro, mas do presente”, disse Markus Duesmann, presidente do Conselho de Administração da Audi. “É por isso que estamos dando o próximo passo no automobilismo eletrificado, enfrentando as condições mais extremas. As muitas liberdades técnicas oferecidas pelo Rally Dakar fornecem um laboratório de testes perfeito para nós a este respeito”.

F1: Fittipaldi é confirmado pela Haas e vai correr no lugar de Grosjean no GP do Sakhir

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

PODCAST: Domínio da Mercedes tira mérito de Hamilton em suas conquistas?

 

.

compartilhar
comentários
Veja novo carro de Lucas di Grassi e o mercado da Fórmula E para 2021
Artigo anterior

Veja novo carro de Lucas di Grassi e o mercado da Fórmula E para 2021

Próximo artigo

Di Grassi quer ficar na Fórmula E após saída da Audi da categoria

Di Grassi quer ficar na Fórmula E após saída da Audi da categoria
Carregar comentários