Confira como está o mercado de pilotos após anúncios de Kubica e Grosjean

Maioria das equipes já fechou duplas para a próxima temporada, mas grid ainda tem vagas disponíveis, uma delas bastante cobiçada

Confira como está o mercado de pilotos após anúncios de Kubica e Grosjean
Carregar reprodutor de áudio

Com os anúncios da permanência de Romain Grosjean na Haas e da saída de Robert Kubica da Williams, o grid da F1 para 2020 está mais perto de se fechar. Outros destaques desse mês foram a permanência de Valtteri Bottas na Mercedes e a chegada de Esteban Ocon à Renault. No entanto, o clima de suspense não acabou, pois ainda existem vagas disponíveis.

Leia também:

Quem ficou em uma situação complicada é Nico Hulkenberg, pois o alemão perdeu seu lugar na Renault para Ocon e viu as portas da Haas se fecharem para ele. Seu nome já foi ventilado na Red Bull, mas os rumores jamais foram confirmados e a equipe austríaca parece inclinada a manter Alex Albon. A Alfa Romeo seria uma opção, mas a equipe disse que apoia Antonio Giovinazzi. 

Com o mau desempenho em 2019, a Williams está se transformando na última opção de todos os pilotos. No entanto, a equipe britânica pode chegar a uma situação confortável de poder escolher entre vários nomes, já que Hulkenberg não é o único sem lugar para a próxima temporada.

Kubica anunciou que deixará a equipe de Grove, mas não confirmou qual será seu destino. Poucos acreditam que outra equipe possa oferecer uma vaga ao polonês por conta de seus problemas físicos, mas ele possui ligações com a Ferrari e poderia ser uma surpresa na Alfa Romeo.

A Red Bull vive um momento diferente do que experimentou na última década, pois três dos quatro pilotos da marca estão devendo desempenho, apesar da boa fase de Albon. Além disso, o programa de jovens prodígios do time austríaco não tem ninguém próximo da F1 que possa estrear em 2020.

Neste momento, a Fórmula 1 tem apenas seis vagas em aberto para a próxima temporada e as negociações seguem a todo vapor. Como mencionado, ainda faltam confirmações na Red Bull, na Williams e outras. Confira a situação de cada piloto do grid e seus possíveis destinos.

Mercedes: Lewis Hamilton - Confirmado
Mercedes: Lewis Hamilton - Confirmado
1/22
Após 60 vitórias e 4 títulos, com mais um encaminhado, Hamilton tem contrato até 2020 e deve renovar com a equipe, apesar de afirmar que sonha pilotar pela Ferrari um dia.

Foto de: Andrew Hone / Motorsport Images

Mercedes: Valtteri Bottas - Confirmado
Mercedes: Valtteri Bottas - Confirmado
2/22
Valtteri Bottas venceu 5 corridas com a Mercedes e tem se mostrado um segundo piloto ideal. Após meses de especulações, a equipe alemã confirmou o finlandês para 2020.

Foto de: Steve Etherington / Motorsport Images

Ferrari: Sebastian Vettel - Confirmado
Ferrari: Sebastian Vettel - Confirmado
3/22
Apesar dos rumores de uma aposentadoria precoce, Sebastian Vettel tem afirmado que seguirá na Ferrari até o fim de seu contrato, no final de 2020

Foto de: Joe Portlock / Motorsport Images

Ferrari: Charles Leclerc - Confirmado
Ferrari: Charles Leclerc - Confirmado
4/22
Charles Leclerc chegou badalado à Ferrari neste ano e mostrou resultado desde o início. Apesar de alguns erros, nada indica que ele tenha deixado de ser visto como o futuro da equipe. Seu contrato vai até 2022.

Foto de: Mark Sutton / Motorsport Images

Red Bull: Max Verstappen - Confirmado
Red Bull: Max Verstappen - Confirmado
5/22
Apesar dos desejos de Mercedes e Ferrari, Max Verstappen tem contrato com a Red Bull até 2020 e deve renovar com a equipe, caso a Honda continue evoluindo bem o motor que permitiu ao holandês vencer duas vezes em 2019.

Foto de: Steven Tee / Motorsport Images

Red Bull: Alexander Albon - Sem contrato
Red Bull: Alexander Albon - Sem contrato
6/22
Alexander Albon acabou de ser promovido da Toro Rosso para a Red Bull e terá até dezembro para mostrar que merece permanecer ao lado de Verstappen em 2020.

Foto de: Zak Mauger / Motorsport Images

McLaren: Carlos Sainz Jr. - Confirmado
McLaren: Carlos Sainz Jr. - Confirmado
7/22
Carlos Sainz Jr. foi contratado neste ano pela McLaren e seu contrato é de "múltiplos anos". Está confirmado no mínimo até dezembro 2020.

Foto de: Zak Mauger / Motorsport Images

McLaren: Lando Norris - Confirmado
McLaren: Lando Norris - Confirmado
8/22
Mais certo do que Sainz, é Lando Norris. O prodígio da McLaren foi contratado neste ano e tem mostrado resultados consistentes. A equipe afirmou que tem contrato de "múltiplos anos com o inglês". Rumores dão conta que o contrato vale até 2022.

Foto de: Sam Bloxham / Motorsport Images

Renault: Daniel Ricciardo - Confirmado
Renault: Daniel Ricciardo - Confirmado
9/22
Daniel Ricciardo deixou a Red Bull e assinou com a Renault no fim do ano passado. Apesar de começar a se mostrar frustrado com os fracos resultados da equipe francesa, deve cumprir seu contrato até o fim de 2020.

