Aston Martin: Plano de corridas curtas aos sábados ainda tem problemas a resolver

Diretor técnico, Andrew Green explicou que ainda havia uma série de áreas que precisavam ser esclarecidas antes que equipe pudesse dar apoio ao plano

Aston Martin: Plano de corridas curtas aos sábados ainda tem problemas a resolver

O plano da Fórmula 1 de introduzir corridas sprint em três GPs em 2021 ainda tem uma série de questões a serem resolvidas antes de obter a aprovação final, de acordo com Aston Martin.

Após um longo esforço para introduzir algum tipo de mudança no formato do fim de semana, a F1 recebeu "amplo apoio" das equipes para realizar três corridas curtas classificatórias aos sábados.

Leia também:

O plano é fazer uma corrida de 100 km no Canadá, Itália e Brasil, com a qualificação ainda em seu formato usual na sexta-feira para definir o grid para a prova sprint.

Foi acordado na última reunião da Comissão F1 formar um grupo de trabalho para traçar os detalhes precisos para corridas de curta distância, com esclarecimentos necessários sobre os pontos e pagamento de prêmios em dinheiro, bem como como isso impactaria os contratos dos pilotos.

O diretor técnico da Aston Martin, Andrew Green, explicou que ainda havia uma série de áreas que precisavam ser esclarecidas do lado técnico, também, antes que a equipe pudesse dar seu apoio completo.

“Precisamos de um conjunto de regulamentos e ainda não temos isso”, disse Green. “Vimos uma proposta, que acho que a maioria das equipes era a favor de examinar, mas o problema está nos detalhes e os detalhes ainda não foram resolvidos.”

“Existem muitos pontos de discussão. Você pode simplesmente pensar em alguns de cabeça, como mudar de carro entre os eventos, o quanto você tem permissão para mudar.”

“Freios, podemos trocar os freios? E o mais importante, o que acontece com a alocação da unidade de potência? Estamos meio que travados, os motores foram projetados e o dinamômetro foi aprovado para um certo tipo de temporada - e então mudar isso será um grande desafio.”

“Portanto, há muito o que discutir. Há muitos detalhes a serem resolvidos. Eu acho que há uma vontade geral de fazer isso acontecer. Mas, como eu disse, o diabo está nos detalhes aqui.”

Embora as equipes tenham apoiado provisoriamente o plano, os pilotos mostraram-se menos entusiasmados, com muitos inseguros quanto ao fundamento lógico por trás da proposta.

Sebastian Vettel, da Aston Martin, tem sido o oponente mais expressivo até agora, dizendo que essas corridas "não fazem sentido" para a F1 e podem desviar a atenção do evento de domingo.

O chefe da equipe, Otmar Szafnauer, ecoou o sentimento de Green de que o regulamento final tinha que estar na mesa antes que todo o apoio pudesse ser dado, mas entendeu o medo de Vettel de que isso pudesse desvalorizar o GP de domingo.

“Para que possamos fazer corridas sprint, é fundamental estabelecer as regras”, disse Szafnauer.

“Se não acertarmos as regras, porque os carros já estão projetados e construídos, podemos prejudicar a corrida principal.”

Parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

ASTON MARTIN 2021: Veja o carro VERDE de VETTEL e os planos para a VOLTA da marca à F1 após 60 anos

PODCAST: Como seria a transmissão dos sonhos da F1 no Brasil?

 

compartilhar
comentários
Análise técnica: os detalhes que chamam a atenção no novo carro da Williams

Artigo anterior

Análise técnica: os detalhes que chamam a atenção no novo carro da Williams

Próximo artigo

F1: Stroll admite que "subestimou" impacto da Covid-19 sobre si

F1: Stroll admite que "subestimou" impacto da Covid-19 sobre si
Carregar comentários