Após quali "frustrante", Nasr quer prova com chuva

Com o último tempo de treino de classificação, brasileiro afirma que atual situação não interfere em rendimento dentro da pista

Após quali "frustrante", Nasr quer prova com chuva
Felipe Nasr, Sauber C35 locks up under braking
Felipe Nasr, Sauber C35
Felipe Nasr, Sauber C35
Felipe Nasr, Sauber C35
Felipe Nasr, Sauber F1 Team
Felipe Nasr, Sauber F1 Team
Felipe Nasr, Sauber C35
Felipe Nasr, Sauber F1 Team
Felipe Nasr, Sauber C35
Felipe Nasr, Sauber C35
Carregar reprodutor de áudio

Felipe Nasr fez o pior tempo no treino de classificação deste sábado (12) em Interlagos. Mas, com a punição da FIA a Esteban Ocon por atrapalhar a passagem de Jolyon Palmer no Q1e a última posição dada ao piloto da Manor, o brasileiro se livrou de ver todo o grid à sua frente quando as luzes vermelhas se apagarem amanhã.

Falando a jornalistas brasileiros após a sessão, Nasr definiu dia como "frustrante" e explicou o que aconteceu na sua curta passagem na pista.

"Foi uma classificação um pouco frustrante. Acho que o clima de hoje não foi muito favorável com nosso carro, principalmente para os pneus estarem funcionando da maneira correta."

"Na minha tentativa decisiva eu estava em uma volta boa, mas no último setor tinha um carro da Force India parado na penúltima curva e ali ficou boa parte do tempo que eu havia conseguido na volta."

"Mas também não seria um resultado fantástico, talvez uma ou duas posições à frente, então o que eu posso fazer agora é pensar na corrida de amanhã."

Assim como todo piloto que vê seu carro não ter um grande desempenho, Nasr torce para que a chuva apareça na tarde deste domingo. Quando perguntado se estava torcendo para isso, ele não titubeou: "Muito! Tem mais de 60% de chances de chuva."

"Estou contando com condições imprevistas. Tem essa garoa, em certo momento pode vir uma chuva mais forte, teremos que interpretar muito bem cada momento da prova, saber a hora de parar nos boxes, então conta muito o trabalho entre piloto e equipe."

Mas, o clima de São Paulo é surpreendente e desafia os mais experientes meteorologistas. Sabendo disso, Nasr também falou da possibilidade da prova acontecer com o tempo seco.

"O que me surpreendeu ontem foi o nosso ritmo com pneus médios, que foi muito bom, então acredito que o composto ideal da corrida é o médio."

"Ele consegue funcionar até em uma temperatura mais baixa, diferente do macio, que precisa de uma janela maior."

Atual situação

Uma das perguntas que Felipe mais teve que responder neste fim de semana do GP do Brasil foi em relação ao seu futuro. Será que a incerteza quanto a próxima temporada poderia prejudicar o desempenho do brasileiro na pista?

"Continuo pensando em fazer uma boa corrida amanhã, correndo em casa e com boa energia do público. Quero curtir cada momento da corrida e como falei, é uma oportunidade amanhã de recuperar boas posições, de fazer uma boa prova. O grid pode ficar um pouco misturado e assim poderemos tirar proveito disso."

compartilhar
comentários
Em pior grid no Brasil, Massa torce por “corrida maluca”
Artigo anterior

Em pior grid no Brasil, Massa torce por “corrida maluca”

Próximo artigo

Button diz que GT e Rallycross estão nos planos para 2017

Button diz que GT e Rallycross estão nos planos para 2017
Carregar comentários