Foto de: Mark Sutton / Motorsport Images

Renault: Esteban Ocon - Confirmado
Renault: Esteban Ocon - Confirmado
10/22
Após um ano na geladeira, o jovem prodígio finalmente voltará ao grid da F1. Depois de uma bem sucedida passagem pela Force India, o francês ficou sem vaga em 2019 e atuou como piloto reserva da Mercedes, equipe que apoiou sua carreira até o momento.

Foto de: Zak Mauger / Motorsport Images

Nico Hulkenberg - Sem equipe
Nico Hulkenberg - Sem equipe
11/22
Nico Hulkenberg está sem equipe para a próxima temporada. A Renault confirmou a saída do alemão para a chegada de Esteban Ocon. A Haas declarou publicamente que está interessada nos serviços de Hulkenberg e seu nome já foi ventilado na Red Bull também.

Foto de: Sam Bloxham / Motorsport Images

Alfa Romeo: Kimi Raikkonen - Confirmado
Alfa Romeo: Kimi Raikkonen - Confirmado
12/22
Aos 39 anos de idade, o piloto mais velho do grid, Kimi Raikkonen, tem contrato com a Alfa Romeo até o fim de 2020 e tem dito que gostaria de pilotar por mais alguns anos.

Foto de: Jerry Andre / Motorsport Images

Alfa Romeo: Antonio Giovinazzi - Sem contrato
Alfa Romeo: Antonio Giovinazzi - Sem contrato
13/22
A Alfa Romeo tem apoiado Antonio Giovinazzi apesar da fraca temporada que tem feito neste ano. Se não melhorar, é provável que seja substituído no ano que vem, pois seu contrato só é válido para 2019.

Foto de: Zak Mauger / Motorsport Images

Toro Rosso: Daniil Kvyat - Sem contrato
Toro Rosso: Daniil Kvyat - Sem contrato
14/22
Daniil Kvyat passa por um momento de ressurreição na F1. O piloto foi tirado da aposentadoria precoce e voltou para a Toro Rosso neste ano. Seu contrato expira em 2019, mas seu nome pode ter crescido no mercado após o pódio na Alemanha, o segundo da história da equipe.

Foto de: Andy Hone / Motorsport Images

Toro Rosso: Pierre Gasly - Sem contrato
Toro Rosso: Pierre Gasly - Sem contrato
15/22
Pierre Gasly teve a oportunidade de guiar 12 provas pela Red Bull após ser promovido no início deste ano. No entanto, o francês decepcionou e foi devolvido à Toro Rosso. Não se sabe a duração de seu contrato, mas supõe-se que seja até dezembro de 2019. Não se sabe o que será de seu futuro.

Foto de: Mark Sutton / Motorsport Images

Haas: Romain Grosjean - Confirmado
Haas: Romain Grosjean - Confirmado
16/22
Uma sucessão de erros e situações bizarras quase colocaram fim à carreira de Romain Grosjean na F1. O piloto da Haas tem sido contestado, mas teve seu contrato renovado para o ano que vem.. Assim como já aconteceu antes, a equipe preferiu manter um rosto conhecido e seguir apostando no francês.

Foto de: Andrew Hone / Motorsport Images

Haas: Kevin Magnussen - Confirmado
Haas: Kevin Magnussen - Confirmado
17/22
Kevin Magnussen sofre menos críticas do que Grosjean e seu contrato permitia a permanência até 2020. Com o anúncio da Haas de que está buscando preencher apenas uma vaga, o dinamarquês teve seu contrato garantido.

Foto de: Mark Sutton / Motorsport Images

Racing Point: Lance Stroll - Confirmado
Racing Point: Lance Stroll - Confirmado
18/22
O filho do dono da Racing Point, Lance Stroll, está sendo colocado no bolso do companheiro de equipe, sobretudo nas classificações. No entanto, deve permanecer na F1 pelo tempo que a família quiser. Seu contrato é de "múltiplos anos".

Foto de: Zak Mauger / Motorsport Images

Racing Point - Sergio Perez - Confirmado
Racing Point - Sergio Perez - Confirmado
19/22
Sergio Perez tem tido uma boa temporada dentro das limitações da Racing Point. O mexicano renovou por mais três anos e ficará no time até 2022.

Foto de: Zak Mauger / Motorsport Images

Willaims: George Russel - Confirmado, mas pode mudar.
Willaims: George Russel - Confirmado, mas pode mudar.
20/22
George Russell chegou na Williams como um jovem talentoso com potencial para ser um futuro campeão. Apesar do péssimo carro que a equipe produziu neste ano, o britânico tem mostrado que merece uma vaga em equipe mais competitiva. Seu contrato com a equipe de Grove é outro de "múltiplos anos", mas equipe nunca afirmou publicamente sua permanência.

Foto de: Zak Mauger / Motorsport Images

Willaims: Robert Kubica - Sem contrato
Willaims: Robert Kubica - Sem contrato
21/22
Robert Kubica anunciou que deixará a equipe no fim deste ano, após ter sido superado pelo companheiro Russell ao longo de 2019. No entanto, ele marcou o único ponto da Williams na temporada e pode surpreender se transferindo para outro time.

Foto de: Andrew Hone / Motorsport Images

Nicholas Latifi - Sem equipe
Nicholas Latifi - Sem equipe
22/22
O canadense está bem colocado no campeonato da F2 e rumores já o ligaram à vaga de Kubica na Williams. No entanto, a McLaren pode ter interesse de levá-lo para a Indy em 2020. Permanece como um forte candidato para o próximo ano.

Foto de: Williams F1

compartilhar
comentários
Haas anuncia dupla de equipe sem mudanças para 2020
Artigo anterior

Haas anuncia dupla de equipe sem mudanças para 2020

Próximo artigo

Kubica anuncia que deixará Williams no fim da temporada

Kubica anuncia que deixará Williams no fim da temporada