Sainz se preocupa com falta de experiência da Mini com X-raid

Em projeto novo para rali de 2019, espanhol diz que confiabilidade será grande desafio ao lado de terreno traiçoeiro no Peru

Sainz se preocupa com falta de experiência da Mini com X-raid

Vencedor do Dakar de 2019 com a Peugeot, Carlos Sainz Sr disse que a falta de experiência no Dakar com seu buggy o deixa com preocupações de confiabilidade antes do evento de 2019.

Sainz disse que o desenvolvimento do X-raid pela Mini foi "enorme" desde que ele o testou em junho, mas admitiu que o time ainda tem menos experiência do que a Toyota – que deve ser sua principal rival em 2019.

"Eu diria que temos todas as chances", disse Sainz, que também testou a Hilux, da Toyota, antes de ingressar na X-raid. "Lucas [Cruz, co-piloto] e eu estamos felizes desde que nos unimos e entramos neste novo projeto para competir com o Mini Buggy”.

"Desde o primeiro teste no Marrocos em junho até agora a evolução do carro tem sido enorme. Mas temos que ter em mente que é um carro muito novo para os ataques, pois fez sua estreia no Dakar do ano passado. Isso significa que não tem anos de desenvolvimento como o Toyota ou o Mini de tração nas quatro rodas.”

"Isso, quer você goste ou não, é uma das coisas que me preocupam – confiabilidade. Não por falta de trabalho, mas por falta de experiência para o carro em competição."

Sainz acrescentou que, embora o evento deste ano seja mais curto (o Dakar acontecerá exclusivamente no Peru e terá cinco dias a menos de competição em 2019 comparado a 2018), ele espera que seja tão duro quanto as edições anteriores.

"Espero um Dakar intenso e complicado", disse ele. "Mesmo que seja mais curto, a porcentagem de dunas é muito próxima de 100%, então um estágio de 300 km nos levará em torno de cinco horas, com uma armadilha a cada minuto e um enorme estresse em todas as fases.”

"O estresse este ano vai ser maior e a quantidade de acidentes será maior também. Todos os dias, a cada quilômetro, as coisas vão acontecer. Até o último quilômetro e até o final, você não poderá relaxar.”

"Se você tem uma vantagem de 20 minutos no último dia e há dunas à frente, não pode ficar relaxado. Pode haver muitas surpresas. No ano passado, vimos como foi difícil o Peru nos primeiros cinco dias, quando apenas dois pilotos ficaram na disputa pela vitória."

Sainz se juntará no X-Raid a Cyril Despres e Stephane Peterhansel, que também fizeram parte do time do Dakar da Peugeot em 2018, além de Nani Roma.

Carlos Sainz, X-raid MINI JCW Team

Carlos Sainz, X-raid MINI JCW Team

Photo by: X-Raid Team

compartilhar
comentários
Ex-mecânico de Sainz, Steiner elogia bicampeão de rali

Artigo anterior

Ex-mecânico de Sainz, Steiner elogia bicampeão de rali

Próximo artigo

Conheça a rota do Dakar 2019

Conheça a rota do Dakar 2019
Carregar comentários