Fórmula 1
02 jul
-
05 jul
Evento encerrado
09 jul
-
12 jul
Evento em andamento . . .
16 jul
-
19 jul
Próximo evento em
6 dias
R
GP de 70º aniversário
06 ago
-
09 ago
Próximo evento em
27 dias
27 ago
-
30 ago
Próximo evento em
48 dias
03 set
-
06 set
Próximo evento em
55 dias
R
GP de Singapura
17 set
-
20 set
Canceled
24 set
-
27 set
Próximo evento em
76 dias
08 out
-
11 out
Canceled
R
GP dos Estados Unidos
22 out
-
25 out
Próximo evento em
104 dias
29 out
-
01 nov
Próximo evento em
111 dias
12 nov
-
15 nov
Próximo evento em
125 dias
R
GP de Abu Dhabi
26 nov
-
29 nov
Próximo evento em
139 dias

Análise: Será o fim da era das fortes duplas na mesma equipe na F1?

compartilhar
comentários
Análise: Será o fim da era das fortes duplas na mesma equipe na F1?
Por:
15 de mai de 2020 11:12

Derrota de Sebastian Vettel na Ferrari no ano passado por Charles Leclerc pode ter sido a última combinação de pilotos alfa na mesma equipe por algum tempo

O que constitui um piloto alfa em uma equipe de Fórmula 1? Como na natureza, é o indivíduo que mostra a maior força. A chave para um indivíduo permanecer no topo não é apenas derrotar o rival (companheiro de equipe), mas também forjar fortes alianças no pelotão (o time).

Quando se trata das três grandes equipes na F1 para 2021, os alfas devem ser: Lewis Hamilton na Mercedes, Max Verstappen na Red Bull e Charles Leclerc na Ferrari. A menos que haja mais mudanças pela frente, os adversários de seus tronos serão Valtteri Bottas, Alexander Albon e Carlos Sainz, respectivamente.

Leia também:

Falando sobre o novo garoto da Ferrari primeiro, fiquei mais do que um pouco intrigado com o que o chefe da Ferrari, Mattia Binotto, tinha a dizer sobre o assunto na entrevista coletiva. Antes de tudo, ele discutiu o motivo da saída de Vettel - que parece que o alemão não gostou da ideia de um papel de número dois - e depois passou para o que estava por trás da assinatura de Sainz.

"Nas últimas semanas, o mundo mudou, não apenas do ponto de vista econômico, mas também do ponto de vista técnico e esportivo", disse Binotto. “Existem desafios à frente e obstáculos que serão difíceis. Estamos lançando as bases para o nosso futuro. Queremos ter uma perspectiva específica. Discutimos com Sebastian e descobrimos que não compartilhamos dos mesmos objetivos - de curto ou longo prazo.”

“Sainz é um ótimo complemento. Ele é muito inteligente, muito jovem. Mas ele participou de cinco temporadas no passado, ele é um piloto forte e confiável, que conquistou muitos pontos no campeonato, e acredito que para nós ele é um ótimo piloto para se juntar ao puro talento de Charles, para que ele possa crescer e vencer."

Eu li a última linha de duas maneiras. Do jeito que eu tenho certeza, Binotto está dizendo que Sainz pode crescer e vencer com a equipe e, é claro, eles o contrataram para ter sucesso, pois a Ferrari persegue o Campeonato de Construtores depois de uma era tão dominante da Mercedes.

Mas você também não entendeu que Carlos é "confiável" e pontuador, deve estar "emparelhado com o puro talento" de Leclerc? Então, talvez seja Charles que "possa crescer e vencer" (campeonatos)?

Acredito muito nas habilidades de Sainz. Ele é rápido, com um ótimo histórico de classificação contra aqueles com os quais competiu na Toro Rosso - incluindo Verstappen. Ele é consistente e acumulou 267 pontos em 102 corridas. Ele foi o melhor do resto no ano passado e merece totalmente sua chance em um grande time. Fiquei um pouco decepcionado em sua temporada na Renault, mas sinto que ele se recuperou muito bem com a McLaren em 2019. Para a Ferrari, ele foi uma escolha óbvia para 2021.

Mas não vamos esquecer uma coisa: quando esta temporada começar, Vettel será o ex-alfa ferido na Ferrari. Como ele lutará quando voltarmos às pistas? Ele vai tentar de ser o melhor? Pensando em sua selvageria Multi-21, ele está preparado para jogar o jogo de equipe?

Em 2021, não vejo nenhum confronto alfa imediato, além do fluxo e refluxo natural dos poderes dos pilotos. Hamilton é o mais velho em termos de idade, mas mostrou poucos sinais de fraqueza para Bottas. É preciso um grande salto para Albon chegar ao nível de Verstappen - e, como sempre na Red Bull Racing, ele está apenas a uma sequência de corridas ruins longe de ser demitido...

Se Leclerc atuar na Ferrari como você esperaria, e entrar em seus corações como ele fez em Monza no ano passado, será necessário um esforço hercúleo de Sainz para ser algo mais do que o número dois quando chegar. A menos que haja algum colapso de Leclerc inspirado em Vettel.

Você pode ter certeza de que Carlos estará observando isso como um falcão!

VÍDEO: Vettel deu vexame na Ferrari? Alemão foi pior que Alonso?

PODCAST:  Interlagos 80 anos: templo do automobilismo ou apenas mais um circuito?

 

Próximo artigo
Ferrari confirma que avalia projeto na Indy a partir de 2022

Artigo anterior

Ferrari confirma que avalia projeto na Indy a partir de 2022

Próximo artigo

McLaren considera hipotecar coleção histórica de carros de F1 para arrecadar fundos e sobreviver à crise

McLaren considera hipotecar coleção histórica de carros de F1 para arrecadar fundos e sobreviver à crise
Carregar comentários