Fórmula 1
R
GP de Portugal
23 out
Próximo evento em
12 Horas
:
23 Minutos
:
48 Segundos
R
GP de Abu Dhabi
11 dez
Próximo evento em
49 dias

Albon celebra primeiro pódio em meio à críticas: "Sinto que agora posso respirar"

compartilhar
comentários
Albon celebra primeiro pódio em meio à críticas: "Sinto que agora posso respirar"
Por:

O piloto da Red Bull ainda revelou alguns dos problemas enfrentados ao longo da corrida em Mugello

No GP da Toscana de Fórmula 1 do último domingo, Alex Albon tirou um grande peso de seus ombros ao finalmente conquistar seu primeiro pódio na categoria. Alvo de diversas críticas ao longo de 2020 por não conseguir igualar a performance de Max Verstappen com a Red Bull, o tailandês disse que agora consegue respirar melhor.

Ao longo das últimas corridas, Albon viu a pressão aumentando para seu lado, por ter marcado menos da metade dos pontos de Verstappen. Apesar da equipe repetidamente defender a manutenção de seu piloto atual, muitos vinham cobrando uma segunda chance a Pierre Gasly na equipe principal, especialmente após a vitória no GP da Itália.

Leia também:

Antes do GP da Toscana, Albon tinha apenas 48 pontos contra 110 do holandês, que já havia vencido uma temporada. 

No sábado, em Mugello, ele se classificou em quarto, a mais de quatro décimos de seu companheiro de equipe, que manteve a invencibilidade na temporada 2020. Mas Albon viu Verstappen abandonando cedo após os problemas na primeira volta, além de sofrer com o motor Honda antes mesmo do começo da corrida.

Embora o chefe da Red Bull, Christian Horner, tenha dito em Silverstone que Albon precisava de uma corrida chata para mostrar seu desempenho, não foi isso que ele vivenciou em Mugello.

Após 59 voltas marcadas por três entradas do safety car e duas bandeiras vermelhas, Albon conseguiu vencer Ricciardo em uma batalha pelo pódio para somar seu primeiro Top 3 na F1.

"Foi uma boa corrida. Sofri um pouco no início, tivemos problemas com os pneus, além de ser difícil de ultrapassar aqui. Mas, quando tive a chance, não deixei passar e dei o meu melhor para conquistar o pódio".

Albon reconheceu que este pódio é um ar fresco para ele, em um momento em que sua continuidade era muito questionada.

"Sim, foi ótimo. Demorei um pouco para chegar aqui mas, honestamente, também foi uma corrida difícil. Tive que lutar muito. Mas estou feliz e sinto que agora posso respirar. É ótimo estar aqui".

Após a corrida, a transmissão mostrou o rádio de Albon: "Obrigado a todos, obrigado por tudo. Obrigado por acreditarem em mim".

"Eu esperava uma corrida pior, mas as bandeiras vermelhas ajudaram. Esse circuito é brutal, especialmente o segundo setor. Foi uma boa luta e a maior parte das ultrapassagens foram arriscadas. É divertido pilotar assim".

Ricciardo ficou "um pouco triste" após perder terceiro lugar para Albon

Daniel Ricciardo bateu novamente na trave. O australiano segue buscando seu primeiro pódio com a Renault mas perdeu para Alex Albon no GP da Toscana. Ricciardo, que foi eleito "Piloto do Dia" na votação popular da F1, lamentou a chance perdida.

Segundo o piloto, ele tentou, em vão, fazer com que Albon cometesse um erro, tendo que se contentar com o quarto lugar, a mesma posição final na prova de Spa, após passar boa parte da corrida em terceiro.

"Estou no meio. Indo de feliz e realizado para um pouco triste. A verdade é que é um pouco como Monza na semana passada, nos colocamos em uma boa posição, demos o melhor e faltou no final para buscar o pódio".

"Com Albon, foi frustrante ver seu ritmo. Eu senti que o primeiro e o segundo stint foram iguais. Então eu não achei que ele teria aquele extra".

"Do nada, no final, ele tinha uma grande vantagem sobre nós, e foi no terceiro setor que eu senti que ele estava melhor. Isso o permitiu ficar próximo e usar o DRS. Foi esse setor que fez a diferença. Então é frustrante".

"Eu sabia que, se pudesse acompanhar ele por algumas voltas, poderia gastar os seus pneus. Mas ele descolou rapidamente e eu acabei desistindo. Mas, no fundo da cabeça, eu pensava que por ele ser jovem, sem ter um pódio antes, eu poderia pressioná-lo a cometer um erro".

PÓDIO: GP da Toscana tem acidente bizarro e surpresas no "meio do bolo"

PODCAST: Vitória de Gasly prova que F1 é ambiente 'onde os fracos não têm vez'?

 

CEO da Ferrari vê equipe em "buraco" e aposta em reinício para 2022: "Essa é a nossa esperança"

Artigo anterior

CEO da Ferrari vê equipe em "buraco" e aposta em reinício para 2022: "Essa é a nossa esperança"

Próximo artigo

Massa relembra quando Schumi prejudicou Alonso de propósito na F1

Massa relembra quando Schumi prejudicou Alonso de propósito na F1
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP da Toscana
Pilotos Alexander Albon
Autor Sergio Lillo